Mercado oscila com cautela antes de CCJ na contramão de Nova Iorque - TradersClub
TC News
News

Mercado oscila com cautela antes de CCJ na contramão de Nova Iorque

Postado por: TradersClub em 13/03/2019 às 12:05

Mesmo com sinal positivo lá fora, a bolsa cai e o dólar sobe com cautela antes da instalação, na noite desta quarta-feira, da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, pontapé inicial da tramitação da reforma da Previdência no Congresso.

 

Por volta de 11h55, o índice Bovespa operava em queda de 0,14% a 97.690 pontos, pressionado na ponta negativa por ações de bancos e ligadas ao consumo doméstico após indicador mostrar desempenho fraco da produção industrial em janeiro. Na outra ponta, as ações da Petrobras seguravam o Ibovespa perto da estabilidade, subindo após captação externa e acompanhando alta do petróleo.

 

A fraqueza na atividade brasileira, evidenciada pelo recuo de 0,80% da produção industrial ante consenso de avanço de 0,10%, alimenta a aposta de possível redução adicional da taxa básica de juros, a Selic. Nesta tarde, Roberto Campos Neto fará pronunciamento em cerimônia de transmissão de cargo de presidente do Banco Central. Os juros futuros recuavam em bloco, com o contrato para janeiro 2020 caindo 3 pontos-base a 6,375%.

 

No câmbio, o dólar futuro subia 0,50% frente ao real, cotado a R$3,835, atento ao desenrolar da CCJ, com parlamentares acertando que a votação na comissão só acontecerá quando a proposta de aposentadoria dos militares chegar nas mãos deles, possivelmente em 20 de março.

 

“A admissibilidade da matéria é uma discussão muito técnica. A oposição pode tentar obstruir a passagem, virá armada, mas o grande problema para o governo é o próprio governo. Não tem uma coalizão. Mais uma oportunidade que os deputados que pretendem ser da base vão aproveitar: podem dificultar quórum, não apoiar abertamente, fazer corpo mole, não argumentar contra a oposição. Não vão ficar abertamente contra a reforma, mas também não vão ajudar enquanto o governo não oferecer mais trocas do que apenas as emendas”, diz Leando Gabiati, cientista político, diretor da Domimium Consultoria.

 

No exterior, dados de pedidos de bens duráveis nos Estados Unidos em janeiro vieram acima do esperado, ofuscando os receios quanto à saúde da economia americana. Em paralelo, as ações da Boeing se recuperam após perdas superiores a 10% nas últimas duas sessões. Os índices Dow Jones e S&P500 se valorizavam em 0,52% e 0,62%, respectivamente.

 

(Foto: Rodrigo Pozzebom/Agência Brasil)

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis