TC Mover
Mover

Mercado opera com cautela à espera de Ata do Copom, IPCA-15; Bolsonaro na ONU, reformas no radar

Postado por: TC Mover em 23/09/2019 às 18:21

O mercado operou em modo de cautela mundo afora nesta segunda, influenciado principalmente pelos dados ruins de PMI na Zona do Euro e na Alemanha, que dão sinais de que a economia está desacelerando. Nos Estados Unidos, os índices operavam no vermelho até por volta de 13h00, quando reverteram para leve alta, após notícia de que a Apple fabricará o computador Mac Pro no Texas, segundo a CNBC. A volatilidade imperante fez com que o Dow Jones fechasse em alta de 0,06%, enquanto o S&P500 ficou próximo da estabilidade, em queda de 0,01%. O Ibovespa acompanhou o movimento externo, porém com um viés mais avesso ao risco, e também teve retração.

 

O investidor parece estar deixando de ver a política monetária como a salvadora da lavoura, dado o contexto de juros negativos. Amanhã será a vez de voltar os olhos para o Banco Central do Brasil: às 08h00 será divulgada a ata da reunião do Comitê de Política Monetária da semana passada, quando foi sinalizado que deve cair mais. O mercado quer saber mais sobre a magnitude das quedas esperadas. Outra divulgação importante amanhã será a prévia da inflação de setembro medida pelo IPCA-15. Espera-se uma alta anual de 3,21%, e mensal de 0,08%.

 

Amanhã está previsto o discurso do presidente Jair Bolsonaro nas Nações Unidas, na abertura da 74ª Assembleia Geral da ONU, em Nova Iorque.  A fala deve ocorrer a partir de 10h00, horário de Brasília. Para hoje à noite, há a previsão de um jantar com o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mas não houve confirmação. Nesta terça, o governo deve soltar os dados de arrecadação federal de agosto e a expectativa é de que venham bons, disseram economistas.

 

O Ibovespa fechou em queda de 0,17%, a 104.637 pontos, com volume de R$8,35 bilhões, abaixo das médias diárias do ano. O dólar futuro subiu 0,34%, a R$4,165, com o investidor mais avesso a risco. Os juros subiram em bloco, exceto pelo vencimento para janeiro próximo, que caiu 1 ponto-base. Amanhã pela manhã, além da Ata do Copom e do IPCA-15, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado vota as emendas da Reforma da Previdência às 10h00. No exterior, a Alemanha informa indicadores de expectativas e situação atual de setembro e os Estados Unidos divulgam o índice Redbook, indicador de confiança do consumidor e sondagem de manufatura do Fed de Richmond.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis