TC Mover
Mover

Em dia de agenda cheia, mercado local deve olhar para exterior, BC

Postado por: TC Mover em 28/06/2018 às 12:20

A incerteza causada pela combatividade da administração Donald Trump nos Estados Unidos em aspectos comerciais e diplomáticos deve continuar a pesar no pregão desta quinta-feira. Os mercados ao redor do mundo continuaram no modo montanha-russa ontem e hoje, refletindo o pavor de uma possível guerra comercial entre os EUA e outros membros do G-7: Canadá, Europa, China. O cenário de turbulência deve reagir às divulgações de dados econômicos na maior economia do mundo daqui a pouco: às 09h30, horário de Brasília, teremos pedidos iniciais por seguro-desemprego, o núcleo de preços PCE e a terceira estimativa do crescimento do PIB para o primeiro trimestre.

Mas, se mundo afora chove, a tormenta no Brasil está longe de acabar. Logo após as decisões do Supremo Tribunal Federal desta semana, que foram no mínimo polêmicas e qualificadas pelos nossos contribuidores como “sabotagem” à ordem jurídica e econômica do país, teremos divulgação da pesquisa CNI-Ibope. Um desempenho fraco do candidato predileto do mercado para o Planalto na eleição de outubro pode trazer mais volatilidade a um mercado que está com a bolsa, o dólar e o fluxo de capitais sob pressão. A saída de capital estrangeiro é a pior para o ano desde a crise financeira de 2008. É difícil apontar o dedo para os gringos com tanta incerteza rondando o ambiente local.

O mercado também deve ficar de olho na coletiva do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, às 11h00, para explicar o conteúdo do Relatório Trimestral de Inflação da autarquia, divulgado hoje mais cedo. O BC manteve as expectativas de inflação inalteradas para 2018, 2019 e 2020, mas cortou a projeção de crescimento da economia para o ano significativamente. Os impactos da greve dos transportes no final de maio sobre a atividade econômica, junto com o cenário global mais conturbado, foram os responsáveis. Os efeitos da greve na inflação devem se estender em junho e julho, porém em menor magnitude. Com o BC atuando no mercado de câmbio para evitar uma disparada do dólar, hoje o dia promete mais um pouco de volatilidade. Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

Câmbio: Deve oscilar com exterior tenso com guerra comercial e divulgação de pesquisa eleitoral no Brasil. Mercado continua de olho na atuação do BC.

Juros: Devem seguir o dólar; a divulgação do relatório de inflação do BC pode impactar, assim como a atuação do Tesouro Nacional no mercado de renda fixa.

Bolsa: Deve oscilar, com decisões polêmicas do STF sobre privatizações e pesquisa eleitoral.

Ações: Eletrobras ON, com suspensão de venda de distribuidoras; estatais, após decisão do STF que dificulta negociações de venda; Embraer ON, com notícia de que negociação com a Boeing pode sair na próxima semana; Iguatemi ON, com notícia de novas lojas; Eletropaulo ON, com pagamento de parte da negociação pela Enel; Azul PN, com oferta de ações no exterior precificadas em US$16,15; Oi ON, com controles de custos reduzindo queima de caixa; Cia Hering ON, com mudanças na estratégia; CVC ON, com parcerias para compras em lojas físicas; utilidades elétricas, com leilão de transmissão; Cosan ON, com aditivo no acordo de acionistas; Vale ON, após Bank of Montreal elevar recomendação e preço alvo do ADR.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

Trading News

—  IGP-M absorve impacto da greve dos caminhoneiros com alimentos e transportes

— BC mantém projeções de inflação, corta PIB com greve e exterior

— Petrobras vende ativos no Paraguai por R$1,45 bilhão

— Lewandowski impacta mercado com decisão inédita no STF

— Sabotagem de Lewandowski nos traz de volta ao Brasil pré-1997

 

Valor Econômico

— CMN decide baixar meta de inflação de 2021 para 3,75%

— União Europeia sinaliza adoção de cota para aço importado do Brasil

— Estrangeiro já tirou R$ 10,6 bi da bolsa, pior saldo desde crise de 2008

— Lula informa à Justiça R$ 12 mi de patrimônio

— Vendas de carros voltam a animar o segmento auto

— Captações perdem fôlego com cenário mais instável

— Varejistas conseguem driblar impactos da crise

— Suínos são a maior aposta para avançar na indústria de carnes

— Até 2021, indústria da celulose deverá investir R$ 2,2 bi

 

O Estado de S. Paulo

— Com Dirceu livre, prisão de Lula e 2ª instância podem ser rediscutidas, avaliam advogados

— PSDB segue Meirelles e faz campanha contra Jair Bolsonaro

— Força de vendas da Boeing é crucial para a Embraer, diz fundador da brasileira

— Calote de empresas sobe com a greve

 

Folha de S. Paulo

— Com PP e Datena, campanha de Doria fala em vitória em SP no 1º turno

— Defesa de Joesley quer arrolar equipe de Janot como testemunha no STF

— Comprova, coalização para combater notícias falsas, é lançada no Brasil

— Manifesto por união do centro será lançado em SP

— Leilão de transmissão deve atrair forte concorrência e investimentos de R$ 6 bi

— Governo prepara mais um plano para tentar reduzir os gargalos da logística

— Executivo deixa direção do Facebook para América Latina

 

O Globo

— Ciro preocupa mercado financeiro apesar de destacar compromisso com responsabilidade fiscal

— ‘Não voto em nenhum candidato a presidente que está aí’, diz Datena

— Reforma trabalhista: STF julga constitucionalidade da contribuição sindical nesta quinta-feira

— Acordo entre Boeing e Embraer pode ser anunciado na semana que vem

 

TC Recomendações: Petrobras

$PETR4: Bradesco BBI rebaixou a recomendação da Petrobras PN de outperform para neutra e cortou o preço-alvo de R$23 para R$18. Equipe de analistas do banco de investimentos diz que a decisão de reduzir o preço alvo deriva de uma política de preços dos combustíveis mais diluída e de expectativas de renegociação do contrato de cessão onerosa com a União marginalmente melhores.

 

Agenda do dia                

Indicadores nacionais:

— 08h00: IGP-M junho; consenso +1,78%

— 08h00: Relatório trimestral de inflação – BC

 

Indicadores internacionais:

— 05h00: Relatório mensal do BCE

— 06h00: Confiança do consumidor na Zona do Euro em junho; consenso -0,5

— 06h00: Confiança industrial na Zona do Euro em junho; consenso 6,4

— 06h00: Confiança dos Serviços  na Zona do Euro em junho; consenso 14,2

— 09h00: IPC Alemanha em junho; consenso +0,2%

— 09h30: Pedidos iniciais por Seguro-Desemprego nos EUA; consenso 220 mil

—  09h30: Núcleo de preços PCE dos EUA no 1T;  consenso 2,3%

— 09h30: 3ª estimativa PIB dos Estados Unidos no 1T; consenso +2,2%

— 20h30: Taxa de desemprego no Japão em maio; consenso 2,5%

— 20h50: Produção industrial no Japão em maio; consenso -1,1%

 

Eventos:

— 09h00: Ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, tem reunião com o conselho da Vale

— 10h00: Divulgação da pesquisa eleitoral CNI-Ibope

— 11h00: Entrevista coletiva do presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, sobre relatório de inflação

— 11h45: Discurso de James Bullard, membro do Federal Reserve

— 17h00: Presidente Michel Temer tem reunião com o presidente do Partido Comunista Chinês, Yang Xiaodu

— N.D: Previsão de divulgação de pesquisa eleitoral do Ibope para a Presidência realizada em São Paulo, encomendada pela TV Bandeirantes

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis