TC Mover
Mover

Ibovespa oscila à espera de decisões do Fed, Copom; câmbio, juros operam em alta

Postado por: TC Mover em 19/06/2019 às 11:12

O índice Ibovespa oscilava no início dos negócios desta quarta-feira, enquanto o dólar e os juros futuros subiam, à espera das reuniões de política monetária do Federal Reserve e do Banco Central do Brasil – cujas decisões hoje podem sinalizar uma redução nos juros nos próximos meses.

 

Mundo afora, a ansiedade pela decisão do Fed limita o avanço das bolsas europeias e dos futuros dos índices acionários americanos – impactando parcialmente a confiança e o apetite por risco nos mercados globais. Apesar de a maioria dos economistas e gestores ver a manutenção das taxas-alvo de juros tanto do Fed quanto do BC, espera-se uma sinalização de recuos para as próximas reuniões. No caso do Fed, a decisão ocorre em meio à pressão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, que cogitou remover Jerome Powell do cargo de presidente da autarquia.

 

Na política, o investidor monitora a audiência do ministro da Justiça, Sérgio Moro, em comissão do Senado, para prestar esclarecimentos sobre o vazamento de mensagens trocadas por ele e um procurador da Operação Lava Jato. Moro disse hoje aos senadores que o vazamento foi um “ataque orquestrado” contra as instituições nacionais para prejudicar as investigações e tentar a anulação de condenações. Outro evento que atrai os holofotes é o segundo dia de debates sobre o texto substitutivo da Reforma da Previdência em comissão da Câmara – em meio à tensão entre o governo e os parlamentares por mudanças feitas no texto original.

 

BOLSA: O Ibovespa subia 0,08% para 99.460 pontos por volta das 10h20, após abrir em leve queda; o futuro do índice recuava, mas não perdia o patamar dos 100.200 pontos – nível que o índice cheio pode firmar se o otimismo aumentar ao longo do pregão. O volume projetado é de quase R$14 bilhões, acima das médias diárias para o ano. Entre as altas, Vale ON e Rumo Logística ON lideravam – com ganhos de 1,64% e 1,52%, respectivamente. Vale, assim como a CSN ON, avançava após o preço do minério de ferro atingir seu maior nível em quase cinco anos na China. No lado das perdas, Petrobras ON e PN puxavam o índice para baixo, refletindo o recuo no preço do petróleo nos mercados internacionais. Gol PN recuava perto de 0,9% após informar que não atingiu acordo de reestruturação societária com a subsidiária Smiles – que se encontrava em leilão.

 

CÂMBIO E JUROS: O dólar futuro avança ante o real brasileiro na B3, movido pela espera da decisão de juros nos EUA e no Brasil. De acordo com operadores, a realização de novos leilões de linha com recompra de até US$2 bilhões nesta manhã pode pressionar a cotação do câmbio para baixo. No primeiro, o BC aceitou ofertas por US$1,5 bilhão. Os contratos de juros futuros também corrigiam para cima, tanto nas pontas curtas quanto longas. A derrota do governo ontem, no Senado, do projeto que flexibiliza o porte de armas no país, não deve repercutir nos negócios hoje, segundo um trader, apesar de mostrar a fraqueza do Executivo no Congresso.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis