TC News
News

Mercado modera altas com desconfiança em cenário de coronavírus; no radar, IBC-Br

Postado por: TC Mover em 14/02/2020 às 9:29

A maioria das bolsas europeias e os futuros dos índices americanos operava em alta moderadas nesta sexta-feira, na ausência de notícias que alterem o cenário de cautela com a evolução do coronavírus na China. O contrato futuro do ouro subia próximo de 0,10%, enquanto as moedas emergentes pares do real, como o peso mexicano, o rublo russo e o rand sul-africano seguiam direções mistas em relação ao dólar americano. O movimento é uma leve recuperação das quedas de ontem, após o governo chinês surpreender autoridades globais com uma alteração no diagnóstico da doença, que fez o número de contaminados saltar em 15.000 casos num único dia. Assim, os mercados, que se mantêm relutantes em intensificar as altas antes do final de semana, devem ficar de olho na produção industrial americana do último mês, já mirando nos próximos dias, com divulgação da ata do Fomc, o comitê de política monetária do Federal Reserve, na quarta-feira.

 

O governo da Indonésia proibiu a entrada de turistas chineses ou cidadãos com o passaporte chinês após suspender todos os voos para e da China. O terceiro país mais populoso do mundo ainda não registrou nenhum caso comprovado de coronavírus, mas, segundo a mídia internacional, existe uma desconfiança de que, assim como o país-origem do surto, as autoridades possam estar falhando no diagnóstico da doença. Turistas chineses prorrogam seus vistos de entrada no serviço de imigração de Bali, na Indonésia, depois de o país ter suspendido todos os voos com origem ou procedência da China e proibir a entrada de novos visitantes a cidadãos com passaportes chineses. A medida do governo indonésio se estende a viajantes chineses em trânsito por portos e aeroportos. Quarto país mais populoso do planeta, a Indonésia não notificou oficialmente nenhum caso confirmado de Covid-19. Especialistas, porém, estão céticos em relação a isso e acreditam que o país está falhando no diagnóstico.

 

Enquanto o presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, afirma ao jornal O Estado de S. Paulo que até agora a greve dos petroleiros não impactou a produção da companhia e que ela está preparada para uma greve longa, a Agência Nacional do Petróleo alertou a Justiça para o risco de desabastecimento gerado pela greve, que já dura 13 dias e tem adesão de 20 mil petroleiros. Mesmo com as equipes de contingência contratadas pela petroleira, a ANP acredita que a situação foge da normalidade e que não será sustentável ao longo do tempo. Segundo reportagem do jornal O Estado de S. Paulo, o BNDES estuda, após o sucesso da venda de sua parte da Petrobras, vender a totalidade de sua participação na JBS, de cerca de R$15 bilhões, em uma única tranche, e não mais em duas. O mesmo jornal também diz que a B3 realizou mudanças na sua alta cúpula para dar mais atenção ao setor de pessoas físicas, que, no ano passado, dobrou em termos de participação na depositária de ações e nos IPOs.

 

(Por Ana Siedschlag, com colaboração de Vitor Azevedo || Foto: Coronavírus)

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis