TC Mover
Mover

Pregão terá payroll, IPCA e EUA-China pesando sobre ativos de risco; no radar, Braskem e Petrobras

Postado por: TC Mover em 06/12/2019 às 9:13

Os ativos de risco avançam na Europa e puxam os futuros dos índices acionários americanos na manhã desta sexta-feira, em dia de dados da pesquisa oficial de criação de emprego privado nos Estados Unidos, o relatório payroll, e de novos desdobramentos da guerra comercial do país com a China. Novos movimentos neste campo apontam para algum tipo de anúncio de trégua temporal antes do prazo para implementação de mais sobretaxas, em 15 de dezembro. Os futuros do S&P500 e do Dow Jones subiam cerca de 0,20% pouco antes das 07h00, enquanto os rendimentos dos Treasuries de dez anos recuavam 1 ponto-base, em sinal de otimismo cauteloso. O dólar recuava na madrugada, o que pode ser um sinal de mais alívio para o câmbio no Brasil. Enquanto isso, o petróleo oscila, indicando desconforto entre os operadores pela pouca convicção da Opep. No plano local, fique de olho na notícia da Folha de S. Paulo sobre uma possível troca no comando do Ministério das Minas e Energia.

 

Nosso editor sênior Angelo Pavini recomenda ao investidor prestar bastante atenção aos sinais de pressão altista nos preços ao consumidor de novembro por conta da alta recente do dólar. O IPCA, o indicador referência que o Banco Central usa para avaliar a inflação e decidir sobre os juros, será divulgado hoje, às 09h00. No consenso TC, a projeção para novembro é de 0,47%, que, se confirmada seria a maior taxa mensal para o mês desde 2015, quando o índice marcou 1,01% de alta. Ainda assim, a taxa anual deve ficar em 3,23% em 12 meses, segundo o consenso, bem abaixo da meta do BC, que este ano é de 4,25%, mas dentro do intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para baixo, ou seja, 2,75%. O comitê decisório dos juros do BC se reúne na semana que vem e divulga a nova taxa Selic para os próximos 45 dia na quarta-feira. O mercado espera corte na Selic de 0,5 ponto, a 4,50%.Outro ponto de atenção é o payroll, que falaremos em seguida. Fique de olho nos dados de estoques no atacado nos EUA, que podem trazer alguma volatilidade ao pregão.

 

O presidente da TIM Brasil, Pietro Labriola, disse à imprensa na quinta-feira que as conversas sobre uma potencial venda da operação móvel da rival Oi estão ganhando rapidez inusitada. O comentário reflete a fala do diretor de operações da Oi, Rodrigo Abreu, que nesta semana disse que o principal ativo da companhia é a rede de fibra ótica e que assessores financeiros da companhia estão calculando o valor da rede móvel. As ações da Oi têm queda acumuluda de 1,60% neste início de mês, refletindo a falta de novidades quanto à alienação da fatia que a companhia tem na angolana Unitel. Fontes dizem à TC Mover que a venda da Unitel deve sair este mês. A conferir. Segundo matéria da Exame, a CPI da Câmara de Vereadores de São Paulo pediu o indiciamento de 99 diretores do Itaú e de 12 executivos do Banco Safra em relação ao caso de fraudes fiscais relativas à simulação de sedes em outras cidades.

 

(Foto: Departamento de defesa americano – Divulgação)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis