TC Mover
Mover

Temor de que caso Flávio Bolsonaro impacte governo aumenta; investidor foca nas reformas

Postado por: TC Mover em 21/01/2019 às 8:47

As polêmicas relacionadas à suposta movimentação de dinheiro na conta do assessor do filho do presidente e senador Flávio Bolsonaro, à viagem dos parlamentares à China – fortemente atacada pelos ultras pró-Bolsonaro – e às divergências internas sobre a reforma da Previdência têm impactado relativamente pouco a imagem do governo. Mas o episódio do filho Flávio aparece como o mais problemático de todos, e o investidor começa a se preocupar com o impacto na passagem da reforma da Previdência e a articulação política no Congresso.

 

De acordo com nosso analista político e CEo da IdealPolitik, Leopoldo Vieira, o episódio se apresenta como o mais obscuro, mas ainda não oferece ameaça real. Para ele, o escândalo de Flávio está longe de respingar no presidente. O filho do presidente ontem tentou explicar a movimentação maciça de dinheiro na sua conta, dizendo que ela é produto de negócios particulares relacionados à vendas de imóveis.

 

Para o nosso contribuidor TC Rafael Ferri, o importante é que esse ruído não contamine a passagem das reformas. Porém, nota-se uma movimentação para proteger o presidente Bolsonaro em meio aos crescentes desafios do escândalo. Para o analista político da FSB, Alon Feuerwerker, “as atribulações do primogênito […] já ensejam o acender dos apetites por um bolsonarismo com Bolsonaro e sem os Bolsonaros”, se referindo aos três filhos-problema do presidente. Ele recomenda ficar de olho na situação.

 

Numa entrevista ao Domingo Espetacular, da Record TV, Flávio Bolsonaro disse que o pagamento de R$1 milhão de um título bancário da Caixa Econômica Federal é referente a um apartamento que ele comprou. Ele teria feito o pagamento das parcelas do imóvel a uma construtora, mas depois quitou o restante da dívida diretamente com a Caixa, que era a responsável pelo financiamento da obra.

 

Mais tarde, Bolsonaro filho teria vendido o apartamento e recebido uma quantia da transação em dinheiro – em 48 depósitos, sendo cada um de R$2 mil, limite do banco.

 

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis