TC Mover
Mover

Último pregão do mês tem agenda cheia e cautela em alta

Postado por: TC Mover em 28/02/2019 às 8:43

O mês de fevereiro acaba hoje com um dia bastante atarefado para o investidor: várias divulgações de dados e resultados corporativos, assim como o noticiário carregado de eventos geopolíticos e políticos pouco animadores, que pesam no sentimento do mercado e puxam os mercados europeus e os índices acionários americanos para baixo. Entre os destaques, o principal é a publicação dos números do produto interno bruto no Brasil, às 09h00, e nos Estados Unidos, às 10h30.

 

O mercado de câmbio pode mostrar alguma alta na volatilidade por conta da fixação da taxa Ptax para o mês. Os investidores mundo afora repercutem a geopolítica mais conturbada, após a reunião do presidente norte-americano, Donald Trump, com o ditador norte-coreano, Kim Jong Un terminar sem acordo. A escalada da ação entre a Índia e o Paquistão, ambas potências nucleares, também deve chamar a atenção do mercado em dia de escalada na aversão ao risco. Não perca de vista os desdobramentos do depoimento de ontem do ex-advogado de Trump, Michael Cohen, com acusações que podem trazer algumas dores de cabeça ao presidente dos EUA.

 

Dados de atividade na China, que saíram na madrugada, impactam negativamente o mercado hoje; o balanço da Petrobras, que saiu ontem à noite, será o principal evento no quesito corporativo. Hoje, Ambev trouxe EBITDA e receita líquida acima do consenso, mas divulgou guidance de custos que pode desanimar o acionista. Outras companhias que soltam seus resultados nesta quinta-feira incluem Gol e BRF; na lista das teleconferências, estão Burger King, a própria Petrobras e a Fleury.

 

Entre os eventos do dia, ao dar posse a Roberto Campos Neto e assinando a exoneração de Ilan Goldfajn, o presidente Jair Bolsonaro conclui a transição no comando do Banco Central, que deve soltar o resultado primário do setor público consolidado em janeiro no meio da manhã. Preste atenção especial nos EUA, com preços PCE e com alguns dirigentes do Federal Reserve discursando ao longo do dia, após as duas falas de Jerome Powell, presidente da autarquia, de terça e quarta-feira. No mercado das commodities, o petróleo Brent caía com força após a divulgação de produção recorde nos EUA.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC


As bolsas na Europa e na Ásia operam mistas nesta quinta-feira após o final abrupto da reunião Trump-Kim, sinalizando que a tensão geopolítica deve crescer no balanço de riscos do mercado. Com isso, os mercados ao redor do mundo voltaram a mostrar uma leve cautela, ainda à espera de novidades sobre a relação dos EUA com a China.

 

Na Europa, o índice FTSE, negociado em Londres, acelerava queda com notícias de que o maior partido da oposição deve pressionar a premiê Theresa May para a realização de um segundo referendo no Reino Unido sobre a saída do país da União Europeia. May corre contra o tempo para conseguir convencer as autoridades da Comissão Europeia a mudarem pontos-chaves no acordo assinado por ela no início do ano. O prazo final para o Brexit, em 29 de março, se aproxima com chances de uma saída abrupta do bloco.


Principais notícias corporativas

 

Petrobras: A Petrobras divulgou um lucro líquido de R$2,102 bilhões no quarto trimestre, revertendo o prejuízo apurado um ano antes, mas abaixo do consenso de mercado. O EBITDA ajustado no período totalizou R$29,160 bilhões, acima das projeções de analistas.

 

Fleury: A Fleury registrou um lucro líquido de R$58,2 milhões referente ao quarto trimestre, uma redução de 10% na comparação anual.

 

Fleury II: O conselho de administração da Fleury aprovou a distribuição de dividendos intermediários aos acionistas no montante de R$217,3 milhões, o equivalente a R$ 0,68743136913 por ação.

 

CSU Cardsystem: A CSU apresentou um lucro líquido de R$9,27 milhões no quarto trimestre, o que representa uma queda de 45,8% na comparação anual.

 

Concessionárias: Sem definição de fonte da verba, Doria e Covas anunciam concessão das marginais (Folha)

 

Vale: Moody’s reduz grau de investimento da Vale após caso Brumadinho (Folha)

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 Índice de confiança empresarial (fevereiro) – FGV

09h00 PIB trimestral (4T) – IBGE

09h00 PIB anual (4T) – IBGE

10h30 Relação dívida/PIB (janeiro) – BC; consenso 53,50%

10h30 Balanço orçamentário (janeiro) – BC

10h30 Superávit orçamentário (janeiro) – BC

14h30 Caged – IBGE

 

Indicadores internacionais

02h00 Japão – Encomendas de construção anual (janeiro)

10h00 Alemanha – IPC mensal (fevereiro); consenso 0,60%

10h00 Alemanha – IPC anual (fevereiro); consenso 1,50%

10h30 EUA – PIB trimestral (4T); consenso 2,40%

10h30 EUA – Preços PCE; consenso 1,60%

10h30 EUA – Núcleo preços PCE; consenso 1,60%

10h30 EUA – Gastos dos consumidores (4T)

10h30 EUA – Pedidos iniciais de seguro-desemprego

11h45 EUA – PMI Chicago (fevereiro)

20h30 Japão – IPC Tóquio anual (fevereiro)

20h30 Japão – IPC-núcleo Tóquio anual (fevereiro); consenso 0,90%

20h30 Japão – Taxa de desemprego (janeiro); consenso 2,40%

21h30 Japão – PMI industrial (fevereiro); consenso 48,5

22h45 China – PMI industrial Caixin (fevereiro); consenso 48,5

 

Resultados trimestrais

A.A. Ambev

A.A. BRF

A.A. Gol

D.F. Cteep

D.F. Copasa

D.F. Cia Hering

D.F. Banco Pine

N.D. CCR

N.D. Gafisa

 

Teleconferências de resultados

10h00 BRF, Petrobras

11h00 Fleury

13h30 Gol

13h30 Petrobras (coletiva)

15h00 Energias do Brasil

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis