18/02/2019 às 15:52

9 – O que é e como investir em crédito estruturado?

João Pedro Araújo João Pedro Araújo

Quando se pega diversos créditos, como dívida de indivíduos no cartão de crédito, uma carteira de crédito consignado de um banco ou até mesmo mensalidades futuras de alunos de uma faculdade, e os unifica em uma cesta de investimentos, chamamos isso de crédito estruturado.

O presente artigo busca explicar o funcionamento de um crédito estruturado e a quais pontos o investidor deve ficar atento.

O crédito estruturado nada mais é que uma estrutura que, na maioria dos casos, unifica uma série de dívidas, empréstimos e financiamentos.

Vamos a um exemplo prático do que é um crédito estruturado. Imagine que uma pessoa chamada Cleber vá a uma loja e compre um celular parcelado em 12x, a custo de R$1.000. No dia seguinte sua mãe vai a mesma loja e compra um computador parcelado em 12x que custa R$2.000. Seu José, dono da loja, receberá R$3.000 em 12x, proveniente das vendas realizadas. Seu José está sem caixa e precisa do dinheiro para o curto prazo. O gestor de um fundo de crédito estruturado, sabendo da necessidade de José, vai até a loja e oferece R$2.500 à vista em troca
dos créditos de R$3.000, oriundos das compras do celular e do computador. Seu José aceita a proposta e vende seus direitos creditórios (nome utilizado no mercado
financeiro).

É assim que funciona um crédito estruturado. A pessoa que vendeu o crédito, seu José, é chamada de cedente (aquele que cede o crédito) e as pessoas devedoras (Cleber e sua mãe) são chamados de sacados (aquele que deve pagar o crédito).

O modo mais comum do investidor pessoa física acessar a este tipo de investimento é através de fundos, que são chamados de Fundos de Crédito Privado, Fundos de Crédito Estruturado ou Fundo de Investimento em Direitos Creditórios (FIDC). Por aplicar em um fundo que investe em uma cesta de créditos, muitas vezes você não consegue saber exatamente para quem você está emprestando seu dinheiro. Por esse fator, os investimentos em crédito estruturado são considerados de maior risco e apresentam maior rentabilidade.

Uma situação comum é o investidor que quer aplicar seus recursos em um fundo de renda fixa comparar fundos e encontrar alguns que rendem muito mais do que os outros, como rentabilidades de 130% e 150% do CDI por exemplo. Ao analisar o gráfico de rentabilidade e verificar que o rendimento é contínuo e suave, ele chega à conclusão de que o investimento é de baixo risco. Esta conclusão é completamente equivocada! Quando se trata deste tipo de investimento, analisar a volatilidade (a intensidade do sobe e desce da rentabilidade) não pode ser considerada como risco.

Para correta análise, é preciso identificar o risco de crédito dos investimentos que o fundo faz. Ao fazer desta maneira o investidor conseguirá comparar fundos semelhantes e assim tomar uma decisão mais apurada. Outro resultado desta análise, se não o mais importante, é o investidor saber exatamente quais riscos ele está se submetendo.

Quais os pontos mais relevantes na hora de se analisar um fundo de crédito estruturado?

Os 7 pontos relevantes para realizar a análise de um fundo de crédito:

1-Qual o histórico do gestor na gestão de créditos
2-Quais os investimentos que o fundo pode ou não realizar
3-Qual o histórico do fundo? Já passou por situações de default expressivas?
4-Nos casos de calote, como o fundo reagiu e quais medidas tomou.
5-Qual a concentração do fundo por investimento
6-Em comparação com fundos da mesma categoria, como ele se comporta?
7-As taxas praticadas pelo fundo são adequadas?

Um ponto adicional que serve como dica de investimento é entrar em contato com a gestora para entender um pouco mais sobre funcionamento do fundo. A área de “Relação com os Investidores” das gestoras é bem acessível e aberta para conversar com seus clientes ou investidores interessados em aplicar nos fundos.

João Pedro Araújo

João Pedro Araújo

Hoa Asset Management

João Pedro Araujo é gestor de recursos e fundador da Hoa Asset Management. João é engenheiro civil, pós-graduado em Mercado Financeiro e possui certificação de gestores Anbima (CGA). A Hoa atua no planejamento de gestão patrimonial para famílias e indivíduos. Caso queira entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected]

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub