TC Mover
Mover

Telas no vermelho prenunciam pregão volátil, à espera de Powell, dados; no radar, balanços e política

Postado por: TC Mover em 13/11/2019 às 10:31

Os ativos de risco caem nesta quarta-feira, refletindo o ruído geopolítico e a incerteza quanto ao desfecho das conversas comerciais entre os Estados Unidos e a China. Matéria do The Wall Street Journal desta manhã aponta que a remoção das sobretaxas existentes é o principal obstáculo para um acordo limitado, um mês depois da trégua comercial entre os dois países. O acordo é indispensável para que economia e mercados globais se estabilizem. Hong Kong deve fechar as escolas pela primeira vez na história nesta quinta-feira, após uma piora nos protestos na madrugada de hoje. A situação em Chile e Bolívia continua caótica. O investidor fica de olho hoje nos dados de varejo no Brasil, de inflação e ganhos salariais nos EUA e na sabatina de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, em comitê do Congresso americano. Hoje, mais de 22 companhias soltam balanços. Ativos de mercados emergentes recuam – também à espera de dados de atividade da China à noite. Prepare-se para o pregão conosco:

 

Cada vez mais gestores recomendam assumir posturas defensivas, citando os riscos de contaminação dos levantes latino-americanos, que podem estar mais próximos do Brasil do que gostaríamos de imaginar. As mudanças recentes no país no contexto político e jurídico, chame-se a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, “embora assimiladas pela maturidade do mercado, merecem postura de resguardo para evitar surpresas”, disse Sidney Nehme, economista da NGO Corretora. A queda no Ibovespa e a alta no câmbio e nos juros refletem ajustes de posições operacionais e redução de exposição a riscos de contágio.

 

Segundo uma fonte ouvida pela TC Mover ontem, o preço da ação da Magazine Luiza na oferta subsequente ficou em r$43. A companhia confirmou a informação hoje cedo. Assim, a ação sai com desconto de menos de 0,9%, ante o preço de tela, de R$43,40. A transação movimentou R$4,73 bilhões, com oferta primária, isto é, vinda da própria empresa, de 100 milhões de ações e de 10 milhões de ações por parte de acionistas existentes. O livro de ofertas recebeu perto de uma centena de ordem, com quase 57% vindas de investidores internacionais, de acordo com a fonte.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis