TC News
News

Traições, desarticulação tiram R$76 bilhões da economia da Nova Previdência; no radar, ADP e destaques

Postado por: TC News em 02/10/2019 às 8:52

Em meio às pressões por mais recursos, a carência de articulação e o estupor pela fase da Operação Lava Jato que teve como alvo o senador Fernando Bezerra, líder do governo, o Senado impôs uma derrota ao governo do presidente Jair Bolsonaro na madrugada de hoje, ao manter regras mais frouxas para o abono salarial na Reforma da Previdência. A brincadeira tira R$76 bilhões da economia fiscal esperada do projeto. A votação do destaque foi solicitada pela bancada do Cidadania, que aproveitou o quórum baixo e um descuido do presidente da Casa, Davi Alcolumbre. O governo garantiu só 42 dos 49 votos que precisava para mudar o trecho; 30 parlamentares votaram a favor do afrouxamento. Um senador disse à TC Mover que 13 senadores “traíram” o governo. “Foi retaliação,” apontou. A lista inclui desafetos de Bolsonaro e alguns senadores do MDB – que hoje à noite encontram o ministro da Economia, Paulo Guedes. Imaginemos o clima.

 

O dólar americano avança ante uma cesta de moedas pares e emergentes, enquanto o índice pan-europeu Stoxx600 registra seu pior desempenho para dois dias seguidos em quase dois meses. Além do tombo no indicador da manufatura ISM dos EUA, que ontem mostrou a leitura mensal mais fraca em dez anos, hoje o mundo lê e relê os dados de varejo em Hong Kong, que em agosto mostraram sua pior queda histórica, tanto em volume quanto em valor. As exportações de semicondutores da Coréia do Sul tiveram sua décima queda consecutiva em setembro. E o PMI de construção do Reino Unido recuou pelo quinto mês consecutivo em setembro. Os rendimentos dos Treasuries caem, assim como os juros dos títulos japoneses e dos Bunds alemães. O índice VIX de volatilidade dispara mais de 6%, enquanto o FTSE 100, do Reino Unido, despenca 2%, após a Irlanda rejeitar elementos do plano do premiê britânico Boris Johnson de emitir um ultimato para o Brexit. O ouro busca de novo os US$1.500, enquanto não saem notícias positivas sobre a guerra comercial.

 

Para hoje, o destaque nas divulgações econômicas mundo afora é a pesquisa de emprego privado ADP dos Estados Unidos, usada como uma prévia do relatório oficial do mercado de trabalho americano, o payroll, que sai na sexta-feira. O consenso espera 141 mil novas vagas em setembro, ante 195 mil no mês anterior. EUA também publicam pedidos de hipoteca semanal e variação de estoques de petróleo. No plano local, o Banco Central divulga o fluxo cambial semanal. O Fipe da USP divulgou que a inflação na cidade de São Paulo ficou estável em setembro. Em relação às reformas, Bolsonaro e Guedes se reúnem hoje com congressistas de diversas bancadas. De acordo com o analista político da IdealPolitik e membro experiente do TC, Leopoldo Vieira, o que vimos na madrugada de hoje é uma tentativa do status quo político de “colher o último toma lá dá cá antes de, por exemplo, abrir a comissão parlamentar de inquérito da Vaza Jato. E é por isso que o prazo de 15 de outubro ainda tem credibilidade.” Tudo vai depender da disposição do governo de negociar.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis