TC Mover
Mover

Mercado em cautela com temor EUA-China; otimismo com Previdência segue

Postado por: TC Mover em 24/01/2019 às 8:09

O pregão desta quinta-feira começa com um tom misto vindo dos mercados externos – a aversão ao risco voltou a ganhar tração enquanto os investidores especulam sobre o futuro das conversas comerciais entre os Estados Unidos e a China. As bolsas na Ásia subiram, na Europa oscilam e os futuros dos índices americanos operam perto da estabilidade, enquanto o petróleo e o rendimento dos títulos da dívida americana recuam levemente.

 

Com o exterior morno, o investidor local deve continuar repercutindo as falas de ontem de membros do governo sobre a reforma da Previdência. As sinalizações vindas de Davos de que o projeto se encontra bem encaminhado e o otimismo tanto do presidente Jair Bolsonaro como do ministro da Economia Paulo Guedes ajudaram a impulsionar a bolsa brasileira, que fechou ontem na máxima histórica, acima dos 96.558 pontos. O mercado pode reagir positivamente à publicação das metas da administração central para os próximos 100 dias – a independência do Banco Central e medidas anticorrupção são alguns dos tópicos abordados, mas que deixaram a Previdência e o plano de reforma tributária de fora.

 

Além do quarto dia do Fórum Econômico Mundial, na Suíça, o dia será marcado pela reunião de política econômica do Banco Central Europeu, que deve manter a taxa básica de juros em 0%. Fique de olho em possíveis sinalizações sobre a economia e os mecanismos de refinanciamento. O presidente do BCE, Mario Draghi, fala às 11h30, horário de Brasília. O dia ainda será marcado pela divulgação de dados de emprego dos Estados Unidos e pelos dados da arrecadação federal brasileira de dezembro.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.


Mercado hoje, segundo Contribuidores TC


As bolsas na Ásia e na Europa mostraram comportamento misto, enquanto o dólar americano retomou a tendência de alta das últimas semanas, em mais um sinal de volatilidade, busca por ativos mais seguros e incertezas envolvendo as negociações comerciais entre os EUA e a China.

 

Na Europa, os papéis industriais e de energia puxavam as bolsas para baixo, sendo levemente compensadas por maior demanda por ações de tecnologia da região. Na Ásia, o investidor se manteve cautelosamente otimista, ajudando as bolsas a subir. Os futuros dos índices acionários americanos apontam a um começo ruim para a pregão de hoje, com o índice S&P500 prestes a cruzar sua média móvel de 50 dias. Já o euro recuava ante o dólar à espera da decisão de política monetária do Banco Central Europeu, hoje no meio da manhã.

 

O pregão um tanto sem direção mostra como o investidor está operando entre uma incerteza e outra, especialmente às relacionadas com as conversas EUA-China, à paralisação do governo americano, que está deixando o mercado às escuras sem divulgações de dados econômicos relevantes, e o impacto desta sobre o crescimento econômico. O petróleo recuava, a libra esterlina perdia espaço ante suas moedas pares, em meio ao imbróglio do Brexit, e os rendimentos dos Treasuries americanos caíam, indicando maior procura do investidor por instrumentos mais seguros.


Principais notícias corporativas


Banco Inter: O Banco Inter inaugurou a temporada de resultados do quarto trimestre apresentando um lucro líquido de R$22,3 milhões, um crescimento de 5% na base anual.  

 

Senior Solution: A Senior Solution informou que concluiu a aquisição da Atena Tecnologia.

 

Saraiva: A Necton Corretora comprou ações preferenciais da Saraiva e passou a deter participação de 20,03% na companhia.

 

Kroton: Safra Corretora eleva preço-alvo da Kroton de R$12,9 para R$13,3, com recomendação outperform, equivalente a compra.

 

Bancos: Banco já pode financiar empresa de seu controlador (Valor)

 

Neoenergia: Iberdrola quer retomar oferta de ações da controlada Neoenergia (Valor)

 

Boeing: Boeing terá acesso a crédito do BNDES, diz presidente da Embraer (Valor)

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IPC-S Capitais (janeiro) – FGV

08h00 Indicador de expectativa de inflação (janeiro) – FGV

10h30 Arrecadação Federal (dezembro) – Receita Federal

 

Indicadores internacionais

06h30 Alemanha: PMI Composto (janeiro); consenso 51,9

06h30 Alemanha: PMI Industrial (janeiro); consenso 51,3

06h30 Alemanha: PMI de Serviços (janeiro); consenso 52,1

07h00 Zona do Euro: PMI Composto Markit (janeiro); consenso 51,4

07h00 Zona do Euro: PMI Industrial (janeiro); consenso 51,4

07h00 Zona do Euro: PMI de Serviços (janeiro); consenso 51,5

10h45 Zona do Euro: Taxa de facilidade permanente de depósito; consenso -0,40%

10h45 Zona do Euro: Decisão da taxa de juros (janeiro); consenso 0%

11h30 EUA: Pedidos iniciais por seguro-desemprego; consenso 220 mil

12h45 EUA: PMI Industrial (janeiro); consenso 53,5

12h45 EUA: PMI de Serviços (janeiro); consenso 54,1

12h45 EUA: PMI Composto Markit (janeiro)

14h00 EUA: Estoques de petróleo bruto

21h30 Japão: Núcleo anual do IPC Tóquio (janeiro); consenso 0,90%

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis