TC Mover
Mover

Bolsonaro muda foco e quer se engajar na aprovação da Previdência

Postado por: TC Mover em 08/03/2019 às 9:36

Por: Editores TC News

 

As falas do presidente Jair Bolsonaro sobre a reforma da Previdência viraram o jogo no pregão de ontem e fizeram a bolsa fechar em leve alta. A pergunta é: a estratégia sobreviverá aos surtos do presidente?

 

Pouco após o fechamento de mercado, em transmissão ao vivo via Facebook, ele reiterou que deseja a aprovação da medida e que, mesmo com o Congresso tendo a soberania para modificar quaisquer aspectos do projeto, ele espera que o texto base não seja muito desidratado pelos parlamentares. Bolsonaro disse que a reforma é necessária para que o Brasil não se transforme numa Grécia. Falta ver como o mercado vai reagir à fala hoje: no mercado futuro, o índice Ibovespa aponta a abertura em queda hoje – quiçá mais influenciado pelo cenário conturbado no exterior.

 

O presidente foi convencido de que um paletó bem cortado, gravata  camisa podem ajudar a tirar a imagem de amadorismo. Bolsonaro prometeu que toda quinta-feira, às 18h30, ele estará na live do Facebook para informar o país das ações do governo. Com a polêmica que criou após tuitar um vídeo obsceno na terça-feira, Bolsonaro indicou a assessores que vai evitar se envolver em controvérsias e priorizar iniciativas do governo nas redes sociais.

 

Segundo o jornal Folha de S. Paulo, a sinalização foi feita em “conversas reservadas com assessores presidenciais após ele mesmo reconhecer que não deveria ter compartilhado conteúdo impróprio no Twitter”. Se ele reconhece que errou, é um primeiro passo bastante positivo.

 

É difícil ocultar como o cenário para a articulação, negociação e tramitação da reforma da Previdência vem se deteriorando desde que o presidente abandonou a campanha pelo projeto e se envolveu em brigas e confusões. Enquanto o Ministério da Economia é ciente dos riscos de não ter uma reforma aprovada neste primeiro ano de governo, preocupa que o presidente não repare que a retomada lenta da atividade econômica e a aparente ineficiência da articulação política do seu governo no Congresso vão mandar a conta daqui a pouco.

 

Para o mercado, que acredita que a reforma é a solução de todos os problemas econômicos do país, a situação é preocupante: desde a apresentação da proposta, o juro do contrato DI com vencimento em janeiro de 2025 já subiu quase meio ponto percentual. O dólar aumentou quase 20 centavos.

 

(Foto: Bolsonaro – Agência Brasil)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis