TC Mover
Mover

Na volta do modo pânico aos mercados, circuit breakers viram rotina; no radar, Copom, Fomc

Postado por: TC Mover em 16/03/2020 às 19:18

Os mercados voltaram a ligar o modo pânico nesta segunda-feira, enquanto a pandemia de coronavírus se alastra e as medidas restritivas para evitar o contágio aumentam exponencialmente pelo mundo inteiro, com a dramática flexibilização monetária pelos bancos centrais globais liderada pelo Banco Central dos Estados Unidos, chefiado por Jerome Powell, que não conseguiu tranquilizar os investidores. Logo na abertura, o Ibovespa acionou mais uma vez o “circuit breaker”, o quinto em apenas uma semana e o décimo da história da bolsa brasileira.

 

No fechamento, o Ibovespa despencou 13,92%, no pior nível desde junho de 2018, com todas as ações no vermelho e 58 dos 73 papéis que compõem o índice com perdas acima de dois dígitos. A trava eletrônica para dar uma acalmada nos ânimos também ocorreu por duas vezes no índice americano S&P500. O Dow Jones teve seu pior desempenho desde a famosa “Black Monday” de 1987, enquanto o índice europeu Stoxx600 regressou a níveis de 2012. As ações ligadas a turismo e lazer foram as mais afetadas, como o papel da Azul, pior pregão da história, enquanto os papéis de commodities seguiram sua trajetória de baixa, com as cotações de petróleo atingindo o menor preço em 16 anos e dados da indústria e varejo da China de janeiro e fevereiro mostrando que a economia está pior do que o projetado.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis