16/06/2020 às 5:00

Fundos de investimentos em ações: entenda suas demonstrações contábeis

TC School TC School

Nesse texto, falarei sobre as demonstrações contábeis dos fundos de investimentos em ações, para que que você possa analisar melhor qual o fundo escolher. Para um melhor entendimento, dividimos o texto nos seguintes tópicos:

  • Fundos de investimentos em ações – uma rápida revisão
  • Demonstrações contábeis – quais as demonstrações contábeis específicas dos fundos de investimentos em ações?
  • Exemplo prático – analisando as demonstrações contábeis de um fundo na prática
  • Por que atentar para a informação contábil dos fundos de investimentos?

Boa leitura!

fundos de investimentos

Leia mais sobre fundos de investimentos:

Fundos de investimentos em ações

Antes de tudo, já falamos em outros textos aqui no TC School que, para uma boa avaliação de um ativo, temos antes que entender o modelo de negócios e a sua contabilidade. (leia nossa sessão sobre análise fundamentalista). Da mesma maneira, esse pensamento se aplica perfeitamente a avaliação dos fundos de investimentos em ações.

O que é um fundo de investimento em ações

De uma forma bem simples, um fundo de investimento em ações (FIA) é um “condomínio” de investidores. Nesse sentido, um fundo reúne vários investidores para que estes aportem capital no fundo. Esse capital, por sua vez, será administrado por uma equipe profissional, que decidirá em quais ações fará o aporte do capital do fundo.

Quais as demonstrações contábeis específicas dos FIA?

A comissão de valores mobiliários (CVM) é responsável pelas instruções que disciplinam a elaboração das demonstrações contábeis dos fundos de investimentos. Dentre as instruções específicas para os fundos de investimentos em ações, destaco para o nosso entendimento:

  • CVM 555 – Essa instrução emana as diretrizes que norteiam a constituição, administração, o funcionamento e a divulgação das informações dos fundos de investimento.
  • CVM 579 – Por sua vez, essa instrução dispõe sobre a elaboração e divulgação das demonstrações contábeis dos Fundos de Investimento em participações
  • CV 438 – Já a CVM 438, evidencia o plano contábil específico para os FIA, o COFI, similar ao plano específico para as instituições financeiras, do banco central, o COSIF.

Instrução CVM 579

De acordo com a instrução CVM 579, as demonstrações contábeis específicas para os fundos de investimentos em ações são:

  • Demonstração da composição e diversificação da carteira – Nessa demonstração, podemos fazer uma analogia ao balanço patrimonial das empresas em geral. Aqui são demonstrados os ativos (ações e outros investimentos como cotas em outros fundos) e os passivos (valores a pagar de diferentes tipos).
  • Demonstração das evoluções do patrimônio líquido – Por outro lado, essa demonstração funciona como uma “união” entre a demonstração de resultados (DRE) e a demonstração das mutações do patrimônio líquido (DMPL), evidenciadas pelas empresas. Aqui podemos observar como o resultado auferido pelos investimentos do fundo influenciaram no patrimônio líquido final, em especial no valor por cota, atribuível aos investidores.

Mensuração dos ativos (ações)

Antes de entrar nas demonstrações contábeis em si, precisamos ver como os elementos contábeis são mensurados pelos fundos de investimentos. Em essência, os ativos do fundo (ações e cotas em outros FIA) são mensurados pelo valor justo. Nesse sentido, ao adquirir uma ação no mercado, o fundo de investimento realiza o seguinte registro contábil:

D – Ativo (aquisição da ação da empresa “X”)

C – Banco (saída de recurso)

Para evidenciar o valor justo na data de apresentação das demonstrações, o fundo de investimento deve verificar qual o valor de mercado daquela ação, procedendo então com o ajuste contábil a valor de mercado:

Se o preço da ação estiver mais alto que o preço na data de aquisição:

D – Ativo (aumento no preço da ação da empresa X)

C – Resultado (receita com valorização da empresa X)

Entretanto, se o preço da ação estiver menor que o preço de aquisição:

D – Resultado (despesa com desvalorização da empresa X)

C – Ativo (redução do preço da empresa X)

Obs: lembro que, da mesma forma que as demonstrações contábeis das empresas, a contabilidade dos fundos de investimentos segue o regime de competência. Em outras palavras, a avaliação a valor justo de todos os elementos patrimoniais, ocorre independentemente de sua realização financeira no período de reporte.

Exemplo prático

Você pode consultar as demonstrações contábeis dos fundos de investimentos a partir do site da CVM, pesquisando pelo nome ou CNPJ do fundo. Para o nosso exemplo, utilizarei as demonstrações do ARX Fundo de investimento em ações, exercício findo em 30 de setembro de 2019.

Relatório de auditoria

Da mesma forma que as demonstrações das empresas, as demonstrações contábeis dos fundos de investimentos são acompanhadas do relatório do auditor independente, o qual expressará opinião acerca das informações apresentadas pela administração do fundo.

fundos de investimentos

Fonte: Demonstrações contábeis ARX 2019

A partir da leitura do relatório de auditoria, vimos que não há ressalvas do auditor independente. Isto significa que as informações devem representar em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira, bem como o desempenho operacional do fundo.

Composição e diversificação da carteira

Para observar quais os ativos fazem parte da carteira do fundo, olharemos para a demonstração de composição e diversificação da carteira do fundo de investimento em ações.

fundo de investimento em ações

Fonte: Demonstrações contábeis ARX 2019

A partir da análise dessa demonstração, podemos verificar em quais ações o fundo aplicou os recursos dos cotistas, com a participação percentual de cada ação em relação ao patrimônio do fundo.

Além disso, também observamos os valores que o fundo tem a receber referente a dividendos e juros sobre capital próprio, os quais são contabilizados como receita e aumento de ativo para o fundo de investimento.

Por último, são demonstrados os valores a pagar. Em geral, o passivo, e consequentemente as despesas de um fundo de investimentos em ações é composto por:

  • Taxa de administração – Remuneração do administrador para gerir o fundo de investimento
  • Taxa de performance – Valor devido se o fundo atingir ou superar determinada performance em relação a um índice benchmark (Pode ser o Ibovespa por exemplo. Isso depende do estatuto de cada fundo)
  • Auditoria – Gastos com a firma de auditoria independente
  • Corretagens – Custo com corretagem para operações junto a corretoras
  • Taxa de fiscalização – Fiscalização CVM

Da mesma forma que um balanço patrimonial convencional, o líquido entre os ativos e os passivos, é o patrimônio líquido, aqui, atribuível aos cotistas do fundo.

Demonstração das evoluções do patrimônio líquido

Como falei no início, essa demonstração pode ser lida como uma união entre a DRE e a DMPL evidenciada pelas empresas. Vamos seguir nosso exemplo para o fundo ARX FIA.

fundo de investimento

Fonte: Demonstrações contábeis ARX 2019

A partir dessa demonstração, podemos analisar como ocorreu a variação nas cotas do fundo de investimento. Ou seja, o valor líquido entre as novas cotas emitidas e os resgates realizados pelos cotistas.

Além disso, da mesma forma que uma DRE convencional, confronto entre as receitas e despesas do período, representa o resultado do exercício, em outras palavras, o lucro gerado.

Notas explicativas

Finalmente, não podemos falar de demonstrações contábeis sem as notas explicativas, ou seja, as informações adicionais, necessárias para o correto entendimento e absorção de toda a informação o qual se deseja reportar.

demonstrações contábeis dos fundos de investimentos

Demonstrações contábeis ARX 2019

Aqui serão apresentadas todas as informações adicionais, como por exemplo:

  • Base para elaboração das demonstrações – Elaboração das demonstrações em conformidade com a normatização vigente
  • Políticas contábeis – Forma como os elementos que formam as demonstrações foram mensurados e reconhecidos
  • Tipos e gestão de risco da carteira – Riscos os quais o fundo está exposto e quais as ferramentas utilizadas pelo gestor para gestão de risco da carteira como value at risk.

Devo me preocupar com as informações contábeis dos fundos de investimentos?

Por fim, creio que dificilmente um investidor que se baseia em fundamentos, aplicaria seus recursos em uma empresa sem antes fazer uma boa análise em suas demonstrações contábeis, correto?

Da mesma forma, apenas com uma análise criteriosa das demonstrações dos fundos de investimentos é que nós poderemos ver em quais ativos o gestor aplicou os recursos dos cotistas, o perfil de investimento do fundo, e quais as ações estão influenciando de forma mais significativa o desempenho do fundo de investimento.

Lembro também que, as informações contábeis são apenas uma das fontes as quais o investidor deve analisar ao procurar um fundo de investimento, importante fazer um estudo completo do fundo de investimento o qual se quer aportar seus recursos.

Espero que o texto o ajude em seus investimentos!

Arlindo Souza

Arlindo Souza
Analista de conteúdo | Mercado financeiro no TradersClub
Contador, Mestre em Ciências Contábeis. Foi professor/pesquisador do departamento de contabilidade da UFRN e atuou em contabilidade de S.A. É investidor com base em análise fundamentalista.

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub