TC Mover
Mover

Escolha ações de alta qualidade contra ‘maio volátil’, dizem corretoras

Postado por: TC Mover em 02/05/2019 às 12:37

Bancos e corretoras recomendam comprar ações de empresas com bom histórico de resultados para este mês, apostando na aprovação da reforma da Previdência com algum risco de desidratação e intensa volatilidade nos mercados locais e globais.

 

As carteiras recomendadas de BTG Pactual, Safra Corretora, XP Investimentos e BB Investimentos contam com papéis dos setores financeiro e elétrico, além das blue chips – como são chamadas as ações mais líquidas do Ibovespa – Petrobras e Vale. Além disso, segmentos ligados à atividade interna ganharam mais destaque.

 

Houve mudanças pontuais nas carteiras recomendadas, seja por oportunidades de preço, como o caso da inclusão de Linx pelo BTG Pactual após queda de 12% em abril, ou de melhora no cenário prospectivo, como a entrada de BR Distribuidora pela Safra Corretora por conta da potencial venda da participação da Petrobras na empresa.

 

BTG PACTUAL: BTG Pactual espera aumento da volatilidade do mercado neste e no próximo mês, coincidindo com um debate acalorado que culminará em aprovação da reforma e economia fiscal entre R$600 bilhões e R$700 bilhões, disse o estrategista Carlos Sequeira. A carteira do banco com dez ideias para maio tem CVC e Linx como novidades, entrando no lugar de Ambev e Rumo. Petrobras, Bradesco, Suzano, Lojas Renner, IRB Brasil, Localiza, Cosan e Oi também integram a chamada lista 10SIM.

 

SAFRA CORRETORA: Os estrategistas da Safra Corretora estão com otimismo moderado para maio, confiantes com a aprovação da reforma neste ano. A equipe reduziu o peso de ações de bancos e acrescentar BR Distribuidora e Energisa à carteira recomendada para maio, que traz também Itaú Unibanco, Bradesco, IRB Brasil, GPA, Localiza, Vale, Petrobras, Bradespar, Randon, B3, Klabin, Kroton, Banco do Brasil, Lojas Americanas, CSN e Rumo.

 

XP INVESTIMENTOS: Para a XP Investimentos, o foco em maio será o debate e grau de diluição da reforma, o que pode trazer volatilidade. Neste cenário, os analistas trocaram B2W por Lojas Renner, para privilegiar a resiliência de resultados, e incluíram Gerdau após cair 17% desde o pico em setembro. Também fazem parte da carteira AES Tietê, Azul, Banco do Brasil, Bradesco, JBS, GPA, Localiza e Vale.

 

BB INVESTIMENTOS: A BB Investimentos vê o cenário doméstico como baixista, prevendo um “caminho mais laborioso ao longo de maio” de tramitação da reforma na comissão especial. Na carteira fundamentalista para o mês, os analistas retiraram Itaú Unibanco, Klabin, Lojas Renner e Suzano e acrescentar Bradesco, Localiza, MRV e Magazine Luiza. O portfólio inclui também Alupar, CSN, GPA, Petrobras, RD e Taesa.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis