TC Mover
Mover

Semana volátil acaba com PÌB dos EUA, mais balanços; prepare-se para ‘Super-Quarta’ e conversas EUA-China

Postado por: TC Mover em 26/07/2019 às 8:58

A economia dos Estados Unidos, que no ano que vem deixará de ser a maior do mundo, provavelmente desacelerou no segundo trimestre, o suficiente para trazer mais volatilidade no pregão desta sexta-feira. O consenso colhido pela TC Mover aponta a crescimento anualizado de 1,8% no período abril-junho, ante 3,1% no trimestre imediatamente anterior. Apesar de o impacto das guerras comerciais do presidente Donald Trump e a desaceleração global terem colocado um freio nos investimentos, o consumo das famílias continua robusto. 

 

A divulgação marca o final de uma semana intensa para o investidor na B3. A próxima não será diferente: por um lado, as decisões de taxa de juros devem marcar o ritmo dos mercados. Já a retomada das conversas comerciais entre os Estados Unidos e a China, na segunda, devem dar – ou não – suporte ao sentimento de mercado. Um número de PIB americano acima do consenso pode forçar o investidor a rever as apostas de uma redução de meio ponto percentual da taxa Fed Funds, no meio da tarde da quarta-feira que vem – a “Super Quarta”, como disse o diretor da Mirae Corretora, Pablo Spyer. Na noite do mesmo dia será a vez do Banco Central do Brasil de anunciar o que vai ser da taxa Selic. O consenso quase unânime é de corte. O interrogante é quanto: se 25 ou 50 pontos-base.

 

As bolsas europeias e os futuros das bolsas americanas avançam na manhã desta sexta-feira, com o investidor ponderando a qualidade dos balanços corporativos e o tom das decisões de política monetária da semana que vem. Hoje o BC da Rússia cortou sua taxa referência para 7,25% ao ano. O maior apetite por risco, pois, vem da percepção de que o afrouxamento monetário poderá demorar, por mais um tempo, a chegada em pleno de uma recessão global. Mas fica no inconsciente coletivo a ideia de que  o poder de fogo dos BCs está se esgotando e que “novos coelhos terão que ser tirados da cartola”, disse Dan Kawa, chefe de investimentos da TAG Investimentos. 

 

Prepare-se, caro investidor, “porque a situação pode piorar antes de melhorar”, disse Kawa. Hoje, devemos ver volatilidade nos juros futuros, o câmbio pressionado ante a divisa americana – teremos leilão de linha de US$1 bilhão – e a bolsa, muito focada no exterior. Monitore com cuidado a alta nas posições vendidas dos estrangeiros no Ibovespa, assim como o desempenho medíocre das ações mais líquidas do índice, as chamadas blue chips. 

 

Para hoje, além dos dados do PIB americano, que saem por volta das 09h30, o investidor presta atenção às leituras tanto do deflator de preços do PIB quanto do desempenho dos dados de gastos pessoais no trimestre. Entre os indicadores nacionais, o BC divulga os números correspondentes aos desembolsos de crédito e a inadimplência bancária de junho. O Ministério da Economia divulga o resultado fiscal do governo federal de junho. Já no âmbito corporativo, Usiminas divulgou o balanço do segundo trimestre antes da abertura, revertendo prejuízo na base anual. O destaque da temporada de balanços nos EUA vem das divulgações da McDonald’s e da Twitter. 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

 

 

Principais notícias corporativas

 

A Petrobras informou que recebeu R$425 milhões por acordos de leniência e repatriações pelo Ministério Público Federal e que deu início à fase não vinculante da venda de quatro campos terrestres na Bahia. A produção total da estatal, que inclui óleo, gás natural liquefeito e gás natural, atingiu 2,55 milhões de barris de óleo equivalente por dia no segundo trimestre, alta de 3,7% na base sequencial e recuo de 0,4% na base anual. Também reduziu a meta de produção, para 2,1 milhões de barris dia, com variação de 2,5% para mais ou para menos, ante 2,3 milhões de barris dia anteriormente.

 

A Fleury apresentou lucro e receita líquida abaixo do consenso no trimestre passado. Já o frigorífico Minerva registrou prejuízo líquido de R$113,3 milhões no segundo trimestre deste ano, 87% menor na base anual, e altas de 7,7% e 3% na receita líquida e no EBITDA, respectivamente. A Ecorodovias registrou lucro líquido de R$60,9 milhões, queda de 22% na base anual. 

 

As ações da IMC podem reagir ao acordo com a MultiQSR – gestora de restaurantes da família Wizard Martins e proprietária das franquias do Pizza Hut e KFC no Brasil, – para fusionar seus negócios. Os Wizard serão os maiores acionistas individuais da IMC, com 15% do capital. A decisão da Anac de distribuir a totalidade dos horários de pousos de decolagens da Avianca Brasil no aeroporto de Congonhas para entrantes deve beneficiar a Azul. A Movida informou que a oferta subsequente primária e secundária de ações da locadora movimentou R$832,5 milhões, com o papel sendo precificado a R$15 cada.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 INCC-M mensal (julho) – FGV

10h30 Empréstimos bancários mensal (junho) – BC

10h30 Taxa de inadimplência de empréstimos pessoais mensal (junho) – BC

14h40 Resultado primário do governo federal – MinEconomia

 

Indicadores internacionais

03h00 Alemanha – Preços de bens importados mensal (julho)

03h00 Alemanha – Preço de bens importados anual (julho)

09h30 EUA – Núcleo de preços PCE anual (2T)

09h30 EUA – PIB anual (2T)

09h30 EUA – Deflator anual de preços do PIB (2T)

09h30 EUA – Gastos pessoais anual (2T)

14h00 EUA – Contagem de sondas Baker Hughes

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

 

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis