TC Mover
Mover

Dólar derrete, bolsa sobe com Fed em pausa; Copom, BCE devem pautar pregão de quinta

Postado por: TC Mover em 11/12/2019 às 19:57

A Super-quarta veio em linha com o esperado, com as apostas de manutenção da taxa básica de juros nos Estados Unidos e de corte no Brasil se materializando. Dados acima do consenso das vendas no varejo de outubro e o sucesso da oferta pública inicial de ações da XP em Nova Iorque puxaram o dólar futuro para o menor patamar desde o início de novembro e ajudaram o Ibovespa a fechar em alta pela primeira sessão em três. No caso do câmbio, é esperado que o dólar americano continue se enfraquecendo, o que pode favorecer o real: hoje, o presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, disse que o fornecimento de liquidez extra no mercado interbancário americano deverá continuar até janeiro, o que foi interpretado pelo investidor como um substituto do afrouxamento.

 

O comunicado do comitê decisório dos juros no Brasil, o Copom, de hoje, deixou o mercado indeciso. A notícia de que a agência de risco Standard and Poor’s elevou a perspectiva na nota de crédito do Brasil para positivo dava um gás no ETF EWZ, que disparava 1,2% no pós-market em Nova Iorque. Amanhã, mais decisões de política monetária na Zona do Euro, na Suíça e na Turquia são esperadas. Fique de olho nos dados de produção industrial na Europa, dos preços ao produtor e de pedidos de seguro-desemprego nos EUA e a primeira coletiva da presidente do BCE, Christine Lagarde, pós-decisão de juros.

 

Para essa quinta-feira, o mercado deve abrir repercutindo a decisão do Copom: na nossa avaliação, o mercado ficou metade achando que vai cortar mais, metade achando que o ciclo de cortes parou. Em outubro, o BC disse que o momento “recomenda cautela em eventuais novos ajustes no grau de estímulo”. Dessa vez, apontou a necessidade de ser cauteloso, disse um gestor sediado no Rio. O contrato do DI para janeiro de 2021 fechou estável, projetando 4,62%, enquanto os juros futuros com vencimento para janeiro de 2022 e janeiro de 2023 subiram 1 ponto-base na média, caindo nos prazos mais longos.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis