TC Mover
Mover

Guerra comercial entre EUA-China volta a assombrar mercados

Postado por: TC Mover em 02/08/2018 às 8:27

A preocupação renovada dos mercados globais com a guerra comercial entre os Estados Unidos e a China deve continuar a marcar o pregão para a maioria dos ativos ao redor do mundo. A expectativa do mercado é que o presidente americano, Donald Trump, possa fazer um anúncio ainda hoje aumentando as tarifas de importação de produtos chineses de para 25%, acima dos 10% considerados inicialmente. Após um FOMC neutro, o comitê de política monetária dos EUA, sem muitas surpresas no dia de ontem, a cautela com ativos de risco deve permanecer enquanto o governo americano não esclarecer a situação das tarifas.

O índice DXY, que mede o desempenho do dólar ante seus pares, operava em leve alta de 0,30% no início da manhã. Investidores também esperam dados de seguro-desemprego dos EUA. Ontem, o rendimento dos títulos do Tesouro americano de dez anos ultrapassou o patamar de 3% com números de empregos privados do país bem acima do esperado, o que pode se repetir hoje caso os dados também surpreendam para cima.

Outro assunto que marca o mercado internacional é o aumento da taxa-básica de juros do Reino Unido de 0,5% para 0,75%. A decisão de hoje do Banco da Inglaterra é a última da semana dentre os países de economia desenvolvida que marcaram os últimos dias com o mercado à espera de uma sinalização sobre a liquidez mundial para os próximos meses. 

Por aqui, o Banco Central manteve ontem a taxa Selic estável em 6,5%, passando o recado de que não se compromete com nenhum nível para os juros no curto prazo. Apesar de ter reiterado que o viés de política permanece estimulativo e que a atividade econômica fraca deve mitigar o choque temporário de preços gerado pela greve dos transportes de maio e junho, o comitê conhecido como o Copom evitou sinalizar uma possível baixa caso o cenário volte a ficar mais nebuloso.

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

 

Dólar: deve seguir exterior, em dia de maior cautela com guerra comercial.

Juros: deve seguir dólar, à espera de convenção nacional do MDB, seguro-desemprego nos EUA.

Bolsa: deve ficar volátil, com exterior ruim para ativos de risco, balanços.

Ações: Fique de olho em Oi, que deve convocar assembleia para deliberar aumento de capital segundo mídia; Ultrapar, após resultado impactado por greve; Totvs, com crescimento do lucro líquido; Duratex, com lucro impulsionado por venda de florestas; BR Distribuidora, com lucro abaixo do esperado; Eletrobras, após TCU liberar venda de ativos da companhia; Tesla, sinalizando que pode ter lucro no segundo semestre.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

 

Trading News

— Lucro líquido da Duratex ganha impulso com venda de florestas

— Copom não se compromete mais com patamar da Selic

— BC mantém Selic, vê efeito temporário da greve nos preços

— Agosto começa volátil com cautela por decisões de política monetária

 

Valor Econômico

— Retorno das empresas volta a superar a Selic

— Tesouro prevê déficit recorde no 2º semestre

— Pautas do STF podem abrir novos rombos

— Nos Estados, Lei Anticorrupção ainda patina

 

O Estado de S.Paulo

— PT tira neta de Arraes da eleição para isolar Ciro

— Trump volta a ameaçar China com taxação de produtos

— Criança deve ter 6 anos em março para o 1º ano

— ‘Lava Jato’ argentina prende kirchneristas

 

Folha de S. Paulo

— Acordo entre PT e PSB nos estados isola Ciro e causa protestos nos diretórios

— Fazenda precisa de dinheiro extra para cobrir calote da Venezuela

— Fachin defende celeridade para julgar pedido de soltura de Lula

— Presidente do TSE ajusta decisão sobre Lula para incluir ‘inelegibilidade chapada’

 

Globo/G1

— FGTS pode ser usado na compra de 75% dos imóveis à venda no Rio

— Receita do Rio com petróleo cresce 80% no ano

— Ministro Luiz Fux diz não haver dúvidas de que Lula está inelegível

— Ciro Gomes ataca o PT após perder apoio do PSB

 

TC Recomendações: BR Distribuidora

 

$BDTR3: BTG Pactual diz que o resultado da BR Distribuidora deve ter sido afetado pela greve dos transportes, mas que o efeito não foi divulgado claramente. Equipe diz que, com endividamento caindo rapidamente, os dividendos da companhia devem ficar embaixo dos holofotes por maior geração de fluxo de caixa livre.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais:

— 05h00: ICP de julho – Fipe; consenso +0,23%

— 08h00: IPC-S Capitais – FGV

— 09h00: Produção industrial junho; consenso +14,1%

 

Indicadores internacionais:

— 05h30: PMI de construção do Reino Unido em julho; consenso 52,8

— 06h00: IPP mensal Zona do Euro de junho; consenso +0,3%

— 09h30: Pedidos iniciais por seguro-desemprego nos EUA; consenso 221 mil

— 11h00: Encomendas à indústria dos EUA em junho; consenso +0,7%
— 16h00: Produção industrial da Argentina em junho; anterior -1,2%

— 22h45: PMI de serviços Caixin da China em junho; consenso 54,0


Eventos:

— 08h00: Convenção do MDB para oficializar candidatura à Presidência da República
— 08h00: Decisão da taxa de juros do Reino Unido de agosto; consenso aumento para 0,75%

— 08h00: Relatório de inflação do Banco Central da Inglaterra

— 08h30: Discurso de Mark Carney, governador do Banco Central da Inglaterra

— 10h30: Presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, tem reunião com presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia

— 11h30: Leilão para rolagem de até 4.800 contratos de swap cambial – BC
— 15h00: Decisão da taxa de juros do México; consenso manutenção em  7,75%

— 20h50: Ata da reunião de política monetária do Banco Central do Japão

 

Resultados corporativos:

Antes da abertura: Gol
Depois do fechamento: Profarma, IRB Brasil, SulAmérica

 

Teleconferências:
— 10h00: Duratex
— 10h30: TOTVS

— 11h00: Arezzo, Ultrapar

— 13h30: Gol

— 14h00: BR Distribuidora

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis