TC Mover
Mover

Ibovespa avança e dólar cai com trégua EUA-China, à espera de notícias sobre a Previdência

Postado por: TC Mover em 01/07/2019 às 13:50

O Ibovespa operava no azul no início da tarde desta segunda-feira e o dólar futuro se desvalorizava ante o real, com o maior otimismo mundo afora após a trégua na disputa comercial entre Estados Unidos e China, apesar de algum ruído quanto à Reforma da Previdência, que entra em semana decisiva.

 

Os ativos de risco ganhavam espaço nesta segunda-feira, na esteira do maior otimismo após o presidente dos EUA, Donald Trump, ter suspendido a imposição de novas tarifas sobre mais de US$300 bilhões em importações de produtos chineses e reativado as vendas de alguns produtos à chinesa Huawei. Com isso, o S&P500 bateu seu recorde histórico intradiário ao chegar ao patamar dos 2,977.86 pontos nesta manhã. O ouro caía, depois de atingir as maiores altas em quase seis anos na semana passada.

 

No cenário local, o investidor avalia as notícias em torno da Reforma da Previdência. Nesta manhã, o jornal O Globo noticiou que o governo já não conta com a inclusão dos Estados no projeto, dada a resistência de alguns governadores. Amanhã de manhã, acontece a leitura do voto complementar do parecer do relator na comissão especial da Câmara, o que pode mexer com os mercados a depender do teor. A divulgação do relatório Focus do Banco Central hoje mostrou que a mediana das previsões para a taxa básica de juros Selic caiu de 5,75% para 5,50% ao ano, o que fez com que os juros derretessem.

 

BOLSA: O índice Bovespa registrava alta de 0,60% às 13h40, a 101.572 pontos, após tocar a máxima de 102.431, na esteira dos ganhos das bolsas no exterior, com o sinal de pausa na tensão comercial entre Estados Unidos e China. A alta de Vale ON, que sobe 3,59%, também impulsiona o índice, com a escalada dos futuros de minério de ferro na China. Também era destaque a ação ON da JBS, que disparava 5,42%; BTG Pactual e Mirae Asset incluíram os papéis da companhia nas carteiras recomendadas para julho. Na ponta oposta, Suzano ON liderava perdas, caindo 2,86%, após altas recentes e na esteira do recuo forte do dólar nesta segunda-feira.

 

CÂMBIO E JUROS: Câmbio e juros caem no primeiro pregão de julho. O dólar futuro cai 0,67%, a R$3,835. Segundo traders, os leilões de swap cambial de hoje e amanhã não terão efeito sobre a cotação por não serem ofertas novas. O relatório Focus desta semana reduziu, mais uma vez, a previsão da taxa Selic, de 5,75% para 5,50% ao ano. Os contratos de juros recuaram e o DI com vencimento em janeiro de 2020 caía 1,5 ponto-base, a 5,980%.

 

EXTERIOR: As bolsas americanas operam em alta, com o S&P500 subindo 0,65% e tocando novo recorde, com a trégua na tensão comercial entre Trump e Xi. O índice Dow Jones Industrials sobe 0,36%.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis