18/02/2019 às 16:18

12 – Qual o caminho que meu dinheiro faz quando invisto em renda fixa?

Carlos Castrucci Carlos Castrucci

Neste artigo serão discutidas as três principais formas de se investir em renda fixa, o caminho que o dinheiro percorre no processo e os reais riscos incorridos pelo investidor.

Antes, porém, é necessário entender os principais agentes do mercado envolvidos no processo. São estes:

  • Agente de custódia
    O investimento direto em ativos de renda fixa como CDBs ou Tesouro Direto é feito através de uma conta em nosso nome e CPF, dentro de um banco ou de uma corretora. Da mesma forma, quando se compra cotas de um fundo de investimento em renda fixa, o dinheiro entra na conta bancária do fundo que está em seu nome e CNPJ. Em resumo, os agentes de custódia são os bancos e corretoras.

 

  • Central depositária
    No mercado brasileiro existem três principais centrais depositárias. Elas são as responsáveis pela custódia dos investimentos. Ou seja, onde ativos são registrados, liquidados e guardados. São estas:- CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia) – Responsável pela custódia de ativos negociados em bolsa de valores e Tesouro Direto;
    – Selic (Sistema Especial de Liquidação e Custódia) – Responsável pela custódia e liquidação de títulos públicos emitidos pelo Tesouro Nacional (títulos comprados fora do Tesouro Direto);e
    – Cetip – Responsável pelo registro, liquidação e custódia de títulos privados de renda fixa como CDBs e a maioria das debêntures.

 

  • Emissor
    O emissor é a instituição que “toma” dinheiro emprestado do investidor e em troca promete pagar, no futuro, o valor emprestado acrescido dos juros acordados. Os emissores também podem ser divididos em três principais classes:- Instituições financeiras (bancos, etc) – Emitem, principalmente CDBs, LCIs e LCAs;
    – Instituições não-financeiras – Cujos títulos de renda fixa mais conhecidos são as debêntures;
    – Tesouro Nacional do Brasil – Emissor dos títulos públicos, como LFT, LTN e NTN-B.

 

1 – Principais formas de se investir em renda fixa e o caminho que o dinheiro faz em cada uma dessas opções

Ao decidir por investir em renda fixa, depara-se com três opções comuns, hoje em dia:

  • A primeira é investir através do seu banco em CDB/LCI/LCAs da própria instituição. Nela, a pessoa abre uma conta no banco escolhido, envia o dinheiro para esta conta e aplica no ativo escolhido dentre as opções fornecidas. Aqui, o banco é o agente de custódia e o emissor, sendo a Cetip a central depositária.

 

  • A segunda forma é investir através da sua corretora em CDB/LCI/LCAs de diversas instituições, debêntures ou Tesouro Direto. O processo é semelhante ao anterior, a diferença reside nos agentes de mercado envolvidos. Suponha uma conta na corretora com investimentos em um CDB, uma debênture e um título do Tesouro Direto. Neste caso, a corretora é apenas o agente de custódia. Os ativos estarão custodiados nas centrais depositárias Cetip e CBLC. E os emissores serão um banco, uma empresa e o Tesouro Nacional, respectivamente.

 

  • Por último, existe a opção de investir em um fundo de Investimento em renda fixa via banco ou corretora. Tanto via banco, quanto via corretora o processo é semelhante.- Abertura e aporte na conta;- Escolha do fundo de investimento;
    – O banco ou corretora transfere o dinheiro da pessoa por “conta e ordem” para a conta bancária do fundo. O banco onde a conta do fundo está é o agente de custódia nesse caso; e
    – O fundo, então, investe em ativos de renda fixa de diversos emissores e custodiados nas respectivas centrais depositárias.

2 – Onde está o risco em cada uma das três formas de investimento em renda fixa?

É importante o investidor tem sempre em mente que em todos os casos o risco assumido por ele é de o EMISSOR não cumprir com suas obrigações.

Na primeira forma de investimento em renda fixa apresentada no item anterior, como o banco é o agente de custódia e o emissor, caso este “quebre” a pessoa perde o dinheiro investido que não estiver coberto pelo FGC (ver texto explicativo do FGC).

Na segunda opção, se a corretora falir o investidor perde o dinheiro? Não! Caso isso ocorra, a pessoa passará por um estresse, mas entrará em contato com a central depositária para realizar a troca do seu agente de custódia. Mantendo seus investimentos inalterados.

E na terceira opção, se a gestora, a administradora ou o custodiante do fundo falir, o investidor perde o dinheiro? Também não! No caso dos dois primeiros, uma assembleia de cotistas é convocada para escolha do novo gestor e/ou administrador. Já, em caso de falência do custodiante, o administrador do fundo será o responsável por entrar em contato com as centrais depositárias para solicitar a troca do agente de custódia dos ativos.

Portanto, antes de escolher um ativo ou um fundo de renda fixa, o investidor deve se preocupar com o emissor do título em caso de investimento direto ou os emissores escolhidos pelo gestor no caso da opção por compra de cotas de um fundo de investimento.

Carlos Castrucci

Carlos Castrucci

Hoa Asset Management

Carlos Castrucci é gestor de recursos e fundador da Hoa Asset Management. Carlos é engenheiro civil, candidato ao nível 3 do CFA e possui certificação de gestores Anbima (CGA). A Hoa atua no planejamento de gestão patrimonial para famílias e indivíduos.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub