TC Mover
Mover

Mercado atento a reuniões, dados no exterior, noticiário político ruim

Postado por: TC Mover em 13/07/2018 às 12:12

Ontem à noite, o pregão na Ásia recebeu a notícia de que o governo chinês estaria tentando negociar uma saída da guerra comercial com os Estados Unidos. A reação inicial foi positiva, mas se dissipou ao longo desta madrugada. Assim, nosso dia começa com o dólar americano avançando perante pares e moedas emergentes, queda nas commodities e bolsas europeias sem direção – mas com viés de estabilidade. O câmbio no Brasil deve refletir isso e, consequentemente, os juros, que há dias mostram uma tendência de alta com investidores receosos com a escalada das incertezas. Mercado demanda prêmios de risco maiores para manter seus investimentos no Brasil.

Apesar de subir ontem em meio a expectativas de bons resultados trimestrais e de uma melhora no tom do noticiário, o índice Ibovespa deve sentir não só a deterioração do sentimento global de mercado, mas também os indícios de que a disciplina fiscal está desmoronando no final da administração Michel Temer. A suspensão do leilão das distribuidoras da Eletrobras deve ser o gatilho para potenciais quedas hoje. Outras manchetes do dia trazem notícias pouco empolgantes: sindicatos tentando bloquear o acordo Embraer-Boeing, a rejeição do Banco Central à compra do controle da XP Investimentos pelo Itaú Unibanco e a resignação da Petrobras em mudar sua política de preços para os combustíveis.

No lado político, o investidor continua ansioso por conhecer como serão costuradas as alianças para a eleição presidencial de outubro. Surpreendentemente, o pré-candidato mais alinhado às pautas do mercado financeiro, Geraldo Alckmin, obteve apoio de um dos partidos mais representativos do Centrão: o PSD. Mesmo assim, rumores da saída de Alckmin da corrida continuam rondando a mídia. Já o PT e Ciro Gomes disputam o apoio do PSB. Como a incerteza nesse quesito ainda continua, o investidor deve ficar alerta com o noticiário.

Mercado em um minuto, segundo Contribuidores TradersClub

Câmbio: Deve começar pressionado com alta do dólar ante emergentes e queda das commodities. Investidor fica de olho em intervenção do Banco Central no mercado de câmbio.

Juros: Devem seguir dólar, com tendência mais forte à alta em alguns vencimentos devido a temores com sustentabilidade fiscal. Mercado demanda mais prêmio de risco e Tesouro Nacional deve entrar para aclamar volatilidade.

Bolsa: Com noticiário ruim, mercado deve sentir pressão baixista nas ações de commodities e de bancos. Volume deve permanecer forte.

Ações: Eletrobras, com suspensão do leilão do dia 26 de julho e possível greve de funcionários; Petrobras, com CEO Ivan Monteiro aberto a mudar periodicidade dos reajustes dos combustíveis; Itaú Unibanco, com possível negativa do Banco Central a autorizar compra futura do controle da XP Investimentos; Vale e siderúrgicas, com preços do aço em alta na China e minério estável; Eletropaulo, com indicação para presidência da companhia; Cemig, com reabertura de bônus da Cemig GT; Telebras, com denúncias do sindicato; EZTec, com queda nas vendas na base sequencial; MRV, com prévia operacional forte no segundo trimestre; Minerva, com conclusão do programa de recompra de bonds; Braskem, com dúvidas sobre data de acordo com LyondellBasell; BDR do Walmart, com possível venda de ativos no Japão.

 

Principais notícias para começar o dia bem informado

Trading News

— Libra afunda com Trump ofuscando negociações do Brexit

— Exterior positivo ajuda bolsa, mas câmbio sente temor com EUA

— Mercado mira em bancos antes dos resultados do segundo trimestre

— Juiz no DF absolve Lula em investigação sobre obstrução de justiça

— Com exterior mais calmo, dólar cai e bolsa retoma 75 mil pontos

— Entenda o impacto da LDO sobre as contas do governo em 2019

— Prévia da Gafisa agrada analistas, mas mercado não se empolga

— SPX diz que investidor precisa acionar cautela com os rumos do Brasil

— OTAN alivia tensão e mercados recuperam parcialmente perdas da véspera

 

Valor Econômico

— Airbus suspende entregas para HNA

— Disputa EUA-China cria incerteza para metais

— Cemig capta US$ 500 milhões com reabertura de bônus

— Vice-ministro chinês fala em aproximação com Brasil

— Sindicatos planejam greve na Eletrobras na terça-feira

 

Estado de S.Paulo

— Petroleiras pedem diminuição do índice de nacionalização à ANP

— Eunício afirma respeitar a autonomia de Rodrigo Maia

— Cela não pode servir de palanque a Lula, diz advogado

— Temer pratica crime eleitoral à luz do dia, afirma Ciro

— BC vai aprovar aquisição de apenas 49,9% da XP pelo Itaú Unibanco

 

Folha de S.Paulo

— Etanol se confirma como combustível mais vantajoso neste ano

— Bolsonaro tem encontro com embaixador dos EUA

— Em cartada final, PT oferece apoio a candidatos do PSB em cinco estados

— Atrás de aliança com DEM, Alckmin diz que pesquisas virarão de ponta cabeça

— China acusa EUA de serem erráticos e unilaterais em guerra comercial

 

Globo/G1

— UFRJ recorre a BNDES para licitar terreno do Canecão

— Bolsonaro diz que homicídios merecem ‘bala’ e não a lei

— Marina responsabiliza Temer e Dilma por retrocessos na área ambiental

— Sindicatos à espera de registro: 2 mil pedidos no Ministério do Trabalho

 

TC Recomendações: B3

— $B3SA3: O BTG Pactual elevou as estimativas da receita líquida, EBITDA e lucro de caixa para o segundo trimestre após prévia operacional forte. Segmentos BM&F e Bovespa continuam fortes e recuperação parece vir no segmento de TVM, diz relatório.

 

Agenda do dia

Indicadores nacionais:

— 09hoo: Pesquisa mensal de serviços – IBGE

 

Indicadores internacionais:

— N.D: Balança comercial da China de junho: consenso +US$27,9 bi

— 09h30: Preços de bens exportados dos EUA em junho; consenso +0,2%

— 09h30: Preços de bens importados dos EUA em junho; consenso +0,1%

— 11h00: Confiança do consumidor Michigan nos EUA; consenso 89,7

— 14h00: Contagem de sondas Baker Hughes; anterior 858

 

Eventos:

— 08h30: Reunião do Conselho de Assuntos Econômicos e Financeiros da UE (Ecofin)

— 14h00: Audiência pública da ANP sobre a 5ª Rodada de Licitações de Partilha de Produção no Rio de Janeiro

— 10h00: Encontro da Abimaq com candidatos à Presidência Manuela D’Ávila e Aldo Rebelo

— 11h30: Leilão de rolagem de até 14 mil contratos de swap cambial – BC

— 13h30: Discurso de Raphael Bostic, membro do FOMC

 

Resultados corporativos:

— Antes da abertura: Prévia de vendas do GPA no segundo trimestre

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis