04/03/2020 às 5:06

Dividendos: tributação em Fundos de Investimentos

TC School TC School

Todo mundo gosta de dividendos (ou proventos), isso não é uma novidade. Mas, dentro do universo dos fundos de investimento, os Fundos de Ações (FIA) e os Fundos Multimercado, possuem a liberdade para adotar diversas estratégias para bater o mercado de ações ou o benchmark desejado – seja investindo ou não em pagadoras de dividendos.

Ambos os fundos podem possuir como característica o investimento em ações. Como algumas dessas ações pagam dividendos, para onde vão os dividendos que os fundos recebem?

 

Dividendos em fundos que possuem ações: por que os fundos não distribuem?

Se você investiu em algum fundo de ações e não recebeu nenhum dividendo, pode ficar tranquilo. Desde 2015, a Instrução Normativa RFB nº 1585, indica em seu artigo 21:

 

O administrador de fundo ou clube de investimento que destinar diretamente aos cotistas as quantias que lhes forem atribuídas a título de dividendos, juros sobre capital próprio, reembolso de proventos decorrentes do empréstimo de valores mobiliários, ou outros rendimentos advindos de ativos financeiros que integrem sua carteira, fica responsável pela retenção e pelo recolhimento do imposto sobre a renda:

I – como resgate de cotas, no caso de fundo constituído sob a forma de condomínio aberto; ou

II – como amortização de cotas, no caso de fundo constituído sob a forma de condomínio fechado.

 

Não existe vantagem em distribuir os dividendos recebidos pelo fundo: quando existe tributação de, existe a tendência do gestor em reinvestir/reter os lucros.

De fato, as quantias que forem atribuídas ao fundo a título de dividendos, juros sobre o capital próprio ou outros rendimentos são geralmente incorporadas ao patrimônio líquido do fundo.

Vale lembrar que os Fundos de Investimento em Ações (FIA) contam com alíquota única de 15% sobre os rendimentos, que será cobrado sobre o rendimento bruto no momento do resgate. Já os multimercados possuem tributações distintas, variando de 22,5% até 15%.

No vídeo abaixo você pode ver uma entrevista falando sobre tributação neste contexto de proventos distribuídos em fundos de investimentos:

 

Veja mais sobre tributação de ganho de capital no nosso artigo “Ganho de capital nos investimentos: entenda a definição e a tributação” e “Como um investidor de ações deve preencher um DARF?”.

 

Fundos de Dividendos

Existem diversos tipos de fundos de ações com gestão ativa (buscam superar o mercado).

Dentre os diversos tipos de fundos de investimentos, existe a subcategoria de fundos que investem em ações de empresas com histórico de dividend yield (renda gerada pelos proventos) consistente ou que, na visão do gestor, apresentem essas perspectivas. Tais fundos são classificados como fundos de dividendos.

Fora da gestão ativa, também existem opções dentro do universo dos Exchange-Traded Fund (ETF). Neste caso, o investidor que investe nestes fundos pode comprar cotas de ETFs que seguem o índice de dividendos da Bolsa o IDIV (um exemplo é o ETF DIVO11).

Similar ao que ocorre com os fundos ativos, o ETF não distribui os proventos recebidos.

Leia mais sobre ETFs no nosso artigo “Saiba como investir de forma fácil e barata em ações com ETFs”.

 

Vale a pena investir nestes fundos?

Depende! Investir em um fundo de ações que busca empresas pagadoras de dividendos apresenta a vantagem de ter um gestor especializado em realizar esse trabalho. Sendo assim, o desafio de escolher boas empresas que pagam proventos é transferido para terceiros (o problema está em escolher os fundos com bons gestores). Porém, como todos os proventos são reinvestidos para fugir da tributação, o investidor não verá o dividendo na conta.

O Quadro abaixo resume os prós e contras de cada estilo de investimento.

 

Dividendos: prós e contras de se investir em fundos

 

Vale à pena investir em fundos focados em dividendos: uma análise do IDIV

O gráfico abaixo apresenta a comparação dos retornos do Ibovespa vs. IDIV, considerando uma base 100 no início para comparação.

Nota-se o investimento focado em dividendos contribuiu para o desempenho do índice em comparação com o Ibovespa. Logo, existe oportunidade no investimento em empresas pagadoras de proventos, seja por meio de fundos (ativos e passivos), seja por meio da seleção individual de ações.

Dividendos: comparação entre idiv e ibov

 

Quer saber mais sobre investimentos em ações que pagam dividendos? Temos um acervo de artigos sobre o tema no TC School!

Veja os nossos artigos:

  1. As formas de se ganhar investindo em ações: valorização do preço e dividendos
  2. Dividendos e Juros Sobre Capital Próprio: como ter renda passiva com os seus investimentos
  3. Como medir e interpretar a rentabilidade dos dividendos: conheça o Dividend Yield
  4. Armadilha do Dividend Yield: saiba como evitar esse problema ao investir em pagadoras de dividendos
  5. Dividend Payout: entenda os problemas e como calcular a taxa de distribuição de dividendos
  6. Dividend Yield on Cost: um indicador complementar para o investidor de dividendos
  7. Não Caia na Armadilha do Dividendo: exemplos com grandes pagadoras de dividendos

 

Lucas Nogueira
Mestre em Finanças pelo PPGA/UFPB
Contribui com textos educativos para o TC School

TC School

TC School

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub