TC Mover
Mover

Desalento no campo petista marca eleição quase definida

Postado por: TC Mover em 16/10/2018 às 8:29

As mais recentes sondagens eleitorais colocam o deputado Jair Bolsonaro como o mais provável vencedor da disputa pelo Palácio do Planalto, e com uma facilidade pouco previsível um mês atrás. Com rejeição em queda, domínio em praticamente todas as regiões do país e pêndulo político a seu favor, Bolsonaro se encaminha para a maior vitória eleitoral desde pelo menos 2002. O mercado vê nele um fiador da política fiscal austera que o Brasil tanto precisa para sair do atoleiro e retomar o caminho do crescimento e a queda no prêmio por risco nos mercados de bolsa, juros e câmbio mostra que o mercado está disposto a dar esse benefício da dúvida a ele. Mas melhora não necessariamente se traduz em menor volatilidade: fique de olho nas novas pesquisas, no noticiário político e na saúde de Bolsonaro, que ainda se recupera de atentado contra sua vida no início de setembro.

 

Mas nada demonstra mais o momento estelar do candidato do PSL do que as fraquezas de seu adversário, Fernando Haddad. Tentativas fracassadas de alianças, mudanças de discurso, acenos a um lado e ao outro mostram que o PT chegou fragilizado na eleição por conta de erros passados, e sinalizam que a sigla não vai conseguir virar o jogo – música para os ouvidos do investidor. Ontem, um episódio folclórico marcou epílogo triste para a campanha petista: em comício no Ceará, o senador eleito Cid Gomes, irmão de ex-presidenciável Ciro Gomes, disse com todas as letras que o PT vai perder “feio” por sua recusa a fazer um mea culpa pelos equívocos de governos passados. Ao ouvir gritos de apoio ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cid Gomes chamou a militância petista de “babaca” e a culpou, assim como ao partido, por ter criado o fenômeno Bolsonaro.

 

O episódio, longe de fazer preço, é sintomático: caso vença, Bolsonaro assume seu mandato com força popular e respaldo no Congresso por conta da onda crescente de parlamentares da direita e da extrema direita no plenário. Novas pesquisas hoje devem cimentar a liderança dele no segundo turno. Fique de olho nos resultados das companhias americanas, com foco nos bancos Goldman Sachs, Morgan Stanley e Netflix. Teremos também números de inflação da FGV por aqui. O mercado local também pode reagir ao sentimento externo menos denso – neste horário, os futuros das bolsas americanas apontavam para abertura em alta.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

 

— Câmbio: deve reagir à queda do dólar americano nos mercados internacionais e à consolidação da liderança de Bolsonaro nas pesquisas e o noticiário político.

 

— Juros: deve seguir o câmbio.

 

— Bolsa: pode reagir positivamente à melhora no ambiente de mercado no exterior e às notícias político-eleitorais.

 

— Ações: fique de olho em Petrobras, que tem até doze processos de desinvestimento avançados e espera fechar meta de venda de ativos até dezembro, segundo o Valor; Kroton, que deve lançar OPA para compra da Somos até o final do ano; Eletrobras, que reabriu plano de demissão voluntária; Smiles, com repercussão da reestruturação operacional na controladora Gol; Minerva, com aprovação de aumento de capital em R$1 bilhão; BRF, com investigação da Polícia Federal; Hypera, com julgamento do Carf sobre compra da Mantecorp; Banco do Brasil, que bateu recorde em número de consórcios; JBS, que planeja emitir dívida no exterior; Copasa, com renegociação da dívida com Copanor e o estado de Minas Gerais; Embraer, que assinou contrato de manutenção de aeronaves com Western Air.

 

— Destaques das recomendações: BB Investimentos espera desempenho melhor para os papéis de varejo na B3 ($ICON) graças à maior visibilidade eleitoral é melhor nos dados de emprego.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Tensão EUA-Arábia Saudita mantém mercados globais sob pressão

— Desabafo de Cid Gomes sepulta esperança de apoio à candidatura do PT

— Abílio Diniz nega irregularidades após indiciamento pela Polícia Federal

— Dólar recua com cena eleitoral tirando foco do exterior

— Déficit orçamentário dos EUA atinge maior patamar desde 2012

 

Valor Econômico

— Gol quer fechar capital da Smiles, que perde R$ 2,5 bi

— BC prepara modelo para ‘open banking’
— À frente, Bolsonaro já escala ministros
— CVM investiga se Eike é engenheiro

 

O Estado de S.Paulo

— Para eleitores, Bolsonaro é quem mais defende os ricos e Haddad, os pobres

— Juristas se dividem entre Bolsonaro e Haddad

— TSE deve firmar parceria com governo para orientar atuação dos mesários, diz Jungmann
— TSE suspende propaganda do PT que acusava Bolsonaro de votar contra lei para deficientes

 

Folha de S. Paulo

— Paulo Guedes trabalha na criação de uma reforma fiscal mais abrangente

— Irmão de Ciro chama petistas de babacas e diz que partido merece perder

— Por frente de apoio, Haddad deve desistir de taxação de grandes fortunas

— Aliados de Bolsonaro já fazem disputa por espaço e indicações de ministros

 

Globo/G1

— Bolsonaro e Haddad suavizam discursos e propostas no segundo turno

— ‘Não dá para o PT pedir desculpas porque venceu’, diz Gleisi

— Paes defende atuação das Forças Armadas após fim da intervenção no Rio

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais
— 08h00: IPC-S – FGV
— 09h00: Pesquisa mensal de Serviços de agosto – IBGE

 

Indicadores internacionais

— 05h30: Taxa de desemprego do Reino Unido em agosto; consenso 4,0%

— 06h00: Índice ZEW de percepção econômica da Alemanha em outubro; consenso -12,3
— 06h00: Índice ZEW de percepção econômica da Zona do Euro em outubro; consenso -9,2

— 06h00: Balança comercial da Zona do Euro em agosto; consenso €15,1 bilhões

— 10h15: Produção industrial dos EUA em setembro; consenso 0,2%

— 10h15: Nível de utilização da capacidade industrial dos EUA em setembro; consenso 78,2%
— 11h00: Ofertas de emprego JOLTS dos EUA em agosto; consenso 6,945 milhões

— 17h00: Fluxo de capital estrangeiro dos EUA; consenso US$ 52,2 bilhões

–17h30: Estoques de petróleo bruto dos EUA – API; anterior 9,75 milhões de barris

 

Eventos:

— 09h00: Reunião da diretoria da Aneel

— 11h00: Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem reunião com o ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo Tribunal Federal, 11:00, e

— 12h15: Goldfajn tem reunião com representantes do Goldman Sachs Brasil

— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Real Time Big Data para a Presidência em São Paulo
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Real Time Big Data para a Presidência em Minas Gerais
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Real Time Big Data para governo de São Paulo
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Real Time Big Data para governo de Minas Gerais
— ND: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral Real Time Big Data para governo do Rio de Janeiro

Resultados corporativos:
— Depois do fechamento: Carrefour Brasil divulga prévia operacional do terceiro trimestre

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis