TC School / Análise Fundamentalista

16 – Entenda como identificar se a sua empresa está em crescimento, maturidade ou declínio

17/12/2019 às 5:00

Felipe Pontes Felipe Pontes

No texto anterior nós tratamos da ideia por trás do ciclo de vida organizacional e quais são os direcionadores de valor, muito importantes na análise fundamentalista, para cada estágio do ciclo de vida organizacional.

Caso não tenha lido o texto, recomendamos que leia antes de seguir com este texto, clicando aqui.

Agora que você já entende os conceitos ligados ao ciclo de vida e direcionadores de valor, é importante entender como podemos determinar o estágio do ciclo de vida da empresa. De fato, o ciclo de vida de uma organização não é diretamente observável e só podemos defini-lo com precisão depois que alguns fatos acontecem. Porém, é possível definir uma aproximação para os ciclos adotando algumas classificações.

Abaixo, temos uma classificação proposta por Dickinson (2011). Esse modelo de classificação dos estágios do ciclo de vida se baseia nos padrões dos fluxos de caixa da empresa. As informações para a classificação com este modelo podem ser obtidas por meio demonstração dos fluxos de caixa.

Veja mais sobre essa demonstração contábil no nosso artigo Demonstração dos fluxos de caixa: Cash is King.

 

Classificação dos Estágios de Ciclo de Vida com base nos padrões de fluxos de caixa

Na tabela abaixo você pode conferir o famoso Modelo de Dickinson para classificação das empresas nos 5 (cinco) estágios do ciclo de vida, quais sejam:

  • Nascimento
  • Crescimento
  • Maturidade
  • Turbulência
  • Declínio

 

Caso você queira classificar a sua empresa em algum desses estágios, com base no Modelo de Dickinson, basta verificar os sinais dos fluxos de caixa operacional, de investimento e de financiamento. Dessa forma, basta verificar na Demonstração dos Fluxos de Caixa, quais são os sinais de cada um dos fluxos de caixa anteriormente citados, conforme a tabela:

Fonte: Dickinson (2011, p. 1974).

 

Para exemplificar, vamos adotar duas companhias do setor de energia elétrica como exemplos. A primeira é a Cemig S.A. (CMIG3 e CMIG4) e a segunda é a Ômega Geração S.A. (OMGE3). Temos ciência de que este é um exemplo, mas o objetivo neste caso é demonstrar a aplicabilidade do modelo de classificação de Dickinson.

Abaixo, temos os dados extraídos das Demonstrações dos Fluxos de Caixa das duas companhias e a classificação dos estágios de ciclo de vida nos últimos três anos.

Segundo a classificação do Modelo de Dickinson, a Cemig S.A. possui padrões de fluxo de caixa que estão associados com o de uma empresa em maturidade. Por outro lado, a Ômega S.A. apresenta um fluxo de caixa típico de uma empresa em estágio de crescimento.

Note que nem sempre os estágios de ciclo de vida classificados seguem um padrão linear: em 2016, a Ômega S.A. apresentou um padrão de turbulência, mas voltou ao crescimento nos dois anos seguintes.

O estágio de turbulência não necessariamente quer dizer que a empresa quebrará, ou algo tão radical assim. Isso quer dizer que a empresa está numa zona de indefinição que, pode inclusive, levá-la para o estágio de declínio ou trazê-la de volta pra o estágio de crescimento.

 

Em adição, existem diversas outras características das empresas que podem afetar o seu ciclo de vida. Algumas delas são:

(a) Despesas de capital: empresas em crescimento investem mais para crescer

(b) Crescimento anual das vendas

(c) Payout dos dividendos: empresas com maior payout, possuem menos capital para reinvestimento. Isso limita o crescimento das organizações

(d) Idade da empresa.

 

Para saber mais detalhes sobre os estágios do ciclo de vida das empresa, recomendo que leia o texto “Competição por informações, ciclo de vida e custo do capital no Brasil”.

 

Lucas Nogueira
Mestre em Finanças pelo PPGA/UFPB
Contribui com textos educativos para o TC SChool

Felipe Pontes

Felipe Pontes

Diretor Educacional do TradersClub

Doutor em Contabilidade com foco em informações contábeis para o mercado de capitais pelo Programa UnB/UFPB/UFRN.
Professor de Contabilidade e Valuation.
Gestor de Clube de Investimento.

Disclaimer: Este material é produzido e distribuído somente com os propósitos de informar e educar, e representa o estado do mercado na data da publicação, sendo que as informações estão sujeitas a mudanças sem aviso prévio. Este material não constitui declaração de fato ou recomendação de investimento ou para comprar, reter ou vender quaisquer títulos ou valores mobiliários. O usuário não deve utilizar as informações disponibilizadas como substitutas de suas habilidades, julgamento e experiência ao tomar decisões de investimento ou negócio. Essas informações não devem ser interpretadas como análise ou recomendação de investimentos e não há garantia de que o conteúdo apresentado será uma estratégia efetiva para os seus investimentos e, tampouco, que as informações poderão ser aplicadas em quaisquer condições de mercados. Investidores não devem substituir esses materiais por serviços de aconselhamento, acompanhamento ou recomendação de profissionais certificados e habilitados para tal função. Antes de investir, por favor considere cuidadosamente a sua tolerância ou a sua habilidade para riscos. A administradora não conduz auditoria nem assume qualquer responsabilidade de diligência (due diligence) ou de verificação independente de qualquer informação disponibilizada neste espaço. Administradora: TradersNews Informação & Educação Ltda. Todos os direitos reservados.

TradersClub

O app essencial para investidores do mercado financeiro brasileiro.

Uma comunidade com milhares de investidores, ferramentas e serviços que vão ajudar você a investir melhor!

TradersClub