29/06/2020 às 12:00

Captando o sentimento do investidor via Twitter

TC School TC School

O sentimento do investidor, obtido por meio do Twitter, tem relação direta com os retornos e os volumes de negócios que ocorrem na bolsa brasileira. Além disso, o número de tweets postados diariamente se relaciona com o volume de negócios do mercado.

Com esse texto, você poderá entender um pouco mais dessa relação, bem como os cuidados necessários ao utilizar essas informações em estratégias de investimento. Para um melhor entendimento, falaremos dos seguintes tópicos:

  • Sentimento do investidor via Twitter – É possível captar o “humor” do mercado de forma instantânea?
  • Como capturar o sentimento do investidor – Ferramentas e técnicas para este tipo de análise
  • Estratégias de investimento – Podemos utilizar o sentimento do investidor em estratégias de investimentos?

Boa leitura!

sentimento do investidor

Leia mais sobre o mercado de ações:

Por que captar o sentimento do investidor por meio do Twitter?

De acordo com o estudo de Brown e Cliff (2004), o sentimento do investidor nada mais é do que o viés do especulador, sendo assim o excesso de otimismo ou pessimismo dos investidores.

Nesse sentido, a busca por conhecer o sentimento dos investidores e como esse sentimento se relaciona com o mercado é antiga na academia. Entretanto, nos últimos anos, uma série de pesquisadores têm voltado sua atenção de modo a captar o sentimento do investidor por meio de atividades on-line, criando assim a possibilidade de captar esse sentimento de forma instantânea.

Dessa forma, um dos principais meios para isso são as redes sociais, visto que elas são uma maneira rápida e fácil de obter e compartilhar informações. De acordo com Mao, Counts e Bollen (2011) e Wei, Mao e Wang (2016), o Twitter é uma das redes sociais mais utilizadas pelo mercado financeiro, na qual muitos traders, investidores, analistas financeiros, entidades e perfis de notícias costumam postar mensagens acerca do que acontece no mercado financeiro. Essas mensagens possuem uma relação direta com certos movimentos do mercado, ao menos em um contexto de países desenvolvidos.

Como capturar o sentimento do investidor em um tweet?

Para entender a relação entre as mensagens postadas no Twitter e os retornos/volumes de negócios do mercado também ocorria em mercados emergentes, como é o caso do Brasil, desenvolvi minha dissertação de mestrado buscando analisar essa relação.

Para isso, obtive, por meio da biblioteca Tweepy, de 1 de janeiro de 2017 à 31 de dezembro de 2018, todos os tweets que citavam termos relacionados ao IBOVESPA e as ações que o compunham, os quais eram usualmente utilizados no Twitter. Ao todo, a amostra contava com 1.195.575 tweets. Todavia, após “limpar” os dados, a amostra final foi de 314.864 tweets.

A atribuição do sentimento dos tweets foi feita por meio de machine learning, utilizadando a ferramenta de análise de sentimentos do Google, por meio do processador de linguagem natural “Google Cloud Natural Language API”, que possui uma ferramenta de análise de sentimentos cujos parâmetros variam de -1 a 1, em que 1 é o sentimento extremamente otimista e -1 é o sentimento extremamente pessimista.

Após a atribuição de sentimento a todos os tweets, foi desenvolvido um índice de sentimento diário, para ser confrontado com os retornos e volumes de negócios diários da bolsa.

Sentimentos dos investidores e sua relação com o mercado

Os resultados da minha pesquisa demonstram que, em geral, um sentimento otimista no dia de hoje, está associado a maior retorno nesse mesmo dia, todavia, essa relação se inverte com o passar dos dias, de modo que, um sentimento otimista no período atual está associado a menor retorno futuro.

Exemplificando de forma simples, suponhamos que, em uma segunda-feira, os investidores expressaram um sentimento bastante otimista no Twitter. Então, é bem provável que os retornos nesse dia também sejam positivos, visto que o sentimento e o retorno estão associados e andam na mesma direção no curto prazo (mesmo dia). Por outro lado, é presumível que, a partir da terça-feira esses retornos comecem a cair, e essa queda perdure por mais alguns dias.

Outro achado da pesquisa foi que: o volume diário de mensagens postadas no Twitter e os volumes de negócios na bolsa também estão associados. Isso quer dizer, na prática, quando há mais “barulho” no Twitter, ou seja, quando há uma maior quantidade de mensagens na FinTwit sobre a bolsa brasileira ou sobre as ações que a integram, há também um maior volume de negócios na bolsa.

A associação entre a quantidade de tweets que é postada e os volumes de negócios da bolsa ocorre principalmente quando as mensagens que são postadas possuem um sentimento negativo, o que indica que o sentimento expresso no Twitter é realmente como os investidores estão se sentindo, e que eles operam com base nesse sentimento, especialmente em períodos de pessimismo.

Sentimento do investidor em estratégias de investimento

Visto que os resultados da minha pesquisa mostraram que realmente há relação entre o sentimento dos investidores expresso por meio da rede social Twitter e certos movimentos do mercado, isso pode fazer com que investidores utilizem essa informação como auxílio na previsão das oscilações que ocorrem na bolsa brasileira, ao menos no que diz respeito aos seus retornos e aos seus volumes de negócios.

Dessa forma, utilizar o Twitter como uma ferramenta em estratégia de investimentos é válido, tendo em vista que, ao que parece, os investidores brasileiros negociam com o Twitter aberto, sendo possível assim acompanhar o excesso de otimismo ou pessimismo dos investidores por meio dessa rede social. No entanto, é preciso ter cuidado para que os resultados que foram encontrados em minha dissertação não sejam utilizados de uma forma generalizada.

Embora os resultados demonstrem que o sentimento e o volume de tweets têm potencial para serem utilizados como variáveis auxiliares às estratégias de investimento, é preciso ter cautela porque tais estratégias devem ser utilizadas no curtíssimo prazo, onde é possível obter retornos anormais positivos (um sentimento otimista hoje está associado a um retorno positivo hoje). Porém, é necessário ter cuidado quando o sentimento é otimista, pois a aquisição de ativos em momentos de sentimento otimista também pode estar associada a retorno anormal negativo, devido à tendência de menores retornos no futuro (reversão à média de preços menores).

Referências

Brown, G.; Cliff, M. Investor sentiment and the near-term stock market. Journal of Empirical Finance, v. 11, n. 1, p. 1-27, 2004.

Mao, H.; Counts, S.; Bollen, J. Predicting financial markets: Comparing survey, news, twitter and search engine data. arXiv preprint, arXiv:1112.1051, 2011.

Wei, W.; Mao, Y.; Wang, B. Twitter volume spikes and stock options pricing. Computer Communications, v. 73, p. 271-281, 2016.

Dyliane Souza
Dyliane Souza
Contadora e mestre em Ciências Contábeis pela UFPB.
Pesquisadora na área de mercado de capitais.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub