TC News
News

Exterior e boato sobre saída de Guedes estressam mercado e bolsa cai; na terça, foco em Powell, dado dos EUA

Postado por: TC News em 07/10/2019 às 21:03

A semana começou no vermelho para a bolsa brasileira, que foi contaminada pelo noticiário cético quanto às conversas entre Estados Unidos e China e a incerteza na cena política em Brasília com o cronograma das reformas e o destino do ministro da Economia, Paulo Guedes. Fontes disseram à Bloomberg News que as autoridades chinesas estão hesitantes em buscar um acordo comercial amplo com os EUA, e que o vice-premiê chinês Liu He, que liderará as negociações do lado asiático, deve excluir planos para reformar a política industrial chinesa e a retirada de subsídios.

 

Mas as informações sobre a guerra comercial EUA-China também se mostravam confusas: segundo a Fox News, a China estaria disposta a assinar um acordo comercial limitado. Na cena local, a confirmação, por parte do líder do governo no Senado de que o segundo turno da Nova Previdência só será votado a partir de 22 de outubro e a notícia de um site que disse que Guedes deixaria o governo do presidente Jair Bolsonaro em fevereiro derrubaram a bolsa e puxaram dólar e juros futuros para cima. No entanto, o site O Antagonista publicou, horas depois, que o próprio Guedes desmentiu a informação.

 

O Ibovespa fechou em queda de 1,93%, a 100.572 pontos, o menor desde 3 de setembro, com volume de R$10,16 bilhões. O dólar futuro, fortemente pressionado pelo ambiente externo, fechou em alta de 1,22%, a R$4,113. A curva de juros avançou em bloco, com o DI para janeiro próximo a 5,003%. Na agenda de terça-feira, o evento mais importante é a fala do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, às 15h30, horário de Brasília.

 

No plano local, o Congresso vota a Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020. Entre os indicadores, a FGV informa dados de inflação medidos pelo IPC-S e pelo IGP-DI. A Alemanha informa a produção industrial de agosto e os Estados Unidos divulgam o índice de preços ao produtor de setembro. Fique de olho nas tratativas entre governo e Congresso para cumprir o cronograma da tramitação da Nova Previdência. Para destravar o calendário, os presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, devem resolver o impasse gerado na semana passada quanto à divisão dos recursos do leilão de sobras do pré-sal.

TC News Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis