TC Mover
Mover

Ibovespa fecha em alta acompanhando exterior e dólar sobe apesar de BC; amanhã, PIB de Brasil, EUA no radar

Postado por: TC Mover em 28/08/2019 às 18:08

Apesar de não ter havido nenhum avanço na questão da guerra comercial EUA-China ou quanto aos sinais de desaceleração da economia global, a bolsa brasileira fechou em alta, acompanhando o movimento dos índices acionários em Wall Street. Nos EUA, as bolsas foram impulsionadas pelas ações ligadas ao setor energia que, por sua vez, foram empurradas por preços mais altos do petróleo após queda nos estoques americanos. É por uma questão assim, antes pontual que estrutural, que as bolsas operaram no azul hoje. Amanhã, será dia de testar a cautela do mercado, já que serão divulgados dados de PIB dos Estados Unidos.

 

A questão fundamental ainda é a mesma. Prova disso é a inversão na curva dos Treasuries, que sentencia uma recessão à vista. A diferença entre os Treasuries de dez e de dois anos ficou em cinco pontos-base negativos – ou seja, invertida. Com os desdobramentos da querela comercial EUA-China cada vez mais imprevisíveis, a economia global desacelerando e o presidente americano Donald Trump elevando a acidez de seu tom contra o Federal Reserve, pressionando por juros menores, a tendência é de recuo nos juros dos títulos americanos.

 

Assim, a bolsa brasileira fechou em alta de 0,94%, a 98.193 pontos, com volume de R$9,99 bilhões. No câmbio, a força do dólar americano ante as moedas fortes e de países emergentes mantém pressão. O dólar futuro fechou em alta de 1,02%, cotado a R$4,169. Os juros fecharam em alta; a decisão de ontem do BC de fazer leilão de dólar à vista, sem indicar o montante, puxou a curva de juros para cima e fez o investidor repensar as apostas de um corte na Selic no mês que vem.

 

A agenda desta quinta-feira é das mais cheias – e importantes – da semana, trazendo PIB do Brasil, Estados Unidos e França. Por aqui, espera-se que o dado brasileiro, segundo o consenso colhido pelo TC, mostre contração de 0,2% na base trimestral. A FGV divulga dados de inflação medidos pelo IGP-M mensal de agosto, e o Tesouro Nacional informa o resultado primário do governo central de julho. No exterior, os EUA divulgam balança comercial de julho e pedidos semanais de seguro-desemprego. Além disso, devemos ter, de novo, leilões do BC conjugados de venda de dólares à vista e de swap reverso, às 09h30, de linha, depois das 10h15, e de rolagem de swap tradicional depois das 11h00.

 

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis