TC Mover
Mover

Brexit preocupa mercados; Bolsonaro ganha destaque

Postado por: TC Mover em 17/01/2019 às 8:09

Um tom moderado de cautela voltou a imperar na maioria dos mercados mundo afora. A vitória apertada da premiê britânica, Theresa May, que a manteve – por ora – na liderança do Reino Unido não foi capaz de evitar que o mercado voltasse a precificar a dificuldade que ela terá em tentar negociar um novo acordo para o Brexit – cujo prazo termina em 29 de março. Os ponteiros do relógio parecem correr em direção a uma separação não negociada da União Europeia, o que seria calamitoso para ambas as partes.

 

Enquanto isso, a injeção de estímulos do governo chinês na economia parece estar começando a ter um efeito oposto ao esperado nos mercados: após comemorarem os anúncios da administração central chinesa de terça-feira, os índices da região fecharam no vermelho com receios de que a intensidade desses estímulos possa ser um sinal de que o governo teme uma desaceleração ainda mais forte do que o previsto. Ontem, foram injetados 560 bilhões de yuans, ou US$83 bilhões, no sistema bancário chinês, o maior estímulo já feito no país em apenas um dia. É de se monitorar.

 

Por aqui, as notícias sobre a Previdência continuam, com o lobby dos militares para uma reforma mais branda da categoria ganhando destaque nos jornais. Para o presidente Jair Bolsonaro, antes de fazer qualquer posicionamento oficial sobre o tema, vem o Fórum Econômico de Davos – no qual ele acaba de ganhar uma posição de extremo prestígio: irá fazer o discurso inicial no primeiro dia de rodadas de debates.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

As ações asiáticas, as bolsas europeias e os futuros dos índices americanos operam em queda moderada nesta quinta-feira após a vitória apertada da primeira-ministra May no Parlamento, que salvou o seu mandato.

 

Na Ásia, a preocupação com a desaceleração da economia chinesa voltou a assombrar os principais índices da região, apesar da injeção de estímulos por parte do governo do país, anunciada no início da semana. Estímulos tão fortes apontam para o tamanho do risco de desaceleração visto pela administração central.  

 

Para hoje, fique de olho numa série de indicadores da Zona do Euro e dos Estados Unidos, além do relatório da produção de petróleo da Opep, que deve sair às 09h00, horário de Brasília, e em alguns balanços de empresas americanas.

 

Principais notícias corporativas

 

Even: A Even registrou um volume de VGV de lançamentos de R$607 milhões no quarto trimestre, com vendas líquidas de R$333 milhões.

 

Mills: A Fama Investimentos vendeu ações da Mills em bolsa e agora os fundos geridos pela gestora têm participação de 4,4% na empresa.

 

Gafisa: A Gafisa contratou Rafael Castello Branco para assumir a posição de diretor adjunto Financeiro e de Relações com Investidores a partir de 22 de janeiro.

 

Copel: Privatização da Copel está fora dos planos (Valor)

 

Avianca: Avianca Brasil corta voos internacionais e devolve aviões (Estado)

 

Petrobras: STJ libera venda de subsidiária da Petrobrás (Estado)

 

Petrobras: Número de empregados da Petrobras volta a crescer após quatro anos (Valor)  

 

Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

05h00 IPC – Fipe

08h30 IBC-Br (novembro) – Banco Central

 

Indicadores internacionais

05h00 Alemanha: Índice de preços por atacado mensal (dezembro); consenso -US$75,5 bi

08h00 Zona do Euro: IPC mensal (dezembro); consenso -0,20%

08h00 Zona do Euro: IPC anual (dezembro); consenso 1,60%

08h00 Zona do Euro: IPC-núcleo anual (dezembro); consenso 1,00%

11h30 EUA: Pedidos iniciais por seguro-desemprego

11h30 EUA: Licenças de construção mensal (dezembro); consenso -2,10%

11h30 EUA: Construção de novas casas (dezembro); consenso 1,250 mi

11h30 EUA: Índice de Atividade Industrial Fed Filadélfia (janeiro); consenso 10

N.D. EUA: Gastos de construção mensal (novembro); consenso 0,20%

N.D. EUA: Estoques no Atacado mensal (novembro); consenso 0,60%

21h30 Japão: IPC Nacional mensal (dezembro)

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis