TC Mover
Mover

O leilão da ferrovia Norte-Sul e as alegações de ‘mau cheiro’

Postado por: TC Mover em 29/03/2019 às 10:03

Após arrematar o trecho central da Ferrovia Norte-Sul com ágio de 101%, a Rumo Logística foi alvo de ataques pelo que foi considerado um agrado por parte do governo: o edital do processo não garante o direito de passagem após os cinco primeiros anos da concessão — mecanismo que permite o transporte de carga nos trechos de concessionárias concorrentes.

 

Para a Senadora Kátia Abreu, forte crítica do leilão de ontem, a falta desse dispositivo inibiu a participação de mais interessados. “Alguma coisa terrível e com mau cheiro tem por trás de tudo isso,” disse. Apesar dos ataques e dos questionamentos ao modelo de concessão da ferrovia, o papel da Rumo disparou ontem, alta de 3,8% a R$18,64 – maior ganho diário neste ano.

 

A Rumo pagou R$2,72 bilhões para operar 1,53 mil quilômetros de estrada de ferro na Norte-Sul por 30 anos. A proposta concorrente, de R$2,065 bilhões do consorcio VLI, comandado pela Vale, a Brookfield, a Mitsui e o FI-FGTS, foi derrotada.

 

Para o contribuidor Daniel Alberini, gestor da CTM Investimentos e contribuidor TC, o leilão de ontem demostrou que o programa de concessões na área de infraestrutura do governo Bolsonaro, que está dando continuidade ao do seu predecessor, Michel Temer, foram um sucesso: doze aeroportos, quatro terminais portuários e a Ferrovia Norte-Sul foram vendidos somente neste mês.

 

(Foto: ferrovia em Anápolis, GO – CNT)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis