TC Mover
Mover

Economia ruim derruba bolsas e mercado aguarda seguro-desemprego, PIB da China

Postado por: TC Mover em 15/04/2020 às 19:05

As bolsas internacionais fecharam em queda hoje, com a volta da aversão ao risco depois de dados muito ruins da economia americana e resultados preocupantes de empresas mostrarem que os efeitos da pandemia de coronavírus, que superou os 2 milhões de casos no mundo, podem ser piores do que o esperado, apesar de todas as medidas paliativas tomadas até agora por bancos centrais e governos. Os índices de ações caíram mais de 3% na Europa, mesmo com a epidemia perdendo força na região e vários países começando a ensaiar a saída das restrições impostos à atividade.

Depois da Itália e Espanha, hoje, a Alemanha anunciou que começa na semana que vem a relaxar restrições ao comércio e marcou a retomada das aulas para 4 de maio, mas eventos públicos ficam proibidos até o fim de agosto. Pesou mais no ânimo dos investidores os dados da economia americana, novo epicentro da pandemia, com as vendas no varejo e a produção industrial da região de Nova Iorque registrando as maiores quedas mensais da história. Já a produção industrial de todo o país teve a maior retração desde 1946 e o sentimento dos construtores de casas mostrou a maior baixa em 35 anos.

No Brasil, que segue os mercados internacionais, as atenções estarão voltadas para a votação da PEC do Orçamento de Guerra, aprovada em primeiro turno no Senado, e para as discussões sobre o socorro para Estados e municípios. A esperada demissão do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também deverá ter impactos nos mercados, pois mexerá com o relacionamento do governo do presidente Jair Bolsonaro com governadores, Congresso e o Legislativo, bem como impulsionará a discussão sobre o abrandamento das restrições à atividade.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis