TC Mover
Mover

Cautela com Turquia persiste; no Brasil, dados e eleição devem pautar mercado

Postado por: TC Mover em 15/08/2018 às 8:30

Temores com a situação da economia turca rondam os mercados globais nesta quarta-feira, puxando os mercados acionários e a maioria das moedas fortes e emergentes para baixo. Isso apesar do avanço da lira turca, que teve seu segundo dia de altas em meio a medidas do governo que relaxam controles no mercado de derivativos de câmbio e restringem as vendas a descoberto da moeda. No entanto, a decisão do presidente turco Recep Tayyip Erdogan de retaliar os Estados Unidos por recentes sobretaxas ao aço e alumínio turcos reacendeu preocupações de uma escalada nas tensões entre dois países. As commodities também recuavam, impulsionadas por desconfiança em relação ao desempenho da economia chinesa. Tudo isso deve, em soma, impactar o pregão no Brasil, disseram nossos contribuidores.

No Brasil, o PT registra a candidatura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva no TSE, em meio a festa e manifestações. O lado do país indignado com a candidatura de Lula, preso por corrupção no âmbito da Operação Lava Jato, não mede esforços para impedir sua tentativa de uma terceira presidência: ontem, o candidato do Novo, João Amoêdo, entrou com processo para barrá-la. Com as chances bem baixas de Lula concorrer, o PT deve preparar Fernando Haddad para sucedê-lo na campanha. No lado econômico, o índice IBC-Br do Banco Central deve mostrar recuperação na atividade em junho após o impacto da greve dos caminhoneiros; saiu há pouco o IGP-10, abaixo do consenso.

O Ibovespa deve reagir à última safra de balanços, ao noticiário político com pesquisa do Instituto Paraná que mostra Jair Bolsonaro à frente em cenário sem Lula e o vencimento de opções sobre o índice referência. Fique de olho na reação do mercado ao pronunciamento dos EUA sobre as retaliações comerciais turcas, qualquer boato sobre ajuda do FMI ao país eurasiático e ao desempenho do candidato de centro-direita Geraldo Alckmin na pesquisa de hoje, que não chegou ao 10%.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

 

Câmbio: deve reagir à pesquisa eleitoral e à alta do dólar americano no mercado global.

 

Juros: deve seguir câmbio; inflação medida pelo IGP-10 pode segurar alta, após vir abaixo do consenso.

 

Bolsa: deve reagir à pesquisa eleitoral e ao humor externo deteriorado com temores sobre a Turquia, escalada de disputas comerciais, alta do dólar.

 

Ações: Eletrobras, com data para o leilão de venda das participações nas SPEs; Anima e Cemig, com prejuízo líquido no segundo trimestre revertendo lucro; Positivo e Minerva, que apresentaram prejuízo; Suzano, com medida comportamental imposta por órgãos antitruste; Iochpe-Maxion, com nova fábrica na Índia; Bradespar, com novo prazo pela disputa com Elétron; Itaú, com julgamento no Carf; JBS, com prejuízo de quase R$1 bilhão no segundo trimestre; SLC Agrícola, que apresentou aumento do lucro; M.Dias Branco, com possível nova fábrica em Minas Gerais.

 

Destaques das recomendações: BTG Pactual diz que resultados da SLC Agrícola ($SLCE3) mostram companhia com sólido desempenho operacional e com expectativa de desempenho notável para o ano. Equipe elevou o preço-alvo para o papel para R$52, com recomendação neutra.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Cesp quadriplica lucro líquido antes de ser privatizada

— Alívio na Turquia traz mercado brasileiro de volta para o azul

— Cautela com Turquia mantém mercados globais em alerta; dólar sobe

— Cemig reverte lucro no trimestre com impacto de câmbio sobre dívida

— Leilão de venda das participações em SPEs da Eletrobras será em 27 de setembro

— BNDES pré-paga mais R$ 40 bi ao Tesouro; chega a R$ 280 bilhões antecipados desde 2015

 

Valor Econômico

— Nova’ Aneel tenta cortar subsídios a eólicas e solares

— 2ª Turma do STF esvazia delações da Odebrecht

— Receita aperta cerco a planejamento tributário

— Tudo indica que a Turquia vá acabar no FMI

 

O Estado de S.Paulo

— PT desafia lei para registrar Lula hoje, mas já planeja substituição

— 2ª Turma do STF reduz ainda mais poder de delações

— Crédito cresce, mas impacto no consumo é limitado

— Plano de Bolsonaro fala em ‘superministério’

 

Folha de S. Paulo

— É tarefa da Justiça Eleitoral anunciar quem são os reais concorrentes, diz Dodge

— Bolsonaro propõe criação de superministério para comandar área econômica

— Sem autorização na lei orçamentária, reajuste de juízes é dúvida em 2019

— Uma de cada quatro ocupações já utiliza o contrato intermitente

 

Globo/G1

— Dinheiro público não deve financiar pretensão de inelegível, afirma Dodge

— Rosa Weber diz que relator pode negar sozinho registro a ficha-suja

— PT inicia batalha para registrar candidatura de Lula à Presidência

— Deputados federais pelo Rio declaram queda de patrimônio

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais:
— 08h00: IPG-10 de agosto -FGV
— 08h00: Indicador Antecedente Composto da Economia (IACE) de julho – FGV
— 08h00: Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) de julho – FGV
— 08h30: IBC-Br de junho – BC; consenso + 3,0%
— 12h30: Fluxo cambial estrangeiro – BC

 

Indicadores internacionais:
— 05h30: IPC do Reino Unido de julho; consenso -0,1% na base mensal

— 05h30: IPP de bens intermediários do Reino Unido de julho; consenso +0,1% na base mensal
— 09h30: Núcleo de vendas no varejo nos Estados Unidos em julho; consenso +0,4% na base mensal
— 09h30: Vendas no varejo nos Estados Unidos em julho; consenso +0,2% na base mensal
— 10h15: Produção industrial dos Estados Unidos em julho; consenso +0,3% na base mensal
— 11h30: Estoques de petróleo bruto dos Estados Unidos; consenso -2,499 mi barris
— 16h00: IPC da Argentina em julho; consenso +3,0%
— 17h00: Transações líquidas de longo prazo dos EUA em junho; consenso US$32,3 bilhões
— 20h50: Balança comercial do Japão em julho; consenso – ¥$50 bilhões


Eventos:
— 06h00: Presidente Michel Temer viaja ao Paraguai

— 10h30: Geraldo Alckmin participa de debate sobre a educação promovido pela Folha de S. Paulo
ND: Vencimento de opções sobre o índice Bovespa

— 11h00: Ministro de Minas e Energia, Moreira Franco, tem reunião com a diretora-presidente da União da Indústria da cana-de-açúcar, Elizabeth Farina, sobre produção de etanol

— 11h30: Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, tem reunião com Valter Casimiro, ministro dos Transportes, e Esteves Colnago, ministro do Planejamento

— 12h30: Ministro Guardia tem reunião com Daniel Sigelman, secretário executivo da Casa Civil

— 13h00: Discurso de Jens Weidmann, presidente do Bundesbank
— 14h30: Depoimento de Geraldo Alckmin perante a justiça sobre suposto recebimento de dinheiro ilícito por parte da Odebrecht

— 16h00: Ministro Guardia tem reunião com Raul Jungmann, ministro da Segurança Pública
— ND: Evento organizado pelo PT para registrar candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva à Presidência
— 19h00: Fim do prazo para registro de candidaturas na justiça eleitoral

 

Resultados corporativos:

— Antes da abertura: Anima

— Depois do fechamento: Eternit

 

Teleconferência

— 09h00: JBS

— 09h30: Estácio

— 10h00: Banrisul, Itaúsa

— 10h30: Positivo

— 11h00: CCR, Kroton

— 12h30: Anima

— 13h00: Marfrig

— 14h30: Eletrobras

— N.D.: Qualicorp

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

 

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis