TC Mover
Mover

Fraqueza institucional não é problema de curto prazo, e mercado sabe disso

Postado por: TC Mover em 29/06/2018 às 12:18

Demorou, mas chegou o dia: quatro dos 11 ministros do Supremo Tribunal Federal estão desfazendo parte do que a força-tarefa da Operação Lava Jato fez em quatro anos de investigações. Ontem, o ministro Marco Aurélio Mello contribuiu com a sensação de impunidade dos políticos com uma liminar que mandou soltar o ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, por corrupção. Esta semana, também tivemos outras liminar, suspendendo as privatizações, soltando presos da Lava Jato e uma que representou uma declaração de guerra por parte desses ministros aos planos de manter as finanças públicas em ordem. O que mais intriga é o silêncio da ruas, do Congresso – com a exceção de Rodrigo Maia, presidente da Câmara -, e dos candidatos à presidência. O risco de ter um STF apagando decisões anteriores é que qualquer que seja o presidente eleito em outubro, a possibilidade de ele não conseguir governar aumenta. Será que os candidatos estão cientes disso?

Essa fraqueza institucional está levando o mercado a níveis de incerteza nunca vistos. Contribuidores TradersClub e gestores consultados pela Equipe Trading News dizem que a sensação é de um mercado que pode subir ou cair fortemente a qualquer momento. Com um cenário externo turbulento por conta de temores comerciais e geopolíticos multiplicados pela agressividade do governo Donald Trump nos Estados Unidos, o momento para laboratórios eleitorais e mostras de força política não é o mais conveniente para a economia. Ontem, o Banco Central reiterou que a recuperação da economia pode tropeçar sem as reformas estruturais, um ajuste dos gastos públicos e mais certeza para o investidor de curto e longo prazo. Nossos políticos parecem não entender.

O exterior pode ajudar hoje a mitigar essas preocupações: o dólar recua e as bolsas sobem lá fora, com uma diminuição na troca de farpas entre Trump e lideranças do G-7. Dados dos EUA podem até influenciar os negócios hoje, mas não parece que o mercado esteja seriamente preocupado com isso. O Banco Central não tem planejada nenhuma atuação além de um leilão de compromissadas para esta sexta, mas deve aparecer, pois hoje é dia de formação do Ptax e é o último pregão do mês. Já o Tesouro Nacional deve atuar nos mercados de LTNs e NTN-Bs.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

Câmbio: Deve seguir moeda americana no exterior; mercado de olho na atuação do Banco Central em dia de formação de Ptax.

Juros: Devem seguir dólar; hoje o Tesouro deve intervir no mercado de renda fixa.

Bolsa: Deve oscilar com risco jurídico e político-eleitoral; mercado fica de olho em divulgações de dados nos EUA, como termômetro do sentimento.

Ações: Vale, com recebimentos após conclusão de acordo no Canadá, anúncio de apoio financeiro à Samarco; setor de energia, após leilão de transmissão que teve altos deságios; Embraer, com notícias de ceticismo no STF por associação com a Boeing; B2W, com aumento do preço-alvo pelo Morgan Stanley; siderúrgicas, com negociações entre Brasil e União Europeia sobre aço; Gerdau, com aumento de preço-alvo pelo UBS; Suzano e Duratex, com negociações sobre compra de floresta; bancos, com calote da Sete Brasil; Hering, com desdobramentos por mudanças na diretoria; Klabin, com BTG Pactual estimando alto retorno de fluxo de caixa livre para ano que vem.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

Trading News

— Investidores olham para fim do semestre com política no radar

— TCU inviabiliza leilão de sobras da cessão onerosa este ano

— Pesquisa mostra Bolsonaro na frente em cenário sem Lula

— Leilão, pesquisa, PIB americano aumentam a volatilidade

 

Valor Econômico

— Ilan defende decisão de o BC não dar sinais sobre rumo da Selic

— Fatores externos derrubam minério e elevam petróleo

— Juros recuam com expectativa de Selic estável reforçada

— Discussão sobre contribuição sindical voluntária está empatada no Supremo

 

O Estado de S. Paulo

— Ministro da Cultura lidera ranking de gastos com viagens nacionais em 2018

— Presidenciáveis vão a desfile da Independência da Bahia

— Promotoria do Rio quer incluir SBM holandesa em ação por fraude na Petrobras

 

Folha de S. Paulo

— Leilão de transmissão das linhas de energia tem deságio médio de 55%

— Judiciário faz lobby e pressiona governo a aumentar salários da magistratura

— Datena brinca com Doria, xinga barulhentos e ataca violência sob gestão Alckmin

— Ministro do STF dá habeas corpus a Cunha, que deve continuar preso

— União Europeia fecha acordo para conter fluxo de imigrantes

—  Campanha suja domina reta final da eleição presidencial no México

 

O Globo

— Ciro diz estar disposto a pedir desculpas a políticos do DEM

— No 1º dia, Marina Silva lidera propaganda virtual

— Raquel Dodge defende que Bolsonaro vire réu por racismo

— Fusão com Embraer teria influenciado decisão de ministro sobre privatizações

— Norma do TCU dificulta megaleilão de petróleo

 

TC Recomendações: Gerdau

$GGBR4: O UBS elevou o preço-alvo do papel PN da Gerdau de R$9,20 para R$10, mas manteve recomendação de venda por conta da volatilidade atual da ação e do impacto negativo das sobretaxas dos Estados Unidos. A mudança no preço corresponde a estimativas maiores de EBITDA derivadas da valorização do dólar.

 

Agenda do dia                

Indicadores nacionais:

— 08h00: Sondagem de Serviços – FGV

— 08h00: Sondagem da Indústria – FGV

— 09h00: PNAD Contínua Mensal maio – IBGE; consenso 12,6%

 

Indicadores internacionais:

— 04h55: Taxa de desemprego da Alemanha em junho; consenso 5,2%

— 05h30: PIB do Reino Unido no 1T; consenso +0,1%

— 06h00: IPC Zona do Euro em junho; anterior +0,5%

— 06h00: Núcleo do IPC Zona do Euro em junho; anterior +0,3%

— 09h30: Índice PCE dos EUA em maio; consenso 0,2%

— 09h30: Núcleo anual do índice PCE dos EUA em maio; consenso 1,9%

— 09h30: Crescimento gasto pessoal dos EUA em maio; consenso 0,4%

— 09h30: Crescimento renda pessoal dos EUA em maio; consenso 0,4%

— 10h30: Balanço primário do setor público consolidado – BC; consenso -R$11,6 bi

— 11h00: Índice Michigan de percepção do consumidor dos EUA em junho ; anterior 99,1

— 14h00: Contagem de sondas de exploração de petróleo nos EUA – Baker Hughes

— 16h00: Produção industrial Argentina em maio; anterior +3,4% na base anual

— 22h00: PMI industrial da China; consenso 51,7

 

Eventos:

— N.D: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral da XP Investimentos

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis