TC Mover
Mover

Desencontros do novo governo, produção industrial marcam pregão desta terça-feira

Postado por: TC Mover em 08/01/2019 às 7:50

Após o primeiro fechamento do ano no vermelho do índice Bovespa, a terça-feira deve dar continuidade à reavaliação do mercado quanto às promessas do novo governo. A euforia que tomou conta dos ativos brasileiros na última semana, após a leva de discursos motivadores nas posses presidencial e ministeriais, ganhou um banho de água fria do presidente Jair Bolsonaro na entrevista concedida ao SBT na última quinta-feira, e continua a ser minguada pelos desencontros da gestão recém-inaugurada.

 

Incomodou mais a atitude do presidente Bolsonaro, que falou de economia com áurea de quem tudo conhece. Aqueles que entendem reagiram mal às sugestões de uma reforma da Previdência mais tímida, às supostas altas de impostos para compensar subsídios espúrios, à história da soberania e à Embraer, e por aí vai. Ontem, bem-humorado e humilde, Bolsonaro tentou emendar as coisas com piadas, declarações tardias de amor e, mencionando o namoro pré-eleição, disse que o ministro da Economia, Paulo Guedes, é o cara. Se o investidor acreditou que não há enfraquecimento do ministro, o maior lastro do novo governo, é outra coisa. .

 

Bolsonaro e seu gabinete terão a chance de enviar uma mensagem de unidade e sintonia – roubando o termo usado ontem por Guedes – na primeira grande reunião ministerial do mandato, às 09h00. Aconselhado a manter o bico fechado em temas econômicos e a mostrar aprecio pelo seu ministro da Economia, Bolsonaro pode dar algum sinal positivo – sem abrir mão da caneta, sinônimo de poder absoluto nas decisões do governo.

 

Para hoje, espere alguma volatilidade do exterior com o segundo dia de negociações entre os Estados Unidos e a China – o prosseguimento das conversas ajuda a melhorar o ânimo do mercado. Por aqui, teremos dados da produção industrial, que deve ter tido um desempenho medíocre em novembro, e a cerimônia de posse do novo presidente do BNDES, Joaquim Levy.

 

Quer ser um investidor bem informado? Cadastre-se no TradersClub e siga nosso canal de notícias e comentários exclusivos.

 

Mercado hoje, segundo Contribuidores TC

 

A alta no dólar tirava um pouco de fôlego das altas das bolsas europeias e dos futuros dos índices acionários americanos nesta terça-feira, sinal de que os investidores continuam tensos e à espera do resultado das conversas comerciais entre delegados da China e dos Estados Unidos. As empresas de tecnologia continuavam se recuperando no pregão europeu, mesmo apesar do alerta da coreana Samsung, que espera receitas bem abaixo das estimativas para o quarto trimestre.

 

Na Europa, o índice Stoxx600 segurava as pontas e se mantinha no azul, apesar dos números inesperadamente decepcionantes da produção industrial alemã divulgados hoje – e que deprimiram o euro. Já os contratos futuros dos índices Dow Jones Industrials e S&P500 apontavam para abertura em alta. Na Ásia, o pregão foi misto, com alta no Japão, desempenho oscilante em Hong Kong e recuo em Xangai. As taxas de juros dos Treasuries de dez anos ultrapassaram o nível dos 2,70% pela primeira vez em vários dias, em mais uma amostra do cenário volátil atual.

 

O pregão de hoje também pode ter extra volatilidade em antecipação à divulgação, amanhã, da ata da reunião de política monetária de 18 a 19 de dezembro do Fed, assim como dos discursos de seu presidente, Jerome Powell, e outros dirigentes da autarquia.

 

Principais notícias corporativas

 

Bancos públicos: Sob Bolsonaro, Banco do Brasil e Caixa vão buscar sócios (Folha)

 

Embraer: Governo não pensa em interromper negociação sobre Embraer, diz ministro (Folha)

 

Petrobras: Cessão onerosa pode render até US$ 24 bi à Petrobras (Valor)

 

BR Distribuidora: BR Distribuidora atinge maior valor de mercado desde IPO, com R$ 31,3 bi (Valor)

 

Frigoríficos: Davos faz pressão contra a carne bovina (Valor)

 

Shopping: Shoppings avançam nas vendas on-line (Valor)

 

Banco do Brasil: Governo quer abrir capital da gestora do BB (Valor)


Agenda do dia

 

Indicadores nacionais

08h00 IPC-S 1ª Prévia (janeiro) – FGV

08h00 IGP-DI mensal (dezembro) – FGV

09h00 Produção Industrial mensal (novembro) – IBGE

09h00 Produção Industrial anual (novembro) – IBGE; consenso 2,30%

11h30 Produção de Veículos mensal  (dezembro) – Anfavea

11h30 Vendas de Veículos mensal (dezembro) – Anfavea

 

Indicadores internacionais

05h00 Alemanha: Produção Industrial mensal (novembro); consenso 0,30%

08h00 Zona do Euro: Confiança do Consumidor (dezembro); consenso -6,2

08h00 Zona do Euro: Clima de Negócios (dezembro); consenso 0,99

08h00 Zona do Euro: Expectativa de Inflação ao Consumidor (dezembro)

08h00 Zona do Euro: Confiança nos Serviços (dezembro); consenso 12,3

08h00 Zona do Euro: Confiança Industrial (dezembro); consenso 2,9

11h30 EUA: Balança Comercial (novembro); consenso -US$53,4 bi

13h00 EUA: Ofertas de Emprego JOLTs (novembro); consenso 7,17M

18h00 EUA: Crédito ao Consumidor (novembro); consenso US$14,30 bi

19h30 EUA: Estoques de Petróleo Bruto semanal – API

22h00 Japão: Rendimento médio do trabalhador anual; consenso 1,30%

22h00 Japão: Pagamento de horas extras anual (novembro)

 

DISCLAIMER: Este newsletter não tem o objetivo de promover a venda de títulos e valores mobiliários específicos, e sim, de informar correta e oportunamente a quem o recebe.

Mover Pro

Informação, análises e ideias de investimentos 24/7

Experimente 7 dias grátis