TC Mover
Mover

Mercados oscilam com cautela à espera de Trump; petróleo cai com pausa temporária no clima de tensão

Postado por: TC Mover em 08/01/2020 às 12:52

Os principais índices acionários de São Paulo e Nova Iorque operam em direções mistas na sessão de hoje, em clima de cautela, à espera do pronunciamento do presidente americano Donald Trump, marcada para às 13h00, horário de Brasília. A fala de Trump vem sendo aguardada desde ontem, quando o Irã respondeu ao assassinato do general Qasem Soleimani com o lançamento de mísseis sobre bases militares americanas no Iraque. Por aqui, os mercados reagem à escalada de tensão com oscilações: as ações da Petrobras variam entre o azul e o vermelho seguindo os preços do petróleo, que chegaram a cair mais de 1% com a aparente calma pela falta de revide dos americanos. Já o Ibovespa, após abrir em alta, passou a cair pouco antes da abertura dos mercados americanos, que iniciaram o dia recuando, em clima de espera.

 

A Petrobras decidiu se proteger das tensões entre EUA e Irã e suspendeu o trânsito de navios no Estreito de Ormuz, um importante corredor de transporte de petróleo entre o golfo de Omã e o golfo Pérsico. A recomendação da petroleira às operadoras, de acordo com agências, foi de não usar o caminho até às 16h00 do horário local. As ações da Petrobras operam no vermelho na sessão desta quarta-feira, com a PN recuando 0,29% e a ON, 0,71%, acompanhando a queda dos preços do petróleo. Além disso, a possibilidade do governo intervir na política de preços da estatal ainda não foi totalmente descartada – principalmente se a commodity voltar a disparar.

 

Os investidores locais operam arredios na sessão de hoje, acompanhando os desdobramentos no exterior. Próximo das 12h00, o Ibovespa recuava 0,41%, a 116.188 pontos, após chegar a tocar os 115.973 pontos na mínima do dia. Braskem PNA é a maior alta percentual do índice, subindo 3,26%; ontem, a agência de classificação de riscos Moody’s considerou positivo o acordo firmado entre a companhia e as autoridades para tratarem do problema em Maceió. O dólar oscila e opera em alta de 0,04%, a R$4,075, com a alta da divisa americana ante os pares no exterior.

 

(Por: Angelo Pavini e Kariny Leal || Foto: Soldado americano em Bagdá – Sargento Kyle Tabot/DOD/AFP)

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis