TC Mover
Mover

Humor azeda com pessimismo em Pequim sobre acordo com EUA; tom positivo no Chile sustenta moedas

Postado por: TC Mover em 18/11/2019 às 13:48

O bom humor do mercado que imperou desde a madrugada desta segunda-feira azedou no meio da manhã após notícia da CNBC, citando fonte do governo chinês, dar conta de que o pessimismo reina no país quanto às conversas com os americanos, possivelmente pela relutância do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, a eliminar ou aliviar as sobretaxas a importações de produtos chineses. O dólar futuro na B3 recua, operando na faixa dos R$4,180, em linha com a valorização das moedas latino-americanas na esteira da menor tensão no Chile e a expectativa de que o governo brasileiro implemente medidas de ajuste fiscal de forma cautelosa. O vencimento de opções sobre ações na B3 transcorre com normalidade, com baixa volatilidade na negociação das ações mais líquidas do Ibovespa.

 

Os principais índices acionários americanos abriram mistos na manhã desta segunda-feira com a virada do humor dos investidores, que foram surpreendidos com a notícia da CNBC dizendo que o governo chinês está pessimista sobre as conversas comerciais com os Estados Unidos. A reviravolta vem em seguida de dias positivos quanto às negociações das maiores economias do mundo: na sexta-feira, o conselheiro econômico da Casa Branca, Larry Kudlow, disse que os dois países estavam próximos de um acordo, mas sem dar muitos detalhes sobre quando seria assinado. Às 12h20, o índice S&P500 caía 0,22% e o Dow Jones, 0,05%.

 

O mercado brasileiro sofre o impacto também das turbulências na América Latina, com a Bolívia enfrentando confrontos e desabastecimento em meio à desorganização política e protestos e bloqueios organizados por apoiadores de Evo Morales. No Chile, o acordo entre o governo e oposição para definir um roteiro para a reforma da Constituição, aumentando os benefícios sociais, trouxeram a esperança de uma trégua nos protestos que já duram um mês, o que fez o peso se recuperar. Mas novos focos de preocupação podem surgir, com a convocação de uma greve nacional na Colômbia para quinta-feira.

 

O Ibovespa opera em alta de 0,66%, a 107.260 pontos, em dia de vencimento de opções sobre ações e com a semana encurtada pelo feriado da Consciência Negra na quarta-feira, que fechará os mercados. Segundo análise técnica do Bradesco BBI, o índice ainda pode “realizar repiques nos próximos dias, com objetivos do lado superior marcados em 107.000 pontos ou ainda, 108.400 pontos”. O dólar futuro cai 0,31%, a R$4,187, após a redução da tensão no Chile valorizar as moedas latino-americanas com destaque para o real, a maior economia da região. Os juros também caem, acompanhando a menor pressão sobre o dólar.

 

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis