TC Mover
Mover

Pânico com coronavírus leva bolsas a território de correção; no radar, leilão de linha, PNAD e PMI chinês

Postado por: TC Mover em 28/02/2020 às 9:23

O rombo nas bolsas ao redor do globo se aprofunda nesta sexta-feira, com os índices asiáticos, europeus e os futuros dos americanos caindo vertiginosamente no fechamento de uma das semanas mais sangrentas para os ativos de risco dos últimos anos. O índice Stoxx 600, da Europa, aprofundava a queda em território de correção, caindo quase 4% e liderado por empresas dos setores de turismo e viagens, diretamente afetadas pelos bloqueios em voos a países como a China e o Irã e que devem ver a demanda por serviços em queda por tempo indeterminado. Na Ásia, o índice Shenzhen, da China, fechou em queda de 5%, espelhando o desempenho dos vizinhos, que aprofundam a cautela com o aumento dos números de contágio por coronavírus na Coreia do Sul, que chegaram a 1.700 hoje. No Japão, todas as escolas devem amanhecer fechadas na segunda-feira, e na Itália os contágios chegam a 600.

 

Assim, os investidores continuam a corrida desenfreada a ativos considerados mais seguros, como os títulos das dívidas americana e alemã, o iene japonês e o ouro – se a semana acabasse ontem, o VIX, o chamado índice do medo, registraria o maior salto semanal desde que foi criado, em 1990, de 129%. O dia deve ser, mais uma vez, de queda vertiginosa para o Ibovespa, que flerta voltar para baixo dos 100.000 pontos pela primeira vez desde setembro de 2019, enquanto o dólar futuro ensaia algo acima dos R$4,90 – o Banco Central anunciou ontem um novo leilão extra de swap cambial no valor de US$1 bilhão, o terceiro pós-carnaval, além de mais US$3 bilhões em leilões de linha, às 10h20. Aperte os cintos, caro investidor, porque a véspera do final de semana promete bastante turbulência.

 

O Covid-19 está em todos os lugares: a Nigéria reportou hoje o primeiro caso da África Subsaariana, após a Argélia informar o primeiro caso do continente nesta semana. A Lituânia também anunciou, nesta sexta-feira, ter paciente com a doença. Enquanto isso, o surto na Coreia do Sul está crescendo mais rápido do que na China, onde teve origem, e já afeta quase duas mil pessoas. Para hoje, além dos desdobramentos com o coronavírus, os investidores devem ficar de olho no índice de preços PCE dos Estados Unidos, que mostra a evolução da inflação no país em janeiro, às 10h30, horário de Brasília, além da balança comercial americana, no mesmo horário. No plano local, os dados sobre o orçamento brasileiro, divulgados pelo Banco Central, podem corroborar a queda de 0,45% da dívida pública federal apresentado pelo Tesouro Nacional na véspera. Às 09h00, o IBGE divulga os dados de emprego na pesquisa conhecida como PNAD.

 

(Por: Ana Carolina Siedschlag, Bárbara Leite, Guillermo Parra-Bernal e Vitor Azevedo, com a colaboração de Angelo Pavini || Foto: Coronavírus – Gerd Altmann)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis