TC Mover
Mover

Pregão de olho em vencimento de opções, reunião Trump-Putin

Postado por: TC Mover em 16/07/2018 às 11:46

O investidor deve ficar atento às notícias políticas ao longo da semana, pois na sexta-feira começam as convenções partidárias destinadas à escolha de candidatos às eleições de outubro e à definição de alianças. Alguns jornais ressaltam o crescente apoio à candidatura presidencial de Geraldo Alckmin dentro do centro democrático. Aos poucos, o estilo conciliador e a imagem de gestor do ex-governador de São Paulo se impõem ante o jeito mais agressivo do seu maior concorrente pelo aval do Centrão, o ex-ministro Ciro Gomes. O portal G1 conta que o TSE pode decidir no recesso sobre pedido para declarar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva inelegível. O PT deve tentar oficializar a candidatura de Lula em convenção para alegar que se trata de fato novo e, mais uma vez, apresentar habeas corpus pedindo sua liberdade.

Hoje é o dia da tão esperada reunião bilateral entre o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, e o premiê russo Vladimir Putin. O encontro acontecerá em Helsinki a partir das 07h30, horário de Brasília. Para Trump, é uma situação de pressão, com acusações de que sua campanha presidencial se beneficiou da ação de hackers russos na eleição de 2016. Para Putin, criticado por sua invasão da Crimeia e os escândalos diplomáticos do seu governo, é uma vitória sentar na mesma mesa com Trump, que ontem chamou a União Europeia de “rival.”

Com o dólar americano em leve queda à espera dos dados do mercado varejista nos EUA e da reunião entre seu presidente e Putin, o câmbio deve sentir menor pressão altista. Os juros futuros devem seguir o câmbio, porém com a percepção de que recentes decisões do Congresso podem levar a mais indisciplina fiscal, forçando o investidor a demandar prêmio de risco maior, de acordo com contribuidores TC. Os pregões na Ásia e na Europa se mostravam sem direção, por conta dos números de crescimento econômico na China e as tensões comerciais no mundo desenvolvido. Os futuros das bolsas americanas apontando em alta devem impulsionar o índice Ibovespa no começo do pregão, mas o vencimento de opções de ações deve limitar qualquer avanço.

Ativos específicos devem reagir às notícias do fim de semana ou de hoje cedo: Vale, que apresenta hoje sua prévia operacional para o segundo trimestre, ou a Eletrobras, que tem o governo correndo contra o relógio para habilitar leilão de venda de seis distribuidoras na semana que vem.

 

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

Câmbio: Deve seguir exterior em dia de volatilidade com reunião entre Trump e Putin, desdobramentos da guerra comercial.

Juros: Devem seguir o câmbio, com demanda do investidor maior prêmio de risco por conta de incerteza política e fiscal.

Bolsa: Deve subir acompanhando exterior, mas limitada pelo vencimento de opções de ações na B3.

Ações: Eletrobras PNB, após AGU e BNDES recorrerem de suspensão de leilão de distribuidoras; Petrobras PN, com CEO se dizendo disposto a dialogar, mas defendendo liberdade para política de preços; Embraer ON, com corte de custos em produção de jato para competir com Airbus; Cielo ON, com busca por novo presidente após saída de Gouveia; Usiminas, com processo no Ministério do Trabalho; Banco do Brasil ON, com procedimento contestado no TCU; BRF ON, com diminuição da participação da BlackRock; Guararapes ON, com saída de Flavio Rocha da companhia; Dommo ON, que anunciou produção de junho; CSN ON, após aumento de preços do aço.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

Trading News

— Cuba mudará constituição, vitória tardia da diplomacia de Obama

— Produção de minério da Vale atinge novo recorde trimestral

— AGU e BNDES recorrem de suspensão de leilão da Eletrobras

 

Valor Econômico

— Trump chama UE de inimiga dos EUA

— Eletronuclear teme calote no BNDES, CEF e Eletrobras

— Cielo busca novo presidente após saída de Gouveia

— BNDES decide antecipar em 20 anos pagamento da dívida com a União

— PIB deve levar ao menos 11 trimestres para retomar o nível anterior à crise

— China: PIB avança 6,7% ao ano no 2º trimestre, em linha com previsões

— Guardia cogita adiar leilão de distribuidoras para vendê-las em bloco

 

Estado de S. Paulo:

— Congresso quer aumentar para R$ 38 mil salário de parlamentares

— Em Cuba, Gleisi volta a defender liberdade e candidatura de Lula

— China e UE fecham acordo para defender sistema multilateral de comércio

— Ministério do Trabalho vai à Justiça contra Usiminas

— Ciro acerta prazo com Centrão para ajustar propostas comuns

— Conclusão da compra da Eldorado pela Paper Excellence está na reta final

— CSN anuncia aumento de 12,25% para o preço do aço

 

Folha de S.Paulo:

— Impasse em coligações nos estados trava negociação de Bolsonaro com PR

— Nem família de Lula sabia de habeas corpus pedido por parlamentares do PT

— Metade das estradas do país terão condições péssimas ou inaceitáveis em 2025

— Brasileiros se perdem nos gastos e adiam pagamento de comida e remédio

— Vários dirigentes de entidades patronais são acusados de corrupção

— Candidatos ao Planalto têm focos de rejeição que perduram no tempo

— Nome de Ciro pode ser considerado pelo PT mais para a frente, diz Pimentel

 

Globo/G1:

— TSE pode decidir no recesso sobre pedido para declarar Lula inelegível

— PF investiga empresas de Nelson Tanure

— ANP não vai interferir nos preços do combustível

 

TC Recomendações: Usinas e siderúrgicas

— $IMAT: Para analistas do BB Investimentos, o cenário para ações de mineração e siderurgia no Brasil parece mais desafiador agora, por conta da guerra comercial entre os EUA e a China e pela desaceleração econômica doméstica. Analistas ressaltam que o spread de metais mais favorável permitiu que as usinas domésticas repassassem os aumentos de preços, mas, alertam que, no segundo semestre, em meio à queda da cotação do aço na China, ficará mais difícil repassar aumentos no mercado interno, cujo crescimento está desacelerando.

 

Agenda do dia

Indicadores nacionais:

— 08h00: IGP-10 de julho – FGV

— 08h00: IPC-S de julho – FGV

— 08h20: Pesquisa Focus – BC

— 08h30: IBC-Br de maio – BC

— 15h00: Balança Comercial – MDIC  

 

Indicadores internacionais:

— 00h00: PIB da China no 2T: consenso +1,6% na base sequencial

— 00h00: Produção industrial da China em junho; consenso +6,5%

— 00h00: Vendas no varejo da China em junho; consenso +9%

— 06h00: Balança comercial da Zona do Euro em maio; anterior €16,7 bi

— 09h30: Vendas no varejo nos EUA em junho; consenso +0,5%

— 09h30: Núcleo de vendas no varejo nos EUA em junho; consenso +0,4%

— 09h30: Índice Empire State de Atividade Industrial dos EUA em julho; consenso 22

— 11h00: Estoques das empresas nos EUA em maio; consenso +0,4%

 

Eventos:

— 00h00: Coletiva de imprensa do Departamento Nacional de Estatística da China

— 07h30: Início da reunião bilateral entre os presidentes dos Estados Unidos e a Rússia

— 13h00: Vencimento de opções na B3

— 16h00: Presidente Michel Temer tem reunião com general Joaquim Silva e Luna, ministro da Defesa e comandantes das Forças Armadas

 

Resultados corporativos:

Antes da abertura: Relatório de produção e vendas da Vale no segundo trimestre

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis