TC Mover
Mover

‘O rali vem aí’: otimismo com acordo EUA-China puxa ativos de risco; petróleo sobe após mísseis atingirem navio do Irã

Postado por: TC Mover em 11/10/2019 às 8:51

Dois gestores sediados fora do Brasil disseram à TC News que uma pausa na guerra comercial parece inevitável no momento e foram categóricos: “o rali vem aí”, disse um deles, notando, no entanto, que há de se ter cautela. As ofertas que aparentemente a China fez à equipe norte-americana no primeiro dia de conversas comerciais em quatro meses foram boas demais para se recusar, de acordo com o tom de várias matérias veiculadas desde ontem. Existe uma preocupação crescente pelos danos que a querela comercial EUA-China possa causar à economia mundial, aos fluxos de comércio global e à geopolítica caso ela continue. Assim, uma pausa, uma trégua curta, um acerto parcial se vislumbram como o anúncio que veremos ao longo desta sexta-feira. E os mercados, naturalmente, comemoram com antecedência.

 

Certamente, esse sentimento positivo deve permear o pregão brasileiro de hoje, que ontem teve o segundo dia seguido de altas na bolsa e no dólar – essas, no entanto, pouco expressivas. Digamos que o rali na B3 vai depender, muito, de Trump manter a compostura no Twitter. Outra notícia que pode ter algum impacto no pregão local, especificamente nas ações de óleo e gás, como a Petrobras, é o novo episódio de tensão geopolítica no Golfo Pérsico: hoje, na madrugada, o Irã disse que dois mísseis atingiram um de seus navios-tanque no Mar Vermelho, sugerindo que os ataques provavelmente vieram da Arábia Saudita. Depois, a companhia petrolífera iraniana retirou a alegação. O petróleo chegou a disparar mais de 2,5%.

 

No plano político local, o melhor é olhar para a semana que vem desde já. Entre os fatos positivos, parece que nunca o Congresso esteve tão perto de aprovar o projeto de autonomia do Banco Central. Na agenda de hoje, os EUA divulgam dados do índice de preços de importação de setembro, o índice de condições econômicas medido pela Universidade de Michigan, e a contagem de sondas de petróleo feita pela Baker Hughes. A Alemanha informou hoje o índice de preços ao consumidor de setembro, que ficou estável e em linha com o consenso. No plano local, o IBGE publica os dados de volume do setor de serviços de agosto, que devem dar mais detalhes sobre o panorama do consumo no país.

 

Empresas

A Camil realiza teleconferência de resultados às 10h00 após reportar queda de 40% no lucro líquido no trimestre anterior. A Eletrobras confirmou plano de demissão consensual a ser implementado simultaneamente na holding e nas empresas CGTEE, Chesf, Eletronuclear, Eletronorte, Amazonas Geração e Transmissão, Eletrosul e Furnas.

 

A AES Tietê informou o encerramento das negociações para compra dos ativos da Renova Energia em função do não cumprimento de condições prévias de contrato firmado em 9 de abril. Segundo o Valor, o arrefecimento nas tensões comerciais entre EUA e China, maior compradora de celulose no mundo, e a greve dos trabalhadores em uma das fábricas da chilena Arauco trouxeram alívio às ações da Suzano no pregão de ontem.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis