23/10/2019 às 16:58

7 – O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

Felipe Pontes Felipe Pontes

Você pegou os dados da empresa, montou uma planilha, preparou uma análise vertical e horizontal e agora quer saber se a empresa de fato é rentável? Quer ter métricas rápidas de comparação em as empresas?

Este artigo apresenta alguns dos indicadores de margens de lucros mais famosos na análise fundamentalista e na análise de balanços. Para facilitar a leitura dividimos o texto da seguinte maneira:

  1. Margem Bruta
  2. Margem Operacional
  3. Margem Líquida
  4. Interpretação das Margens

Antes de tudo, lembre-se: indicadores agregam informações e fornecem uma visão rápida e superficial de uma situação complexa. Eles são usados como ferramentas e auxiliam na tomada de decisão, mas não devem ser usados como único critério de análise.

Tipos de Lucro: Lucro Bruto, Lucro Operacional e Lucro Líquido:

No geral, os indicadores de margens e de rentabilidade (trataremos no texto seguinte) indicam o quanto a empresa é eficiente em gerar lucro. Eles podem ser calculados tanto antes quanto depois do pagamento dos juros e dos tributos. Isso é importante para analisar os efeitos do capital de terceiros (empréstimos e financiamentos) na rentabilidade e o quão eficiente é o uso da dívida.

Mas afinal, de que lucro estamos falando? Se você perguntar para um contador qual é o lucro da empresa, provavelmente ele vai perguntar de qual lucro você está falando.

Na tabela abaixo temos uma estrutura simplificada da DRE e dos lucros que estamos falando. Note que o primeiro lucro é o Lucro Bruto, calculado pela subtração das Receitas menos Custos das Mercadorias Vendidas (CMV). Este lucro representa o que a empresa lucrou ao considerar apenas o seu processo de produção. Em seguida, retiramos as Despesas operacionais e obtemos o Lucro antes dos juros e impostos. Nas despensas operacionais encontram-se as despesas com vendas, administrativas e gerais (SG&A).

Lucro Antes dos Juros e dos Impostos (Lucro Operacional) representa a habilidade das empresas em gerar lucro com suas atividades operacionais. Ao pagar aos credores, por meio de juros, e considerar os ganhos com receitas financeiras (que não são necessariamente operacionais), obtemos o Lucros Após os Juros e Antes dos Tributos. Por fim, ao pagar o governo, por meio de tributos sobre o lucro, obtemos o Lucro Líquido.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

 

Medidas de Margem de Lucro

Com tantos lucros diferentes, você deve estar se perguntando: por onde começar? Antes de olhar para a rentabilidade da companhia, uma boa análise começa pelas margens de lucro, tema do texto. Essa análise é muito similar ao que já é feito na análise vertical. Porém, não iremos comparar as diversas contas da Demonstração de Resultados do Exercício usando as Receitas como base, apenas cada um dos lucros apresentados. Se a Análise Vertical for bem-feita, você já tem esses números e agora nós estamos apenas dando um nome específico para cada um deles.

 

Margem Bruta

A margem bruta é a primeira margem de lucro e é calcula pela divisão do lucro bruto pela receita líquida. Ela apresenta a rentabilidade do negócio, segundo uma porcentagem de lucro que a empresa ganha nas suas vendas.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

A margem bruta varia bastante entre os setores. Empresas cujo custo de produção é elevado tendem a apresentar margens brutas menores. Por isso, a margem bruta é muito mais afetada pelo tipo de atividade produtiva da empresa.

 

Margem Operacional

 A margem operacional é a segunda margem de lucro e é calcula pela divisão do Lucro Antes dos Juros e dos Impostos (LAJIR ou EBIT) pela Receita. Ela é a rentabilidade do negócio, segundo uma porcentagem de lucro que a empresa ganha com cada venda considerando os custos de produção e as despesas associadas com a operação.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

A margem operacional também varia bastante entre os setores, mas é mais sensível às decisões gerenciais em relação ao pagamento de funcionários, vendas e decisões administrativas.

 

Margem Líquida

Finalmente, temos a Margem Líquida que indica o quanto a empresa lucrou após contabilizar os custos dos produtos vendidos, as despesas operacionais, despesas e receitas financeiras e tributos. Note que a Margem líquida é muito mais sensível às variações na dinâmica dos custos e despesas, nas decisões de financiamento e na tributação.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

Além se ser afetada pelos custos operacionais e as despesas com vendas, a margem líquida é sensível às decisões de financiamento das empresas. Empresas que usam muita dívida, apresentam margens líquidas mais sensíveis às variações nas receitas.

Se a empresa usar pouca ou nenhuma dívida, a margem líquida será mais próxima da margem operacional. Do contrário, se a empresa usar muito capital de terceiros, ela usará parte do Lucro Operacional para pagar os juros da dívida.

Por fim, as margens devem ser usadas como indicadores ao longo do tempo para acompanhar as dinâmicas do setor, as decisões financeiras das empresas e as políticas fiscais do governo. O Quadro abaixo resume a interpretação das margens.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa

Exemplo:

Vamos usar o exemplo da Magazine Luiza S.A. (MGLU3) para ilustrar a análise das margens de lucro.

O que é e como calcular as margens de lucro das empresas na bolsa
 

Interpretação das margens de lucros das empresas

Os resultados das Margens de Lucro mostram que a atividade de produção da MGLU3 é bastante lucrativa, apresentando margens brutas próximas de 30%. Porém, ao considerarmos as despesas, as margens operacionais caem para próximo de 6.5%.

Os fatos acima indicam que o Varejo apresenta despesas operacionais competitivas, reduzindo o lucro operacional. Por fim, as margens líquidas estiveram entrem 0.90% até 3.83%. Novamente, por usar dívida, a empresa apresenta uma redução no lucro líquido.

 

Conclusão

Neste artigo apresentamos as principais medidas de margem de lucro que são utilizadas na análise fundamentalista das empresas. É importante sempre ressaltar que a análise dos números deve vir sempre acompanhada de uma boa análise qualitativa prévia sobre o negócio da companhia que está sendo analisada ou avaliada.

Lucas Nogueira
Mestre em Finanças pelo PPGA/UFPB
Contribui com textos educativos para o TC SChool

Felipe Pontes

Felipe Pontes

Diretor Educacional do TradersClub

Doutor em Contabilidade com foco em informações contábeis para o mercado de capitais pelo Programa UnB/UFPB/UFRN.
Professor de Contabilidade e Valuation.
Gestor de Clube de Investimento.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub