12/02/2019 às 14:42

2 – Como comparar rentabilidades diferentes?

João Pedro Araújo João Pedro Araújo

Se você já investiu ou pretende investir em renda fixa, você irá se deparar com a seguinte situação, uma enorme gama de investimentos, tipos de rentabilidade e a dúvida de qual escolher.

Este artigo buscará explicar como funcionam os tipos de rentabilidade em renda fixa e como escolher entre eles.

Os investimentos em renda fixa possuem os seguintes tipos de rentabilidade:

Prefixado:

A taxa de rentabilidade já é conhecida no início do investimento e o investidor já sabe o quanto retornará quando o investimento acabar. Por isto, é considerado o tipo de rentabilidade mais simples de entender e muitos investidores acabam escolhendo este investimento por este fato.

Exemplo de rentabilidade: um investimento com duração de 1 ano e taxa prefixada de 10% ao ano. Se for feito um investimento de R$1.000 sabemos que após 1 ano retornará R$1.100.

Pós-Fixado:

A rentabilidade desde tipo de investimento é determinada por alguma variável que só será conhecida ao final do investimento. O exemplo mais comum de variável que se comporta desta maneira é a inflação. Você não sabe qual será a inflação do ano seguinte. Outro exemplo, em que está concentrado a maioria dos investimentos de renda fixa é o Certificado de Depósito Interbancário (CDI). O CDI representa a taxa média em que os bancos emprestam dinheiro para outros bancos. O CDI acompanha de perto a famosa taxa Selic.

Exemplo de rentabilidade: investimento com aplicação de R$ 1.000, duração de 1 ano e taxa pós-fixada de 110% do CDI. Suponhamos que o CDI no final do período tenha sido de 10%. O investimento renderia 11,05% (110% do CDI) e o patrimônio seria de R$1.110.

Híbrido:

A rentabilidade híbrida é aquela que mistura as duas rentabilidades anteriores, prefixada e pós-fixada. Um exemplo clássico de investimento deste tipo é o “Tesouro Direto IPCA+”. O tesouro IPCA+ rende a inflação mais uma taxa pré-acordada no início do investimento. O grande benefício deste título é a proteção contra a inflação em caso de inflação descontrolada. Outras formas de rendimento híbrido podem ser: CDI + taxa prefixada, IGP-M + taxa pré, entre outros.

Exemplo de rentabilidade: investimento tesouro direto IPCA+ que rende inflação mais a taxa prefixada de 5%. Investiu-se R$1.000 durante 1 ano. Neste ano a inflação foi de 4%. O resultado do investimento seria de 9,20% e o patrimônio total de R$ 1.092,00.
(Obs.: Como no Brasil os juros são compostos, é necessário multiplicar uma taxa pelo outra e não apenas somar)

Se as rentabilidades dos investimentos são diferentes, como compara-los?

A maneira mais eficaz de escolher entre diferentes tipos de investimentos é simular cenários e verificar qual investimento teria a melhor performance. Vamos a um exemplo prático:

Imagine que você possua 3 opções de investimentos com o mesmo prazo de 1 ano:

Investimento 1: prefixado com taxa de 10% ao ano
Investimento 2: pós-fixado com taxa de 110% do CDI
Investimento 3: híbrido com taxa de inflação + 6% ao ano

Com os investimentos definidos, é preciso definir qual a estimativa das taxas pós fixadas, neste caso, CDI e inflação. Caso você não possua estimativas próprias, é possível consultar a estimativa de mercado na pesquisa FOCUS do Banco Central.

Nesta suposição iremos estimar que o CDI fosse 9,5% e a inflação de 4%.

Com isso a rentabilidade dos investimentos seriam as seguintes:

Investimento 1 prefixado: 10,00%
Investimento 2 pós-fixado: 10,50%
Investimento 3 híbrido: 10,24%

Neste cenário o investimento mais vantajoso seria o investimento 2.

Uma forma de aprimorar esta simulação é criar diferentes cenários para os indicadores e verificar qual investimento se comportaria melhor.

João Pedro Araújo

João Pedro Araújo

Hoa Asset Management

João Pedro Araujo é gestor de recursos e fundador da Hoa Asset Management. João é engenheiro civil, pós-graduado em Mercado Financeiro e possui certificação de gestores Anbima (CGA). A Hoa atua no planejamento de gestão patrimonial para famílias e indivíduos. Caso queira entrar em contato, envie um e-mail para: [email protected]

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub