TC Mover
Mover

Feriados devem impactar liquidez em dia de votação da Previdência no Senado

Postado por: TC Mover em 01/10/2019 às 8:52

Feriados em Hong Kong e na China, onde hoje foi comemorado o 70º aniversário da ascensão dos comunistas ao poder, e a comemoração do Ano Novo Judaico, que finaliza hoje, impactaram ontem a liquidez nos pregões americano e brasileiro e não deve ser diferente hoje. Mesmo com o que parece ser uma agenda agitada na política, com a votação da Nova Previdência e o 20º Conselho de Governo, e nos dados, com a divulgação de produção industrial e comércio por aqui, e de atividade na Europa e nos Estados Unidos, o investidor deve encontrar problemas girando papéis. Ontem, o volume negociado na Bovespa e no mercado de câmbio foi o terceiro menor de setembro. Deve haver muita movimentação no quesito geopolítico nesta terça-feira, com o anúncio da retomada das conversas para a desnuclearização da Coréia do Norte e os protestos em Hong Kong, que deixaram um manifestante baleado no peito.
No plano local, o dia é da Reforma da Previdência. Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o presidente Jair Bolsonaro disse que gostaria que a reforma fosse aprovada logo, mostrando uma certa apreensão com a lentidão na retomada da economia. Apesar de o mercado dar por certa a aprovação do texto sem diluição adicional da economia fiscal, o governo quer ainda reverter mudanças feitas pelo relator Tasso Jereissati, que enfraqueceram o impacto positivo para as contas públicas. O objetivo, segundo a Folha de S. Paulo, é recuperar trechos da reforma aprovados na Câmara, mas que foram derrubados por Jereissati. A expectativa do presidente do Senado, Davi Alcolumbre, é que a reforma passe na CCJ hoje pela manhã e siga, à tarde, para o plenário. A votação deve se estender até amanhã, disse um senador à TC Mover. Há folga para aprová-la, aponta: mais de 60 senadores dirão “sim” ao projeto – acima dos 49 necessários. O segundo turno de votação está previsto para a semana do dia 18 de outubro, disse.
Na agenda econômica, a divulgação mais destacada é a da produção industrial de agosto, que, segundo o consenso do TC, deve mostrar alta de 0,20% na base mensal e queda de 3,10% na base anual. Uma preocupação grande de Bolsonaro, segundo a imprensa, é a incapacidade de a economia reagir aos estímulos e às boas notícias sobre a agenda de reformas. Certamente, esse deve ser um ponto de interesse do investidor na esteira do Conselho de Governo de hoje, que começa por volta das 14h00. Bolsonaro terá reuniões prévias com vários dos seus ministros, mas não com o titular da pasta da Economia, Paulo Guedes. Números ruins da indústria devem acrescentar a pressão sobre o ministro. O Brasil corre o risco de deixar a lista dos dez maiores países industriais do mundo, de acordo com matérias dos jornais de hoje. Também teremos balança comercial do mês passado e os PMIs brasileiro e americano e a pesquisa ISM nos EUA.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis