TC Mover
Mover

Em dia de expectativa por BCE, balanços no Brasil e EUA, mercado busca direção; novela do frete continua

Postado por: TC Mover em 25/07/2019 às 8:53

O fato do dia é protagonizado pelo Banco Central Europeu, que está reunido neste momento para decidir o rumo da política monetária na Zona do Euro. O colegiado deve sinalizar, na penúltima reunião antes da saída do seu presidente, Mario Draghi, que irá utilizar quaisquer instrumentos que forem necessários, inclusive um corte na taxa básica de juros no futuro próximo, para que a economia europeia escape da recessão. Mesmo com o mercado dividido sobre uma possível tentativa do BCE de se antecipar ao esperado corte de juros pelo Federal Reserve, que deve acontecer semana que vem, o consenso aposta que Draghi manterá a taxa básica em 0,00% e a de facilidade permanente de depósito em -0,40%.

 

É nesse contexto que os mercados globais operam hoje: na expectativa do que “a gente não viveu ainda.” As bolsas europeias e os futuros de índices americanos operam mistos, porém com viés de alta, à espera da decisão BCE e da divulgação dos resultados trimestrais da Amazon, Alphabet e Comcast. Hoje, os dados da pesquisa Ifo na Alemanha vieram abaixo do consenso, reiterando o quadro de fragilidade da maior economia da Zona do Euro. Os investidores também olham atentos à divulgação dos pedidos e balança comercial de bens duráveis de junho nos Estados Unidos, além dos pedidos iniciais por seguro-desemprego.

 

No plano local, a safra de balanços do segundo trimestre, que até agora mostra pouco mais de 70% das resultados já reportados em linha ou acima do consenso, e algumas notícias políticas ficam no radar do investidor. Na política, o destaque é a decisão do ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, de rever a tabela de frete mínimo dos caminhoneiros. Insatisfeita com a tabela, a categoria ameaçou iniciar uma greve. A reprise desta novela, que se estende desde maio do ano passado, implica que muitos setores – desde exportadores até varejistas e processadores de alimentos – terão de assumir uma parcela extra de custo. 

 

Entre os balanços, os destaques foram Banco Bradesco e a Ambev. Bradesco teve alta no lucro quase em linha com o esperado no segundo trimestre, refletindo maiores receitas por empréstimos e prestação de serviços e uma melhora na qualidade da carteira. No caso da Ambev, a maior fabricante de bebidas da América Latina, os resultados bateram o consenso de mercado no trimestre, refletindo fortes controles de despesas operacionais e financeiras na esteira de uma forte desaceleração econômica na Argentina e no Brasil e de pressões de custo persistentes. A Ambev reiterou a expectativa de crescimento do custo de produto vendido por hectolitro, excluindo a depreciação e amortização, na parte média do intervalo entre 13% e 19% para 2019, apontando que o indicador deve aliviar no final do ano.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Principais notícias corporativas

 

A Petrobras assinou contrato para venda de ativos de exploração e produção em águas rasas nas bacias de Campos e Santos no total de US$1,5 bilhão, cerca de R$5,7 bilhões. A transação envolve a venda de 100% da participação nos polos Pampo e Enchova para a Trident Energy e 100% no campo de Baúna para a Karoon. A estatal também informou, ontem, que obteve decisão desfavorável do Carf, em processo administrativo fiscal sobre a cobrança do Cide, no valor aproximado de R$2,7 bilhões. 

 

O Carrefour Brasil teve lucro líquido ajustado de R$419 milhões no segundo semestre, acima do consenso de R$418 milhões, e informou a antecipação de pagamento de juros sobre capital próprio, no valor de R$470 milhões. Os investidores devem reagir à captação de R$2,37 bilhões com oferta primária de ações da Hapvida, a um preço por ação de R$42,50. 

 

A Even contratou Credit Suisse para coordenar o processo de venda do Hotel Fasano Itaim. O GPA orientou sua subsidiária, Sendas, a lançar oferta pública de até totalidade das ações da colombiana Éxito. Ainda no GPA, o resultado do segundo trimestre apresentou o dobro de lucro líquido no período, R$432 milhões, acima do consenso de R$255 milhões. O EBITDA ajustado atingiu R$85 milhões, enquanto a receita foi de R$13,08 bilhões, alta de 6,7% e levemente abaixo do consenso de R$13,35 bilhões.

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

05h00 IPC semanal (julho) – Fipe

10h30 Divulgação do Caged mensal (junho) – MinEconomia

10h30 Saldo em conta corrente mensal (junho) – BC

10h30 Investimento estrangeiro direto mensal (junho) – BC

 

Indicadores internacionais

05h00 Alemanha – Índice Ifo de clima de negócios 

08h45 UE – Taxa de facilidade cedência BCE

08h45 UE – Taxa permanente de depósito

08h45 UE – Decisão da taxa de juros mensal (julho) 

09h30 EUA – Núcleo de pedidos de bens duráveis mensal (junho)

09h30 EUA – Pedidos de bens duráveis mensal (junho)

09h30 EUA – Balança comercial de bens duráveis mensal (junho)

09h30 EUA – Pedidos iniciais por seguro-desemprego semanal

09h30 EUA – Estoques no atacado mensal (junho)

20h30 Japão – IPC anual (julho)

20h30 Japão – Núcleo IPC anual (julho)

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis