TC Mover
Mover

Ibovespa tem recorde, dólar cai com aprovação da Previdência e expectativa de Petrobras e Vale

Postado por: TC Mover em 23/10/2019 às 19:36

O Ibovespa teve um novo dia de recordes, intradiário e de fechamento, mesmo que sem uma performance brilhante, na esteira da aprovação final da Reforma da Previdência no Senado. Já os juros futuros caíram com a perspectiva de que a Reforma vai favorecer o ajuste fiscal e abrir espaço para uma taxa básica Selic menor por mais tempo, atraindo também investimentos externos. Os investidores já finalizam a quarta-feira na expectativa dos balanços de Petrobras e Vale, nesta quinta.

 

O mercado se dividiu entre os que aproveitaram a aprovação da Reforma da Previdência para embolsar os lucros das altas dos dois anteriores e os que continuaram apostando na alta, especialmente os estrangeiros, que esperaram ver para crer antes de comprar. O Índice Bovespa atingiu a máxima recorde de 107.543 pontos, em alta de 0,15%. Bancos e empresas mais líquidas, preferidas dos estrangeiros, puxaram o índice. O dólar fechou em queda de 1,15%, a R$4,036. Os juros futuros seguiram a tendência e fecharam em queda.

 

Nos EUA, as bolsas oscilaram entre alta e baixa com os resultados mais fracos de empresas chegando a derrubar os índices pela manhã. Caterpillar cortou a perspectiva de lucros para o ano e Boeing divulgou lucros 50% menores no terceiro trimestre. Mas os papéis se recuperaram à tarde e subiam cerca de 1% com a Boeing anunciando aumento de encomendas para seu polêmico modelo 737 MAX. No fim do dia, o índice S&P500 voltou a subir e fechou em 0,28%.

 

Na agenda de amanhã, os destaques entre os indicadores vêm do Banco Central, que divulga dados de investimento estrangeiro direto e saldo de conta corrente de setembro. No exterior, o Banco Central Europeu divulga decisão da taxa básica de juros, às 08h45, seguido de coletiva de imprensa do presidente da autarquia, Mario Draghi, às 09h30. Entre os balanços corporativos, os destaques locais são Petrobras e Vale depois do fechamento. A expectativa é de que a petroleira registre lucro líquido de R$8,38 bilhões no terceiro trimestre, e a mineradora, de US$2,66 bilhões

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis