TC Mover
Mover

Mercados recuam na expectativa de conversas EUA-China, Fed; terça terá agenda econômica e de balanços intensa

Postado por: TC Mover em 30/07/2019 às 8:40

A um dia da tão esperada decisão de juros do Federal Reserve, a cautela impera nos mercados europeus e os futuros das bolsas americanas, por temores quanto a uma saída abrupta do Reino Unido da União Europeia e dados econômicos no Japão que apontam para atividade fraca. Apesar que vários diretores do Fed são favoráveis a flexibilizar a política monetária para proteger a mais longa expansão econômica na história americana, o mercado desconfia que haja, entre os bancos centrais, suficiente poder de fogo para reverter uma desaceleração global de grandes proporções. 

 

Os investidores também estão com um pé atrás, à espera do balanço trimestral da Apple, que só será publicado após o fechamento do mercado. Apesar que os ativos de risco têm se mantido resilientes ao noticiário confuso e à falta de avanço nas negociações comerciais entre os Estados Unidos e a China, hoje o dia começou fraco: queda na produção industrial japonesa e sinais de fragilidade nos PIB sueco e francês. A reunião do comitê de política monetária do banco central americano começa hoje em Washington – e o espaço para decepções é amplo: os futuros da taxa básica de juros americana precificam 80 pontos-base de cortes até final de ano; seriam 25 pontos amanhã. Se não houver corte, o mundo cai, literalmente.

 

A super-semana dos BCs começou hoje no Japão, onde o Banco do Japão se comprometeu a diminuir “sem hesitação alguma” os juros se a economia, ou a inflação, perderem força. O BoJ manteve sua taxa de juros em -0,1%, prometeu guiar o juro dos títulos soberanos de dez anos em torno de 0% e cortou sua projeção de inflação de 1,1% para 1,0%. As ações na Europa caem com sinais de que o premiê britânico Boris Johnson quer um Brexit abrupto, levando a libra a tocar seu menor patamar ante o dólar em 25 meses. De outro lado, o clima de expectativa zero em relação à rodada de negociações comerciais entre os EUA e China, que começou na madrugada em Xangai, deprime os futuros dos índices acionários americanos. 

 

Nesta terça-feira, é importante estar atento aos seguintes indicadores: pela manhã, a FGV divulga a inflação, medida pelo IGP-M, mensal e anual de julho. No exterior, os diretores do Fed devem ficar de olho aberto com os números de inflação núcleo do índice PCE, que certamente também deve agitar um pouco as apostas para a decisão de juros de amanhã. Também, nos EUA, teremos dados de renda e gastos pessoais do mês de junho e preços de imóveis. A China divulga PMI industrial composto e não-manufatura de julho. Quanto aos balanços, essa terça-feira teremos CSN, Cteep, Lojas Renner, TIM Brasil, Smiles e Sonae Sierra – todos depois do fechamento do mercado. 

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

.

 

Principais notícias corporativas

 

O destaque corporativo do dia será a teleconferência de resultados trimestrais do Itaú Unibanco, que ontem apresentou lucro e métricas de rentabilidade em linha com o consenso. O banco anunciou um programa de demissão voluntaria, que deve alavancar a captura de maior eficiência de custo ao longo dos próximos anos: o Itaú fechou mais de 200 agências no trimestre, reduziu o número de funcionários na base sequencial, o que, junto com o PDV anunciado ontem, “deve levar a uma melhor eficiência à frente”, disse Eduardo Rosman, analista do BTG Pactual.

 

Na sessão de ontem, a ação ordinária da Ambev liderou os ganhos em pontos no índice, subindo pelo terceiro dia seguido. A Hypera registrou a maior alta, em pontos percentuais, na B3, subindo 5,06% Já Braskem teve a maior queda no Ibovespa, recuo de 2,04%. De acordo com o site Brazil Journal, as units do Banco Inter foram precificadas em R$39,99 em oferta subsequente ancorada pelo o fundo de tecnologia japonês Softbank – pedido firme de quase R$1 bilhão em ações do banco digital. 

 

A Previ comprou participações relevantes na IRB Brasil e na BR Distribuidora após as recentes ofertas subsequentes dessa companhias, informa coluna do jornal O Globo. O Bradesco informou que irá incorporar o Bradesco Cartões com custo de R$23,5 milhões. A proposta ainda será sujeita a assembleia geral extraordinária.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IGP-M mensal (julho) – FGV

08h00 IGP-M anual (julho) – FGV

11h00 Índice Nacional de Vendas – ABRAS

 

Indicadores internacionais

00h00 Japão – Decisão da taxa de juros

03h00 Alemanha – Clima do consumidor GfK mensal (agosto)

06h00 UE – Confiança e empresas e consumidores mensal (julho)

06h00 UE – Confiança do consumidor mensal (julho)

06h00 UE – Confiança industrial mensal (julho)

06h00 UE – Confiança do setor de serviços mensal (julho)

09h00 Alemanha – Prévia do IPC mensal (julho)

09h00 Alemanha – Prévia do índice de preços ao consumidor mensal (julho)

09h30 EUA – Núcleo do índice de preços PCE mensal (junho)

09h30 EUA – Núcleo do índice de preços PCE anual (junho)

09h30 EUA – Deflator PCE anual (junho)

09h30 EUA – Deflator PCE mensal (junho)

09h30 EUA – Renda pessoal mensal (junho)

09h30 EUA – Gastos pessoais mensal (junho)

10h00 EUA – Preço dos imóveis mensal (maio) – S&P/CS

10h00 EUA – Preço dos imóveis anual (maio) – S&P/CS

11h00 EUA – Confiança do consumidor mensal (julho) – CB

11h00 EUA – Vendas pendentes de moradias mensal (junho)

22h00 China – PMI industrial mensal (julho)

22h00 China – PMI composto mensal (julho) 

22h00 China – PMI não-manufatura mensal (julho)

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis