TC Mover
Mover

Ibovespa cai com bancos e petróleo em véspera de feriado à espera da ata do Fed; dólar recua

Postado por: TC Mover em 19/11/2019 às 20:15

O índice Bovespa fechou em baixa pelo segundo pregão consecutivo em meio aos sinais de poucos avanços nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China e, no Brasil, indicações de dificuldades no encaminhamento da proposta de Reforma Administrativa ao Congresso. O feriado em São Paulo, Dia da Consciência Negra, que suspenderá os negócios na B3, também aumentou a cautela dos investidores. No exterior, as bolsas não tiveram uma tendência definida, com altas e baixas na Europa e nos Estados Unidos, onde o índice S&P500 operava perto de novo recorde, aguardando a ata do Comitê de Mercado Aberto do Federal Reserve amanhã, que pode indicar se há espaço para novas quedas dos juros. Hoje à noite, o Banco Central do Povo da China anuncia sua taxa Prime de um ano, que deve ser mantida nos 4,20%.

O índice Bovespa passou o dia em baixa, com os operadores destacando vendas de estrangeiros derrubando as ações dos grandes bancos. Hoje, o JPMorgan rebaixou a indicação para as ações do Itaú Unibanco. A queda de mais de 3% do petróleo no exterior, por sua vez, após a Rússia colocar em dúvida se vai acompanhar a redução de produção sugerida pela Opep, também pesou. O feriado amanhã em São Paulo, que vai suspender os negócios na B3 com ações, futuros e derivativos, também fez os investidores serem mais cautelosos e reduzirem posições, uma vez que os mercados lá fora continuarão a todo vapor, sujeitos às declarações do presidente Donald Trump e de autoridades chinesas sobre a guerra comercial.

 

Embora o dólar futuro tenha fechado em queda de 0,50% hoje, negociado a R$4,1980, a moeda tem estado sob pressão, com a cotação à vista batendo patamar recorde na segunda-feira. Esse cenário, segundo Luiz Fernando Figueiredo, sócio da Mauá Capital e ex-diretor do Banco Central, reflete a saída de divisas de investidores e empresas que se ajustam ao juro mais baixo no Brasil, substituindo suas dívidas em dólar por dívida em real. Amanhã sai a ata da última reunião de política monetária do Federal Reserve, que pode dar pistas sobre o futuro dos juros nos EUA. Até agora, as indicações do Fed são de esperar por novos dados da economia antes de fazer novos movimentos. Mas, para o sócio da gestora SPX Capital Rogerio Xavier, o Fed deve cortar os juros mais uma vez no ano que vem diante de sinais de desaquecimento da economia americana.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis