TC Mover
Mover

Expectativa com votação da reforma e pregão curto antes de feriado nos EUA marcam negócios nesta quarta-feira; dia deve ser de baixa liquidez

Postado por: TC Mover em 03/07/2019 às 8:44

O foco do investidor nesta quarta-feira é se haverá votação do texto complementar da Reforma da Previdência na comissão especial da Câmara. O mercado ontem pressentiu mais um adiamento da leitura do texto e apertou o botão de venda, mas o texto foi lido no fim da tarde de ontem. No entanto, não foi definido um horário para começar a votação, criando mais ruído. As lideranças da comissão devem se reunir no final da manhã para decidir quando será a votação. O mercado deve abrir pressionado pelo temor de que a reforma seja aprovada no plenário da Câmara somente em agosto.

 

Não há como operar tranquilo com tantas informações cruzadas. Analistas políticos, como Leopoldo Vieira, da IdealPolitik, veem a demora como mais uma tentativa de ataque do Parlamento ao presidente Jair Bolsonaro. Já o jornal O Globo de hoje disse que, insatisfeitos com o relatório, líderes de partidos do chamado Centrão podem atrasar a tramitação com a retirada de qualquer referência a Estados e municípios do texto antes que ele seja votado na comissão especial. A luta política se impõe às necessidades do país, e os deputados não vão arcar com o ônus de mudar regras para a aposentadoria de servidores dos governos regionais às vésperas de um ano eleitoral. Outros querem o desembolso antecipado de verbas prometidas pelo governo. 

 

Mesmo que a votação aconteça hoje, o cronograma está apertado, pois o início do recesso parlamentar será em 18 de julho. O investidor está ansioso com os tempos da política, muito mais após as promessas do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, de que havia tempo suficiente para colocar a reforma em votação no plenário da Casa antes do recesso. Uma passagem mais tardia da Nova Previdência deve impactar, além da bolsa, tanto o dólar quanto os juros futuros, pois o esperado relaxamento da taxa básica de juros Selic – que o mercado vê em 5,50% no final do ano, ante os 6,50% atuais – está condicionado à aprovação das mudanças nas regras da aposentadoria. 

 

Os mercados acionários globais mostram um desempenho misto: as bolsas asiáticas fecharam no vermelho, enquanto os índices europeus e os futuros americanos avançavam cedo de manhã. Os índices referência dos mercados emergentes recuavam, o petróleo subia e as commodities metálicas caiam. Os rendimentos dos Treasuries despencaram para seu menor patamar desde novembro de 2016, em clássico movimento de maior aversão ao risco à espera dos números do mercado de emprego americano hoje e na sexta, e da nomeação de dois economistas que abertamente defendem taxas de juros mais baixas para vagas na diretoria do Federal Reserve, o banco central americano. 

 

O mercado deve sofrer com uma menor liquidez, pois Nova Iorque fecha perto do meio-dia; amanhã será comemorado o Dia da Independência nos Estados Unidos. Para hoje, teremos resultado do índice de preços ao produtor, assim como do PMI composto e de serviços da Markit para o Brasil. Na Europa, teremos PMIs compostos e de serviços na Alemanha, a na Zona do Euro e no Reino Unido e o ISM nos EUA. A prévia dos números do mercado de emprego, conhecida como empregos ADP, e a leitura semanal dos pedidos de seguro-desemprego, serão divulgadas hoje. Fique de olho no resultado da reunião de líderes na comissão especial, às 11h00.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

Os preços dos Treasuries de dez anos atingiram seu maior nível em quase três anos nesta quarta-feira, com o investidor se posicionando defensivamente para a divulgação de dados econômicos relevantes ao longo da semana e o feriado de amanhã nos EUA. 

 

Os rendimentos dos Treasuries, que negociam na direção oposta ao preço, despencaram para seu menor patamar desde novembro de 2016, movimento que assemelha maior aversão ao risco à espera dos números do mercado de emprego americano hoje e na sexta, e da nomeação de dois economistas que abertamente defendem taxas de juros mais baixas para vagas na diretoria do Federal Reserve, o banco central americano. Os mercados acionários globais mostram um desempenho misto, sem tendência definida: as bolsas asiáticas fecharam no vermelho, enquanto os índices europeus e os futuros americanos avançavam. Os índices referência dos mercados emergentes recuavam, o petróleo subia e as commodities metálicas caíam.

 

 Bolsas: As bolsas na Europa subiram, com o mercado reagindo positivamente à nomeação de Christine Lagarde à presidência do Banco Central Europeu; os futuros dos índices acionários americanos S&P500 e Dow Jones apontavam para abertura em alta e subiam 0,25% e 0,19%, apesar da liquidez baixa esperada para hoje. As ações no Japão, em Hong Kong e na China tiveram seu pior desempenho intradia em quase quatro semanas, com novos temores sobre os rumos da guerra comercial e declarações de um alto funcionário chinês de que a recente trégua com os EUA reduziu a necessidade de extra estímulos de curto prazo. O índice VIX de volatilidade sobe levemente e os ETFs de mercados emergentes caiam, refletindo a cautela pré-feriado.

 

Principais notícias corporativas

 

 Vale: A Vale diz “respeitosamente” discordar de relatório da CPI de Brumadinho e pediu que seja feita conclusão pericial, técnica e científica antes que sejam apontadas responsabilidades.

 

 Banco do Brasil: O Banco do Brasil comunicou a renúncia do diretor de mercado de capitais Florêncio Campos nesta terça-feira.

 

 Eletropaulo: A Eletropaulo obteve aprovação, pela Aneel, de revisão tarifária de 7,03% a partir da próxima quinta-feira, 4 de julho.

 

 Magazine Luiza: A Magazine Luiza disse à CVM, em resposta a pedido de esclarecimento, que analisa a implementação de lojas físicas da Netshoes, como parte do plano de integração.

 

 AB InBev: AB InBev prevê captar até US$9,8 bilhões com IPO na Ásia (Valor) 

 

 Braskem: Braskem vai à Justiça para reverter ações em Alagoas  que paralisaram o pagamento de quase R$2,7 bilhões em dividendos (Valor) 

 

 Weg: Weg fornecerá máquinas para refinaria em Omã (Valor) 

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

09h00 IPP mensal (maio) – IBGE

10h00 PMI composto mensal (junho) – Markit

10h00 PMI do setor de serviços mensal (junho) – Markit

12h30 Fluxo cambial estrangeiro – BC

 

Indicadores internacionais

04h55 Alemanha – PMI composto mensal (junho)

04h55 Alemanha – PMI do setor de serviços mensal (junho)

05h00 UE – PMI composto mensal (junho) – Markit

05h00 UE – PMI do setor de serviços mensal (junho)

05h30 Reino Unido – PMI do setor de serviços mensal (junho)

08h00 EUA – Pedidos de hipotecas semanal – MBA

09h15 EUA – Variação de empregos privados mensal (junho) – ADP

09h30 EUA – Pedidos iniciais de seguro-desemprego semanal

09h30 EUA – Balança comercial mensal (maio)

10h45 EUA – PMI Composto mensal (junho) – Markit

10h45 EUA – PMI do setor de serviços mensal (junho)

11h00 EUA – Encomendas à indústria mensal (maio) 

11h00 EUA – PMI ISM não-manufatura mensal (junho)

11h00 EUA – Atividade não-industrial mensal (junho)

11h30 EUA – Estoques de petróleo bruto

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis