TC Mover
Mover

Mercado volátil reflete exterior tenso; EUA cai com dados fracos do Citigroup, à espera de falas do Fed

Postado por: TC Mover em 15/07/2019 às 12:41

As bolsas americanas começaram a semana voláteis, refletindo a ansiedade do investidor com a divulgação de dados econômicos e balanços corporativos do segundo trimestre nos Estados Unidos, assim como das falas de diretores do Federal Reserve, que devem dar pistas sobre o rumo das taxas de juros. Esse movimento, uma mistura de cautela e realização pontual em alguns ativos de risco, permeia mercados de países emergentes como o brasileiro: a bolsa brasileira recua e o dólar se valoriza ante o real na B3 nesta segunda feira.

 

Com o começo do recesso parlamentar e do Judiciário em Brasília, o investidor local foca no exterior na busca por notícias. Tanto o vencimento de opções sobre ações hoje na bolsa, que força os preços de alguns ativos para baixo, quanto a proximidade das férias no hemisfério Norte, devem se refletir em volumes de negociação um pouco menores ao longo do mês. Tranquilo, porém cauteloso, o investidor ficou satisfeito com a aprovação, em primeiro turno, do texto base da Reforma da Previdência na madrugada de sexta para sábado – e a rejeição de todos os destaques propostos pela oposição.

 

A agenda externa da semana inclui a produção industrial e as vendas no varejo dos EUA amanhã, assim como um discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell e a divulgação do Livro Bege da autarquia, na quarta, e dados de confiança do consumidor americano na sexta. Powell e Mario Draghi, o presidente do Banco Central Europeu, devem participar do encontro do G7, na França, na quarta. Entre os balanços do trimestre passado, Goldman Sachs e JPMorgan são os destaques de amanhã; Bank of America e Netflix na quarta, e Morgan Stanley no dia seguinte.

 

O índice Bovespa ganhava impulso no final da manhã desta segunda-feira, após recuar nas primeiras duas horas do pregão. Pesou na B3, no início do dia, o desânimo em Nova Iorque com os resultados do Citigroup, que, mesmo batendo o consenso, mostraram alta nas provisões para credores duvidosos. O ganho no preço do minério e do petróleo no exterior só deram suporte ao índice da bolsa paulista a partir do meio-dia. Os dados na China afastavam temores de uma desaceleração da segunda maior economia do planeta no curto prazo. Na madrugada, o governo chinês disse que o PIB mostrou seu pior desempenho trimestral em 27 anos no segundo trimestre; mesmo assim, dados de produção industrial e vendas no varejo em junho vieram bastante fortes.

 

Para um gestor sediado em Nova Iorque, o dia na B3 vai ser de cautela: “eu acharia que o mercado vai aproveitar para realizar mais um pouco, com a desculpa de que a votação do texto final da reforma ficou para agosto. A semana vai ser agitada mundo afora”, disse. O Ibovespa avançava 0,18% a 104.130 pontos por volta das 11h50. O dólar futuro avançava 0,37% ante o real, cotado a R$3,7560, porém perto dos menores patamares para o câmbio desde fevereiro. Esta seria a segunda alta em três pregões. E os juros futuros operavam voláteis, embora com viés de queda: o DI para janeiro próximo recuava 1 ponto-base para 5,7350%.

 

No âmbito corporativo, o Safra espera resultados fracos para o setor de varejo no Brasil no segundo trimestre. Mesmo assim, o índice de consumo avança 0,05%. Vale ON lidera as altas após forte ganho no minério de ferro na China. Gerdau PN saltou após o assessor do presidente americano Donald Trump, Peter Navarro, dizer que os EUA aumentarão o uso da commodity nos contratos do governo federal. Via Varejo mostrava o maior ganho em pontos percentuais no índice, alta de 6% a R$6,91, após anunciar Helisson Lemos, ex-executivo do Mercado Livre, como chefe da área digital da companhia. A Hapvida despencava 3,6% após anunciar que deve fazer oferta subsequente para captar até R$2,6 bilhões. A B3 ON subia 0,7% após divulgar alta anual de mais de 20% nos volumes médios negociados no segmento Bovespa da bolsa.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis