TC Mover
Mover

Previdência: acordo de líder do governo torna lenta apreciação na CCJ

Postado por: TC Mover em 16/04/2019 às 9:16

A votação da reforma da Previdência na Comissão de Constituição e Justiça ficará para semana que vem, após um acordo ter sido fechado entre o líder do governo na Câmara, major Vítor Hugo, e a oposição, aumentando a lentidão na tramitação do projeto – ponto que deve deixar o mercado tenso hoje.

 

Segundo o deputado, a discussão sobre a PEC começará nesta terça-feira e deve durar até a próxima segunda-feira, 22 de abril, após mais de 100 deputados se inscreverem para o debate; ele estima que isso deva durar 30 horas.

 

O claro tom de rebeldia do major foi destaque: “Não fiz consulta nenhuma ao governo, é uma decisão nossa. Queremos discutir o máximo possível, o embate de ideias vai aprimorar a proposta”, disse Vitor Hugo, que no fim de semana deu uma entrevista polêmica ao jornal O Estado de S. Paulo criticando o governo.

 

PSL sem estratégia

De novo, a falta de estratégia do partido do presidente Jair Bolsonaro, o PSL, deixou perplexo até mesmo o presidente da CCJ da Câmara, deputado Felipe Francischini – que achou repreensível a atitude da sigla de votar pela inversão da pauta, permitindo que o Orçamento Impositivo fosse colocado antes da reforma da Previdência em votação.

 

Gestores e analistas disseram que a estratégia pode demorar ou complicar a tramitação da reforma, quiçá a pauta econômica mais importante dos últimos 16 anos e fundamental para evitar que o país quebre.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis