TC Mover
Mover

Na semana do primeiro turno, mercado opta por cautela apesar de Nafta

Postado por: TC Mover em 01/10/2018 às 8:01

À meia-noite de domingo, foram divulgados os resultados da pesquisa presidencial FSB/BTG Pactual da última semana, poucos minutos após a conclusão do debate entre candidatos ao Planalto na TV Record. Os números confirmaram as tendências vistas em outras sondagens ao longo da semana passada: uma fadiga nas intenções de voto do líder nas pesquisas, Jair Bolsonaro – refletindo a crescente oposição de grupos à sua plataforma política. Ao mesmo tempo, o avanço de Fernando Haddad, do PT, parece ter chego ao fim. O alvo dos ataques deve começar a ser Haddad, que até o momento se viu favorecido por ser o herdeiro do ex-presidente Luiz inácio Lula da Silva.

 

Os mercados devem refletir não somente a pesquisa FSB, que mostrou Haddad recortando a diferença ante Bolsonaro, mas as outras pesquisas que foram publicadas no fim de semana e as que serão divulgadas ao longo do dia. O clima confrontacional no país também pode pesar: entre sábado e domingo houve manifestações contra e a favor de Bolsonaro em todo o país – um tira-gosto da polarização que devemos ver ao longo do segundo turno. Câmbio, bolsa e juros podem também refletir as notícias relativamente positivas vindo do exterior: pouco depois da meia-noite, o Canadá anunciou que vai se juntar ao acordo de livre comércio da América do Norte renegociado em agosto entre os Estados Unidos e o México.

 

As bolsas asiáticas comemoraram o anúncio, mesmo em meio a volumes baixos por conta de feriados em Hong Kong e na China – cujos mercados financeiros ficarão fechados até domingo que vem. Os futuros das bolsas americanas subiam, enquanto o dólar canadense negociava perto do seu maior patamar em mais de duas semanas. Assim, duas forças contrárias devem se enfrentar: a cautela local por conta do cenário eleitoral cada vez mais quente, versus o clima mais propício à tomada de risco mundo afora.

A semana ainda deve ver a repercussão da decisão do juiz do STF, Luiz Fux, de barrar a entrevista de Lula à Folha de S.Paulo, além de reunião de ministros de Finanças da Zona do Euro, discussões no Reino Unido sobre o Brexit e a divulgação do IPCA de setembro, na sexta-feira.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

 

— Câmbio: deve oscilar fortemente refletindo impacto de maior polarização político-eleitoral, proximidade da eleição e bom humor externo com o Nafta.

 

— Juros: podem seguir o dólar futuro, refletindo o cenário eleitoral mais polarizado ou o exterior menos tenso. Fique de olho nos prazos mais longos dos DIs, que podem passar por forte ajuste para cima.

 

— Bolsa: deve refletir humor externo, sentindo a pressão de maior apoio ao PT nas últimas pesquisas.

 

— Ações: fique de olho em Petrobras, com potencial proximidade de acordo da cessão onerosa com a União; Vale, destaque de várias carteiras de analistas para o mês por exposição ao dólar; Qualicorp, que celebrou termos de não concorrência e lock-up com maior acionista; Eneva, que aprovou reestruturação operacional; GPA, com coluna do Globo dizendo que acionista controlador contratou Rothschild para vender participação na companhia; Eletrobras, com imbróglio sobre privatização de distribuidora no Amazona; Embraer, com possível fabricação do cargueiro KC-390 também nos EUA após fusão com a Boeing, segundo o Valor; BRF, com venda de ações pela Tarpon; Gafisa, com mudança de CEO pelo conselho; Itaú Unibanco, com mudanças na administração; Even, com aprovação de programa de recompra de ações; Ecorodovias, com renúncia de membros do conselho após investigação da PF; Cesp, com privatização parada na Justiça; concessionárias, com revisão de nota de crédito pela Moody’s.

 

— Destaques das recomendações: BB Investimentos inclui IRB Brasil ON ($IRBR3) na carteira fundamentalista de outubro por cumprimento de metas e perfil defensivo. Mantém preço-alvo de R$77 e recomendação outperform.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Dólar americano atinge maior patamar em duas semanas com Nafta renegociado

— Em primeiro bloco de debate, Haddad faz aceno a medidas fiscais que substituam as de Temer

— No segundo bloco do debate, primam as correções entre os candidatos

— EUA, Canadá estão perto de um acordo sobre o Nafta, mesmo com prazo da meia-noite em cima, diz WSJ

— Bolsonaro minimiza desgaste com equipe e ataca rivais em entrevista

 

Valor Econômico

— Embraer e Boeing querem fabricar cargueiro nos EUA

— PSDB deve ficar neutro se o 2º turno for entre PT e PSL

— Volta de leilões rende R$ 28 bi à União

— Servidores em licença são 25 mil

 

O Estado de S.Paulo

— Centro sinaliza união em debate e ataca ‘radicalismo’ de Haddad e Bolsonaro

— Sob ataque de rivais, Bolsonaro recebe apoio de líderes evangélicos

— Fake news preocupam campanhas de candidatos na reta final
— Fundo Eleitoral banca deputado-presidiário

 

Folha de S. Paulo

— Rivais sobem tom contra Bolsonaro e Haddad em debate na TV

— Estudantes de Sobral, berço de Ciro, relatam pressão para fraudar provas

— Candidatos réus no STF já ganharam R$ 24 mi para eleição

— Ordem de censura à imprensa pelo STF é preocupante, afirma Abraji sobre decisão de Fux

 

Globo/G1

— Aos 30 anos, Sistema Único de Saúde precisa de eficiência e renovação

— Candidatos a presidente apelam contra polarização em debate na televisão

— Bolsonaro diz que não teria ‘nada para fazer’ em caso de derrota

— ‘Ministério Público virou uma polícia política’, afirma José Dirceu

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais
— 08h00: IPC-S – FGV
— 08h00: Confiança empresarial – FGV
— 08h20: Pesquisa Focus – BC
— 10h00: PMI Industrial Markit – anterior 51,1
— 15h00: Balança comercial de setembro – MDIC

 

Indicadores internacionais

— 05h00: PMI Manufatura da Zona do Euro em setembro; consenso 53,3

— 05h30: PMI Manufatura do Reino Unido em setembro; consenso 52,5

— 06h00: Taxa de desemprego da Zona do Euro em agosto; consenso 8,2%

— 10h45: PMI Manufatura Markit dos EUA em setembro; consenso 55,6

— 11hoo: Gastos com construção nos EUA em agosto; consenso 0,5%

— 11h00: PMI Manufatura ISM dos EUA em setembro; consenso 60,4

 

Eventos
— 10h00: Discurso de Raphael Bostic, membro do Federal Reserve
— 13h15: Discurso de Evan Rosengren, membro do Federal Reserve

— 15h30: Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, tem reunião com Decio Oddone, presidente da ANP
— N.D.: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral CNT/MDA
— N.D.: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral TV Globo/Ibope

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis